Quais os Tipos de Ações na Bolsa de Valores e as Diferenças?

Saber quais são os tipos de ações pode ajudar traders e investidores a tomarem as melhores decisões em seus investimentos. Nesse artigo explico mais sobre as categorias que podem ser encontradas no mercado da B3.

Há diferentes tipos de ações na Bolsa de Valores. Para um trader iniciante, a diferença entre uma e outra categoria pode não ser clara, principalmente em relação aos benefícios de cada uma.

É por isso que nesse artigo irei explicar quais são os tipos de ações, como você pode reconhecê-los e quais são as vantagens de cada uma.

Ao final, também falo sobre uma possível tendência de unificação dos ativos no mercado. 

Leia também:

Sem mais delongas, vamos direto ao ponto.

Quais são os tipos de ações na Bolsa de Valores?

Quando falo sobre os tipos de ações, refiro-me às categorias de ativos que podem ser encontrados na bolsa de valores brasileira, a B3.

As duas mais conhecidas são as ordinárias nominativas (ON) e as preferenciais nominativas (PN), mas ainda existem outras classificações.

As ON e as PN podem ser facilmente identificadas no mercado de valores mobiliários pelos números 3 e 4, respectivamente, que vêm após o código das ações.

Outros tipos de ações incluem as units, que constituem um pacote de títulos de propriedade tanto ON quanto PN.

E, em alguns casos, inclui bônus de subscrição, que são direitos de compra antecipada oferecidos pela empresa aos seus acionistas.

A distribuição de cada tipo de ativo dentro do conjunto é feita pela própria empresa, não havendo uma regra que determine exatamente como ele deve ser constituído.

Há diferentes tipos de ações que podem ser encontradas na bolsa de valores e analisadas.

Diferenças entre ações ON e PN:

Por se tratarem dos mais comuns tipos de ações, é importante saber exatamente o que as ON e PN representam e quais benefícios elas dão aos investidores que as adquirem.

Explico essas diferenças agora.

Ordinárias nominativas (ON)

A maior vantagem das ações ordinárias nominativas está no direito à participação na empresa através do voto.

Quem detém esses papéis costuma conseguir votar em assembleias internas, escolher para a presidência e conselho administrativo de uma companhia.

Os exatos benefícios dados aos investidores são determinados por cada empresa, mas é de se esperar que toda ON dê direitos semelhantes aos que citei aqui.

Vale lembrar, porém, que o poder do voto é proporcional à quantidade de ativos que se possui. 

Quanto mais ações tiver, mais influente um investidor será.

Em alguns casos, se não tiver uma quantidade mínima de ações pode não se qualificar para a votação, então se informe sobre o regulamento de uma empresa antes de adquirir seus papéis dessa categoria.

Preferenciais nominativas (PN)

A mesma orientação para se informar antes de comprar uma ação também vale para a aquisição das preferenciais nominativas.

Estas são conhecidas pela preferência que dão ao acionista que as detém na hora de receber dividendos, apesar de não darem direito ao voto como as ONs.

Os dividendos são as parcelas do lucro de uma empresa - não podendo ser menor que 25% - que são divididas com seus acionistas.

Todas as ações dão a seus titulares o pagamento desses proventos, mas as PNs os colocam em primeiro lugar na ordem de recebimento.

Esse benefício é especialmente valioso em casos extremos, como a falência de uma empresa.

Detentores que tenham PNs serão os primeiros credores a serem pagos entre os acionistas.

Exemplos de Ações Preferenciais e Ordinárias

Sabendo como reconhecer as PNs e as ONs pelos números 3 e 4 ao final do código, respectivamente, vale a pena saber alguns exemplos dessas ações que você pode encontrar na B3.

Entre algumas das ações preferenciais mais populares da bolsa de valores no Brasil, podemos citar as da Petrobras (PETR4), Itaú (ITUB4) e Gol (GOLL4).

Já no caso das ações ordinárias mais conhecidas na bolsa, bons exemplos são as da Ambev (ABEV3), Magazine Luiza (MGLU3) e as da própria B3 (B3SA3).

Na bolsa de valores você irá encontrar diferentes tipos de ações, cada qual com suas próprias vantagens.

