No mundo, há muitas pessoas, cada uma com sua individualidade e jeito próprio de ser. No âmbito das finanças pessoais, você já deve ter percebido que existem pessoas com maior propensão ao gasto e há pessoas que são mais poupadoras. Quem poupa geralmente tem uma sobra de dinheiro e quem gasta - principalmente aqueles que gastam mais do que ganham - precisam de dinheiro emprestado para satisfazer suas necessidades de consumo.

Esses empréstimos assumem muitas formas como, por exemplo, o cartão de crédito, o cheque especial, os empréstimos bancários e, até mesmo, a compra parcelada de alguns bens (sabe aquele celular que a gente paga em 10 vezes? Então...).