O que você quer aprender?

Ir

Como comprar ações: Tudo que Você Precisa Saber [Guia 2021]

Você já investe em ações? Você pode estar deixando de lado um mundo maravilhoso de oportunidades. Este guia detalhado vai mostrar como comprar ações para rentabilizar mais seus investimentos e ajudar na conquista da independência financeira.

Ações Abr 27, 2021

Primeiramente, o que são Ações?

Ações são pedaços de uma empresa. Elas representam sua menor parcela do capital social.

Portanto, se você possui um pedaço desta empresa, passa a ser sócio dela. Quanto mais pedaços da empresa você possuir, maior será sua participação nela.

Para expandir o seu negócio busque novos sócios na Bolsa
Para expandir o seu negócio, busque novos sócios na Bolsa.

Imagine que você e outras três pessoas resolveram montar uma pizzaria. Cada um colocou no negócio R$ 10 mil, logo o capital social da empresa será de R$ 40 mil. Esse patrimônio vocês resolveram dividir em 40 mil partes.

Dessa forma, cada parte vale R$ 1,00. Cada uma dessas partes é como uma ação da empresa.

As coisas caminharam bem e os sócios resolveram abrir outras lojas. Para promover a expansão, precisam de capital para alugar mais espaços, contratar pessoal, comprar máquinas e matéria-prima para fazer pizzas.

Então, basicamente, ao invés de buscar financiamento em um banco, os sócios fundadores decidiram ter novos sócios, que irão aportar capital ao comprar as partes da empresa que estiverem à venda.

A pizzaria recebe o dinheiro necessário para poder crescer e os novos sócios passarão a ter direito aos resultados da empresa.

Esse é o motivo principal de uma empresa “abrir capital”, ou seja, passar a ter ações listadas na Bolsa de Valores. Elas recebem dinheiro e, em troca, cedem ações.

Chama IPO (Oferta Pública Inicial, em inglês) o momento em que a empresa passa a oferecer suas ações na Bolsa de Valores. Após o IPO, os investidores começam a atuar no chamado mercado secundário, com as ações trocando de donos.

Para exemplificar, participar do IPO seria como se você comprasse um carro direto da fábrica. O dinheiro vai direto para o caixa da montadora.

E, se depois resolvesse trocar de carro, usaria uma loja para revender. A loja seria como o mercado secundário, onde seu carro está à venda para outro interessado em comprar.

Com a venda, o dinheiro vai para você, e não mais para a montadora. Pronto, agora já sabe o que são ações e para que serve a Bolsa de Valores, que tal dar uma avançada com esta aula gratuita?

Para quem é recomendado o Mercado de Ações?

Com a queda da taxa de juros e a estabilidade econômica, o brasileiro começou a entrar no time de milhões de pessoas que vivem em países onde existe a cultura de se investir em ações para o longo prazo.

No Brasil, esse percentual da população está crescendo de forma acelerada, qualquer um que tenha alguma poupança pode se tornar um acionista de ótimas empresas.

Ações são para quem tem maior apetite ao risco
Ações são para quem tem maior apetite ao risco.

Se você deseja rentabilizar seu patrimônio, não terá como escapar desse assunto. Se antes a renda fixa pagava altos retornos com risco baixo, agora será preciso pensar em renda variável como um ingrediente de sua carteira de investimentos, desde que tenha o perfil de risco adequado, claro.

O mercado de ações é indicado para investidores com perfil moderado ou agressivo, que queiram tomar um pouco mais de risco em troca de maior rentabilidade.

É um mercado dinâmico, com oscilações diárias no preço dos ativos que são negociados na Bolsa.

Com os ganhos que vêm com a valorização dos ativos (além dos dividendos e juros sobre capital próprio) todo mundo lida bem.

Mas é preciso ressaltar que as perdas fazem parte desse ambiente; portanto, se isso o incomoda, opte pela renda fixa e sua previsibilidade muito maior.

Agora, se entende que as oscilações fazem parte e seu horizonte de tempo é longo, seja bem-vindo, a Bolsa é o seu lugar.

É bem simples ter ações em seus investimentos
É bem simples ter ações em seus investimentos.

Mas afinal, como comprar ações?

