Imagine que você queira criar uma carteira de ações que reproduza exatamente o índice Bovespa. Sua primeira atitude será descobrir que papéis compõe o índice e em que proporção. Lembrando que essa alocação muda periodicamente.

Em seguida, você deverá comprar os lotes mínimos de cada ativo na proporção exata de sua participação na carteira teórica do índice. Como, eventualmente, seu dinheiro não é infinito, terá que apelar para o mercado fracionário para compor os percentuais de alocação com exatidão.