Na análise técnica, o movimento de exaustão indica o final de um movimento tendencial. É como se fosse uma última tentativa, movida à euforia, ou um último suspiro antes de o ativo reverter a tendência ou, pelo menos, iniciar uma correção mais forte. O movimento é nitidamente notado por um candle de corpo longo no sentido da tendência, após os preços já terem se desenvolvido bem (alguns traders usam médias, outros bandas de Bollinger, outros Fibonacci, outros IFR para medir esse deslocamento exagerado; os métodos podem variar bastante). O ponto é que esse conceito de exaustão também acontece no fluxo intradiário, abrindo oportunidades para scalping na contramão da tendência. Mas, como esse movimento não chega de fato a alterar tendências de prazos maiores e, muitas vezes, representa apenas uma breve correção, chamamos de microexaustão. Nesse caso, como tirar proveito dessa situação?

As microexaustões geralmente são causadas por big players que executam um grande lote em um curtíssimo espaço de tempo. Isso tende a deslocar o preço de forma exagerada, o que costuma ser corrigido em poucos minutos. São essas correções que os traders costumam aproveitar para fazer um scalping, na contramão do movimento. É importante que a atuação seja rápida, sem hesitar, e a saída não demore mais que alguns poucos minutos (se o ativo não corrigir em 2 ou 3 minutos, é prudente sair da operação, pois o efeito da microexaustão já passou).