Classes de Ações

Além da diferença dos tipos de ações PN e ON, também é possível fazer uma distinção pela classe dos ativos.

Isto é, podemos agrupá-las em três categorias que mostro agora.

Ações nominativas

Quando uma ação é chamada de nominativa, como vemos no caso das preferenciais e ordinárias, isso significa que ela é registrada no nome de seu proprietário.

Quem adquire essa ação recebe um título de propriedade e vai para o Livro de Registro de Ações Nominativas da empresa.

Além das PNs e ONs, na categoria das nominativas também há as ações escriturais, que são diferentes pois não há emissão de certificado com o nome do acionista que adquire esses papéis.

Ações com código 5 e 6

Dentro das ações preferenciais ainda pode existir uma subdivisão entre classes A e B.

Respectivamente, elas são identificadas no ticker da bolsa de valores pelos números 5 e 6.

Essa maior divisão é realizada de acordo com as normas das próprias empresas, com os benefícios relativos a cada classe podendo variar de uma companhia para outra.

Porém, por se tratarem de PNs é de se esperar que uma classe renda mais dividendos ou pague em períodos diferentes do que a outra.

Alguns exemplos são a USIM5, PN de classe A da Usiminas, e a ELET6, PN de classe B da Eletrobras.

Ações com código 11

Já o código 11 é utilizado junto aos tickers de ações negociadas na bolsa brasileira para identificar as units.

Como disse acima, esses são pacotes de ações negociadas em conjunto, podendo conter tanto PN quanto ONs, e até bônus de subscrição.

Por isso é feito o uso desse número diferente. A composição desse pacote diverge de uma empresa para a outra, por isso procure saber o que está no conjunto antes de adquirí-lo.

Alguns exemplos de ações com esse código incluem a BPAC11, do banco BTG Pactual, e a SANB11, do banco Santander.

Saiba qual é o seu perfil de investidor para saber a direção certa para você no mercado de ações.

3 Dicas para escolher o melhor tipo de ação para seu perfil de investidor

Escolher quais tipos de ações você irá investir é um passo importante para quem está se desenvolvendo como investidor.

Devido aos diferentes benefícios que podem ser adquiridos, isso faz com que alguns ativos sejam melhores para determinados perfis do que outros.

Dou aqui algumas dicas de como decidir em qual ação investir com base no seu perfil.

1. Saiba qual é o seu perfil

Mais importante até mesmo do que saber quais são os tipos de ações é entender quem é você. Digo isso não no sentido filosófico ou pessoal da questão, mas enquanto investidor.

Todo investidor tem um perfil que se encaixa em alguns arquétipos do mercado de investimentos.

De acordo com a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) eles são: conservador, moderado e arrojado/agressivo.

Para comprar ações é necessário ter o perfil moderado ou agressivo. O moderado está aberto a assumir riscos, mas sem abrir mão da segurança totalmente.

Este tipo de comportamento se encaixa em ativos de empresas sólidas, estabelecidas, como bancos, petrolíferas e siderúrgicas. São empresas que fazem parte do nosso dia a dia

Já o arrojado está disposto a tudo e pode até lidar com algumas perdas em sua busca pelo maior retorno financeiro possível.

Ações de empresas de crescimento acelerado, recém-chegadas na Bolsa, por exemplo.

Ou mesmo ações de baixa liquidez, que não estejam no radar de grandes investidores, como os institucionais.

Isso sem falar em outros ativos, como os contratos futuros, que só podem ser negociados por investidores e traders de perfil agressivo.

É o caso do índice e dólar futuro e os futuros agrícolas, como milho, café e boi.

Ao saber qual é o seu perfil de investidor, você terá as melhores condições de escolher as ações, não só com base em seus benefícios, mas levando segurança e oportunidade em consideração.

2. Conheça as opções

Agora que você já tem em mente seu perfil de investidor, o melhor a se fazer é relacioná-lo aos tipos de ações disponíveis

Se você tem um perfil moderado, considere as ações de empresas com boa gestão, as chamadas ações de valor.

Pode ser interessante buscar por ações PN e segurá-las, aproveitando a renda oriunda dos dividendos no longo prazo.