Hoje em dia, existem, basicamente, apenas transações eletrônicas. O investidor pode comprar ações de diferentes formas.

Quatro formas de como comprar ações

Fundos de investimento

Um fundo de investimento é como um condomínio, que reúne recursos de um conjunto de investidores (cotistas), com o objetivo de obter ganhos financeiros a partir de uma carteira de ativos.

Os fundos de ações são o tipo de fundo mais adequado, se quiser adquirir ações com a gestão de uma equipe profissional.

Os cotistas pagam uma taxa aos responsáveis pelo fundo. Essa taxa é chamada de taxa de administração, que costuma variar entre 1,5% e 3% ao ano.

Existe também a taxa de performance, caso o fundo supere seu referencial (benchmark), no caso, o Ibovespa.

Essa é uma forma de recompensar os gestores que tiveram desempenho acima da média. Uma taxa boa de se pagar, sem dúvida. Costuma ser de 20% sobre o que exceder o referencial.

Exemplo: o Ibovespa rendeu 30% ao ano e o fundo, 40% a.a.; logo, a taxa de performance seria de 20% sobre 10%, o que daria 2% a mais para o gestor.

Os fundos multimercados também abrigam ações em sua composição, além de uma série de outros ativos, como moedas, juros, etc. Eles são mais indicados para investidores com perfil menos agressivo que os que investem em fundos de ações.

Clubes de investimento

Um clube é bastante similar a um fundo de ações, mas com algumas particularidades. Os clubes demandam menos exigências legais que os fundos, portanto são estruturas mais enxutas.

Existe um limite de participantes (mínimo de 3 e máximo 50 cotistas), é obrigatório ter, no mínimo, 67% do patrimônio alocado em ações e nenhum cotista poderá ter mais do que 40% das cotas, entre outras regras.

O clube pode ser gerido por um profissional credenciado à CVM, que será remunerado por isso, ou pelos seus próprios participantes, que não poderão receber pela administração.

Diversas corretoras e gestoras oferecem clubes de investimentos aos seus clientes, mas você também pode montar o seu próprio.

Mercado tradicional

Comprar e vender ações diretamente é bem simples. Você pode fazer por conta própria, usando uma plataforma de negociação, como o Home Broker, ou pela mesa de operações da corretora.

Uma das vantagens de investir sozinho sobre os fundos ou clubes é a autonomia. Você pode escolher o que comprar, quando comprar, quando vender e o capital alocado em cada ativo. Os custos tendem a ser menores, especialmente se fizer pelas plataformas de negociação.

Por outro lado, investir por conta própria exige um nível de conhecimento de mercado e experiência que a maioria não possui, além de gerar um desgaste emocional muito grande nas quedas dos preços dos ativos. Para muitos, é melhor fazer via um fundo ou clube de investimentos.

Exchange Traded Funds (ETFs)

Os ETFs são fundos de investimento que compõem uma carteira de ativos, buscando replicar um índice de referência. Podem ser negociados em Bolsa de Valores como uma ação, mas é um fundo, com taxa de administração e CNPJ. São também chamados de Fundos de Índices.

O ETF mais negociado no Brasil é o BOVA11, que replica o Ibovespa, principal índice da Bovespa. Entre as vantagens de comprar um ETF, está o menor custo para diversificar sua carteira.

Para replicar a carteira do Ibovespa, seria necessário comprar cerca de 80 ações, com os respectivos pesos de cada ativo, não é muito fácil. Uma outra vantagem é a facilidade de acompanhamento. É mais fácil monitorar um ativo do que 80. O produto é bem interessante, vale uma espiada nesta aula.

O que é necessário saber antes de comprar ações?

Antes de comprar ações, você precisa de uma metodologia para analisar e escolher os ativos em que vai investir. Um bom começo pode ser o nosso curso gratuito Investindo em Ações.

Já com essa base, você precisará avançar nos pontos a seguir.

A escolha da corretora é tão importante quanto escolher ações
A escolha da corretora é tão importante quanto escolher as ações.

Optar por uma corretora de investimentos

Em primeiro lugar, lembre-se de que a corretora é por onde você vai comprar e vender ações. Ela precisa estar habilitada na Bovespa e ter sido aprovada pelo Banco Central e CVM.

