O mercado se move em tendência

Em outras palavras, o mercado não se move em linha reta. O avanço dos preços segue uma linha inclinada para cima ou para baixo, fazendo breves movimentos de correr. O que define uma tendência de alta é a associação de topos e fundos ascendentes e uma tendência de baixa é caracterizada pela sucessão de topos e fundos descendentes. 

Em uma tendência de alta, o rompimento de um topo anterior pode sugerir a continuação dessa tendência.

Muitos traders compram esse rompimento acreditando que o preço continuará subindo.

 Com base nesse conceito, você aprenderá um setup, que é um conjunto de regras claras para você definir uma tática operacional.

 O setup em questão recebe o nome de single bar –  também é conhecido por setup da barra ignorada – nome criado pelo famoso trader Oliver Velez.

A ideia por trás desse setup está em operar a correção de uma microtendência. Por exemplo, após fazer uma sequência de candles de alta (geralmente verdes), o mercado deixa no gráfico um candle de baixa (vermelho). Esse movimento de correção é ignorado quando, depois dele, os candles voltam a ficar na cor anterior.

Assim, temos os padrões de single bar denominados  RBI (Red Bar Ignores – Barra Vermelha Ignorada) e GBI (Green Bar Ignored - Barra verde ignorada). Vamos a eles:

RBI Red Bar Ignored ou Barra Vermelha Ignorada. Esse padrão acontece quando, após a ocorrência de pelo menos três candles verdes de alta em sequência, ocorre um candle vermelho de baixa. Mas imediatamente após, este candle é ignorado e o preço volta a subir, deixando novo candle de alta (verde) no gráfico.

GBI – Green Bar Ignored ou Barra Verde Ignorada. Esse padrão acontece quando, após a ocorrência de pelo menos três candles vermelhos de baixa em sequência, ocorre um candle verde de alta. Mas, imediatamente após, esse candle é ignorado e o preço volta a cair, deixando um novo candle de baixa (vermelho) no gráfico.

Modo de usar

A operação de single bar está entre as mais simples, claras e objetivas no price action.

  • Após pelo menos três (03) candles de uma cor, surge um candle na cor oposta.
  • Marca-se então a máxima e a mínima deste candle.
  • O próximo candle que romper acionará a entrada no ponto do rompimento.
  • O alvo será 200% da amplitude do candle de cor oposta (ou a cor ignorada) e o stop será no extremo oposto daquele candle.
  • Quando o preço alcançar  metade do objetivo, você deverá mover o stop para o ponto de entrada, zerando assim o seu risco.

Esse padrão tem uma ótima taxa de acerto, ocorre com boa frequência em todos os tempos gráficos e é bastante fácil de operar. A taxa de acerto melhora se operarmos a favor da tendência e a uma distância suficiente de suportes e resistências. 

Exemplo:

No gráfico de 15 minutos do mini-índice, após uma sequência de mais de três candles verdes, surge um candle vermelho.

Marcamos a máxima e a mínima deste candle – a entrada se dará no primeiro rompimento que aparecer para o lado da compra (desde que não seja outra barra vermelha). O stop fica na mínima do candle vermelho.

O alvo fica a uma distância em pontos igual ao tamanho total do candle vermelho (no caso, 180 pontos).