No caso do investidor agressivo, sua estratégia pode ser mais especulativa. Estude muito bem estratégias e métodos dentro da análise técnica - para enxergar oportunidades de entrar em um ativo que possa vir a valorizar no curto prazo. 

Por fim, nada impede que tenha um planejamento misto. Focando tanto em montar uma carteira de investimentos seguros para longo prazo quanto ter parte do seu dinheiro dedicada a operações de alto risco, mas que podem dar maior lucro.

3. Esteja sempre aprendendo e aprimorando sua carteira

Tanto para investidores conservadores, moderados ou arrojados a dica final é a mesma: evolua sempre.

Nunca esteja contente com seu nível atual de aprendizado e conhecimento, saiba que é sempre possível alcançar mais.

Por mais que sua carteira de investimentos seja boa, ou que sua estratégia de curto prazo esteja rendendo bem, pergunte-se como é possível melhorar seus resultados ainda mais.

Afinal, nunca se sabe quando a maré pode mudar, então é bom se antecipar a isso e buscar o aprendizado e a melhoria constantes.

Assim você poderá sempre evoluir como investidor ou trader e pensar em um futuro com maior renda e menos preocupações. 

É preciso depositar seu dinheiro em uma conta junto a uma corretora para comprar ações

Como comprar ações?

Para colocar todo esse aprendizado e planejamento em prática também é necessário que você saiba como comprar ações, certo? Para quem ainda não sabe, o processo é simples.

Você precisa apenas abrir sua conta em uma corretora de valores autorizada a operar na B3.

Escolha muito bem onde fará isso, pois as condições e preços de cada empresa podem mudar.

Depois disso é só começar a usar o home broker ou outra plataforma de negociação que será disponibilizada para você para ter acesso às ações em tempo real.

É possível também fazer as compras e vendas pela mesa de operações da corretora ou de um escritório credenciado junto à corretora.

Tendência da Bolsa: Unificação dos tipos de ações

Um fenômeno que vem acontecendo com cada vez maior frequência na B3 é a unificação de ações por parte de uma empresa.

Nesse cenário, o que acontece é que deixam de existir as PNs e restam somente as ONs.

Isso vem ocorrendo em alguns casos como o da Telefônica, que anunciou em 2021 que todas as ações agora serão ordinárias nominativas.

Empresas como a Vale e a Via Varejo já realizaram processos semelhantes. Nos EUA só existe um tipo de ação. Não existe Apple ON e Apple PN, por exemplo.

Um dos motivos para essa troca tem sido apontado como a extensão do direito ao voto a todos os acionistas, além do fato de que as ONs ainda pagam dividendos, assim como as PNs. 

Outro motivo é a adequação aos padrões de governança exigidos pelo projeto de Novo Mercado da B3, que exige, entre outras coisas, que as empresas tenham seu capital social dividido apenas em ações ordinárias nominativas com direito a voto.

Acompanhe o histórico e a mudança no preço das ações com seu home broker

Conclusão sobre tipos de ações

Sabendo que tipos de ações pagam dividendos, quais permitem a participação dos acionistas nas decisões da empresa, entre outras características importantes, você estará melhor municiado para operar na bolsa de valores.

Lembre-se de considerar seu perfil e o estatuto das empresas enquanto contempla as opções de PNs e ONs.

Com isso em mente, será mais fácil para você obter os resultados que espera fazendo os investimentos certos.

Aos poucos, neste curso para investir na bolsa, vamos nos acostumando com todas essas nomenclaturas e aprendendo o que cada classe de ação significa e como isso impacta em nossos investimentos.

Agora é seguir com este curso para entender bem como investir e quais são os custos operacionais.

Continue aprendendo e até a próxima aula!


Os especialistas do Portal do Trader desenvolveram um plano completo para você evoluir seu operacional, seja começando do zero ou aprimorando suas técnicas preferidas. Aprenda hoje mesmo com aulas que já estão liberadas: Comece o Plano TNT.

Avaliações da aula:
4,8 (2.381)
assista o vídeo até o fim para avaliar

Publicação: 08/03/2019 22:30
Atualização: 11/06/2021 13:59