Aluga-se

Imagine que você possui mais de um imóvel, morando em um deles e mantendo os outros como investimento, esperando que se valorizem. Se os deixar vazios, terá, com o tempo, diversas despesas de manutenção, sem contar a conta do IPTU que ajuda a desequilibrar o orçamento todo começo de ano.

Então, para cobrir essas despesas e obter alguma renda, você decide alugar seus imóveis. Além da valorização, você agora tem uma renda que reforçará a remuneração deles.

Também é possível fazer isso com ações.

Digamos que você possua uma carteira de investimentos de longo prazo, e que não pretenda vender algumas de suas ações pelos próximos tempos. Você poderá alugar essas ações para alguém que precise delas.

E para que alguém iria querer alugar ações?

São basicamente dois os motivos que levam uma pessoa a alugar ações. Um deles, e o menos óbvio, é para votar em assembleias.

Digamos que você seja um investidor muito rico que está posicionado em uma determinada empresa. Ao saber que haverá uma assembleia importante que poderá tomar decisões que afetarão negativamente seu investimento, você poderá alugar muitas ações ON daquela empresa e, de posse delas, dar seu voto, que terá um peso proporcional à quantidade de ações que você possui.

Outra razão que leva uma pessoa a alugar suas ações é para ganhar dinheiro com uma provável queda dessas ações, essa estratégia será vista em detalhes na próxima aula.

Por enquanto, o importante é você saber que, sim, é possível alugar suas ações para alguém e que você não perde nenhum dos seus direitos como acionista durante o período em que está com suas ações alugadas. Além disso, você também pode decidir, no momento do aluguel, por quanto tempo deseja disponibilizar suas ações.

As suas vantagens são óbvias. Você receberá uma remuneração por esse aluguel sem precisar vender suas ações e colocar o dinheiro na renda fixa. Ou seja, as ações ficam lá na sua carteira rendendo e, ao mesmo tempo, sendo remuneradas a uma taxa fixa prefixada.

E não é preciso se preocupar, mesmo tendo suas ações temporariamente em nome de outra pessoa, todos os proventos pagos àquelas ações serão entregues a você. Isso significa que você não perde absolutamente nada ao alugar suas ações. Ao contrário, só tem a ganhar. Afinal, não ia vender mesmo as suas ações, melhor então ganhar uma remuneração a mais com elas.

Lembrando que o aluguel de ações é considerado um investimento de renda fixa, que será tributado em 15% a título de Imposto de Renda sobre o lucro obtido com a operação.

Esse processo de alugar ações é também conhecido pelos nomes de Empréstimo e BTC (Banco de Títulos CBLC).

Na próxima aula, veremos uma interessante estratégia para ganhar dinheiro com a queda de uma ação utilizando o mecanismo de aluguel.