Mini Índice Bovespa Futuro: Análise Técnica

ATENÇÃO: caso você ainda não esteja familiarizado com minicontratos, no final deste texto, deixamos um link para o Curso Gratuito de Minicontratos do Portal do Trader.

A operação de minicontratos de índice Bovespa é possível a partir de algumas técnicas, todas bastante conhecidas como Tape Reading, Análise Gráfica ou Price Action, e Análise Técnica, que é aquela realizada com a ajuda de indicadores matemáticos.

Não há uma técnica melhor que a outra e nem uma mais lucrativa que outra. Até porque o lucro não é proveniente da técnica, mas de um conjunto de fatores e controles determinado pelo próprio trader. Ou seja, o que dá consistência a um trader não é uma técnica em particular, mas a maneira como o trader utiliza as técnicas que conhece de acordo com cada tipo de mercado.

Para isso, ele poderá valer-se de diversas táticas, ou seja, de diversos modos para abordar e operar o mercado.

Embora seja possível operar mini-índice através do Tape Reading, a alta volatilidade do ativo tornará a tarefa um pouco mais difícil. Mesmo assim, essa técnica é basicamente voltada para operações de Scalp, onde se buscam poucos pontos com um grande número de contratos.

Passando para os gráficos, a operação via Price Action oferece inúmeras oportunidades de operação, já que esse tipo de técnica "lê" os movimentos de mercado constantemente, permitindo que o trader possa operar em quaisquer condições, até mesmo naqueles dias totalmente laterais.

O problema é que esse tipo de análise, mais discricionária, exigirá um tempo muito maior de tela – ou seja, experiência prática – do que a análise técnica, dada a subjetividade das interpretações dos movimentos do preço.

Se você tem maior facilidade em seguir regras, operar por indicadores pode ser uma boa saída, já que os sinais de entrada e saída das operações são inequívocos: HiLo ficou verde, compra; HiLo ficou vermelho, vende; levou 3 stops, para.

O problema de trades mais objetivos, baseados em expectativa matemática, é que você ficará preso ao modelo, não podendo perder nenhuma entrada, além de só poder fazer mais dinheiro se aumentar a quantidade de contratos operados.

Sabemos que nossa Bolsa é pequena, comparativamente às outras Bolsas pelo mundo. Assim, você terá um teto, um limite máximo operacional, que será bem grande, diga-se de passagem, mas que limita de qualquer forma.

Portanto, se você tem um perfil para operações curtas, trabalhe como scalper. Se prefere operações no intraday, escolha Price Action ou Análise Técnica com indicadores.

Todas funcionam no mini-índice, em qualquer tempo gráfico. O único problema de se operar em tempos menores são as inescapáveis violinadas, que são bastante frequentes nos tempos gráficos menores.

Saiba mais

Se você ainda não conhece os minicontratos futuros, acesse o Curso Gratuito de Minicontratos do Portal do Trader e aprenda utilizá-los para obter lucro no mercado.

Acesse:

https://portaldotrader.com.br/aprenda/comece-a-operar-mini-contratos-futuros-curso-gratuito