As Bandas de Bollinger (BB) são um indicador que mede a volatilidade dos preços dos ativos. Foram criadas por John Bollinger na década de 80 a partir da técnica do envelope, incrementando um desvio padrão.

Entre 90% e 95% do tempo, os preços estão contidos entre a banda superior e a banda inferior. Além disso, é usada uma banda central, que é a MM20.

 

O padrão mais usado é construído a partir desta média móvel simples de 20 períodos, aplicando um desvio padrão de 2, formando, assim, as bandas superior e inferior. Claro que esse parâmetro pode ser calibrado em função do ativo e tempo gráfico, mas as BBs funcionam bem em todos os tempos gráficos, especialmente quando somos criteriosos nas entradas.

Em um mercado muito volátil, as bandas se afastam. Quando pouco volátil, as bandas se aproximam. No gráfico anterior, a distância entre as bandas era de cerca de 9%. Após a forte queda, a distância entre as bandas passou a ser de mais de 40%!

 

Fechou Fora / Fechou Dentro

É uma técnica que se vale de exageros nos preços.

Queremos aproveitar as distorções, com preços afastados da banda central. Funciona da seguinte forma: aguardamos que se forme um candle fora da banda superior ou inferior. Se o candle for de reversão, como um martelo ou estrela cadente, muito melhor.

Neste setup, vamos pensar em vendas junto da Bollinger superior e compras junto da Bollinger inferior. É uma estratégia contra a tendência, visto que vamos vender com os preços em tendência de alta e comprar com os preços em tendência de baixa. O objetivo inicial é a banda central ou MM20.

 

Os trades de compra ocorrem no rompimento da máxima do candle que fechou fora da BB inferior. O stop pode ficar abaixo da mínima do candle que fechou fora.

Os trades de venda ocorrem na perda da mínima do candle que fechou fora da BB superior. O stop, acima da máxima do candle que fechou fora.

Então, novamente, esperamos um candle fechar fora da Bollinger e o candle seguinte romper a máxima (compra) ou a mínima (venda) do candle que fechou fora.

 

Torna-se mais fácil olhando os exemplos:

Portanto, tivemos uma compra no primeiro círculo e duas vendas em seguida. A compra foi no candle verde que rompeu a máxima do candle vermelho anterior. As vendas foram nos candles vermelhos, que romperam as mínimas dos candles anteriores.

Não espere fechar o candle para entrar, entre assim que romper com alguma folga. O “fechou dentro” é bom em alguns casos, mas eu nem espero fechar para entrar, não quero correr o risco de os preços esticarem demais, como nos casos das vendas exemplificadas.

No exemplo descrito, nota-se uma primeira venda no rompimento (ou podemos dizer, perda) da mínima do candle anterior circulado. O stop está acima da máxima do candle circulado. Em seguida, verificam-se uma compra no rompimento (ou podemos dizer, superação) da máxima do candle circulado e o stop abaixo da mínima do candle circulado.

 

Considerações finais

 

Normalmente, estes trades ocorrem distantes da banda central, o que denota uma distorção nos preços, que estão sobrecomprados ou sobrevendidos. Em outras palavras, esticados demais para cima ou para baixo. A tendência é de retorno à média, mas pode ser que o mercado esteja tão forte ou tão fraco que os preços não voltem até a MM20, indo apenas até a MM9, por exemplo.

 

Esse é um ótimo setup, apesar de ser contra a tendência. Existe bastante espaço para o trade andar e os stops estão curtos.