Ao começar nos estudos, sempre nos deparamos com uma duvida cruel, 90% das vezes sem resposta. Fluxo (tape reading) ou análise técnica?

Tape reading é uma estratégia operacional bem antiga e comum no passado; atualmente, é usada por poucos traders. Sua incrível vantagem é; uma vez aprendida e tendo realmente compreendido os conceitos de absorção, agressão, movimentação de preços, é possível usá-la em muitos tipos de mercado. Existe apenas o timing para se acostumar com o mercado e você estará apto a mudar de dólar para índice, ações, opções, etc.

Outra incrível vantagem é nos mercados de crise. O próprio nome já diz: CRISE! Muitas vezes, a Análise Técnica é deixada de lado, pois o desespero toma conta dos investidores que apenas querem liquidar suas posições sem esperar ou notar padrões gráficos. Além disso, é preciso ter uma bela bagagem para se operar em mercados de crise.

Alguns pontos muito importantes devem ser notados e levados como pré-requisitos em um ativo para operar com leitura de fluxo;

  1. Liquidez. Compras e vendas constantes para que você consiga entrar e sair da operação facilmente.
  2. Alavancagem.
  3. Formadores de preço .
  4. Plataforma com ferramentas adequadas.
  5. Boa conexão de internet.

Portanto, quando estamos operando no mercado em um dia mais calmo com poucos players e pouca liquidez praticamente lateral dificulta muito uma leitura fina de mercado. Com ativos com poucos players atuando fica totalmente inviável. Vale lembrar também que a leitura de fluxo não se aplica em todos os minutos, precisamos enxergá-la acontecendo. Muitas vezes, durante um dia inteiro, conseguimos enxergar 3 entradas no máximo.

Atualmente, com a evolução do mercado, precisamos nos suprir de informações e conhecimentos técnicos. Uma junção de fluxo com análise gráfica funciona perfeitamente no operacional de um trader completo que terá muito sucesso em diversos tipos de mercado.