Existem diversas opções, mas, sem dúvida, as corretoras independentes, que não são ligadas a bancos, apresentam experiências e custos melhores para os clientes. As corretoras não se restringem mais a apenas negociar valores mobiliários em bolsa. Elas possuem diversos produtos, tal qual um banco, como CDBs, fundos, seguros, previdência, câmbio, entre outros.

O termo “plataforma de investimentos” resume melhor as inúmeras possibilidades de investimentos dentro de uma corretora atualmente. Para escolher uma boa corretora, cheque com outros clientes que já usam os seus serviços.

Como diferenciais, devem apresentar relatórios de análises, chats, área educacional, custos competitivos e boas plataformas de negociação.

Aqui vai uma aula [aberta] do Plano TNT sobre como abrir conta em uma corretora.

Analisar e escolher as ações que você pretende comprar

Nada impede que você mesmo escolha as opções que deseja ter em carteira, mas é um desperdício não usar a área de análise de sua corretora ou as casas de análise independentes.

Nelas, profissionais especializados fazem análises sobre quais setores são mais promissores, os melhores ativos e o momento ideal de comprar e vender. Uma das regras que acho mais importante é a da diversificação. Sugiro uma carteira de, no máximo, oito ativos.

Além desse número, fica mais complicado acompanhar os ativos e o ganho com a diminuição de risco se torna marginal.

Se resolver escolher sua carteira de ações por conta própria, lembre-se de não concentrar ativos de um mesmo setor. Busque setores diferentes e empresas que sejam conhecidas pela eficiência e bons produtos ou serviços prestados.

Um outro caminho é estudar uma das escolas de análise: a análise técnica, que usa os gráficos, e a análise fundamentalista, que busca entender os resultados da empresa, para escolher suas ações.

Vamos falar com mais detalhes mais à frente.

Ter acesso ao home broker da sua corretora

Não há custo para abrir ou manter conta em uma corretora. Dessa forma, vale a pena ter um cadastro aberto, nem que seja para aproveitar os seus recursos.

O Home Broker é um deles. O Home Broker (ou HB) é um sistema gratuito que permite aos investidores negociar ações e demais ativos pela internet, sem precisar falar com um operador de mesa.

O HB conecta os investidores às suas corretoras e à Bolsa de Valores. Tudo automatizado, com agilidade e segurança. O Home Broker também permite acompanhar as cotações dos ativos em tempo real, verificar se suas ordens foram executadas, programar ordens de proteção de limite de perdas ou de venda quando o ativo atinge o seu objetivo.

Os mais completos contam com gráficos avançados, entre os seus recursos.

Para ser acompanhado em todas as etapas do processo, você pode contar com o meu time de assessores.

Como Comprar Ações pela Internet na Bolsa de Valores? Veja um passo a passo

Passo 1: Faça login na sua corretora

Faça o login na sua corretora e clique em Home Broker. Abrirá um sistema que  permite acompanhar os ativos que deseja negociar e abrir as boletas de compra ou venda.

Cheque o saldo disponível para a compra de ações.

Hoje em dia, a maioria das pessoas compra e vende pela internet
Hoje em dia, a maioria das pessoas compra e vende pela internet.

Passo 2: Digite o código do ativo na boleta

Digite o código do ativo nos espaços das boletas. Não é possível digitar o nome da empresa.

Se não souber o código do ativo, tente as iniciais da empresa, que a função de completar sugerirá possíveis códigos. Costuma dar certo.

Junto das boletas existem algumas informações essenciais, como o preço da última negociação, a variação percentual e a opção de comprar ou vender.

Também aparece o chamado Book de ofertas, com os preços que estão sendo praticados naquele momento pelos compradores e vendedores.

Clicando em "Comprar" ou "Vender" abrirá uma outra janela onde existem campos como Ativo, quantidade, validade da ordem e preço.

Preencha os campos, a assinatura eletrônica que recebeu ao abrir conta na corretora e clique no botão "Enviar ordem".

Dica: antes de dar o comando de enviar ordem, confira se está tudo preenchido de forma correta. Assim não corre o risco de vender ao invés de comprar, ou comprar 1.000 ações quando a intenção era comprar apenas 100. Esses erros operacionais custam caro.

Passo 3: Verifique sua custódia e histórico de ordens

Monitore as abas Custódia e Ordens. Em Custódia, estarão os ativos que fazem parte de sua carteira.

Em Ordens, aparecerá se suas ordens foram executadas, em qual preço ou se ainda estão abertas.

Atenção para ordens que não foram executadas, sem validade ou válidas para os próximos dias.

É bem comum investidores esquecerem as ordens que colocaram e elas serem executadas duas vezes ou quando o investidor já não tinha mais o capital necessário.

É bem simples e intuitivo. Se tiver alguma dúvida, consulte o seu assessor de investimentos na corretora.

Quais são as taxas e custos para comprar ações da Bolsa?

Entre as taxas, podemos citar a taxa de corretagem, que é a comissão paga à corretora pelos serviços prestados.

Cada vez se torna mais barato negociar ações
Cada vez se torna mais barato negociar ações.

Pode ser fixa, quando o cliente faz sozinho, via HB, por exemplo, ou variável, quando o cliente usa a mesa de operações da corretora ou de um escritório.

Se a corretagem for fixa, como o nome diz, não importa se você comprar 100 ações ou 10.000 ações, a cobrança será por ordem executada, ou seja o custo será igual, independentemente da quantidade de ações.

Se deseja comprar 10.000 ações e envia uma única ordem pagará apenas pela ordem executada. Mas se quiser dividir em cinco ordens de 2.000 ações pagará cinco corretagens fixas.

No caso da taxa variável, é cobrado um percentual em cima do volume financeiro, de acordo com uma tabela da própria Bolsa.

Se gastar R$ 50 mil para comprar ações pagará uma taxa maior do que se comprar R$ 5 mil.

Existem ainda outras taxas, como os Emolumentos, que são cobrados pela Bolsa pelos serviços prestados ao registrar e guardar informações de compra e venda, e impostos, como o ISS (Imposto Sobre Serviços).

Uma taxa que diversas corretoras já não cobram mais é a taxa de custódia, seja de renda fixa, Bolsa e outros produtos.

No site das corretoras está a relação de custos e taxas cobradas. Coloquei aqui um exemplo das taxas cobradas na XP Investimentos.

Dois Riscos de Comprar Ações na Bolsa de Valores

Não existe garantia de rentabilidade

As ações fazem parte do mercado de renda variável, com suas características diferentes do mercado de renda fixa.

Na renda fixa, como um CDB, os resultados são muito mais previsíveis. Por outro lado, não existe o potencial de ganho do mercado de ações.

Ainda mais em cenários de taxas de juros baixas, que afetam negativamente a renda fixa.

Em ações, além do potencial retorno, existe uma outra característica que faz com que a volatilidade, ou seja, as oscilações, seja muito mais alta: a liquidez.

A liquidez é a capacidade de converter o ativo em dinheiro em pouco tempo e a um preço justo. Ao vender uma ação, o dinheiro volta para a sua conta na corretora em dois dias.

A ótima liquidez e o potencial retorno são elementos que excluem a garantia de que seus investimentos em ações sempre darão retorno, porém em prazos mais longos, existe uma probabilidade bastante alta de dar certo.

Basta ver o histórico positivo das principais ações e fundos de ações.

De qualquer forma, não é sensato alocar todo o seu capital em ações, até porque você pode precisar do dinheiro em um momento de baixa das ações.

Vale alinhar o tamanho da alocação em renda variável com seu perfil de investidor (conservador, moderado ou agressivo).

Risco de Mercado

Trata-se da variação no valor dos ativos que possam gerar perdas financeiras. Todo ativo possui seu risco e as ações possuem risco alto por causa do potencial retorno e da grande liquidez.

No caso de ações, existem diversos riscos de mercado, como mudanças no cenário macro, taxa de juros, oscilações do câmbio, eleições, crises econômicas, entre outros. Em resumo, tudo que pode afetar o preço dos ativos de forma negativa.

Sabendo que existem riscos, a parte do seu capital alocado em ações deve estar de acordo com sua tolerância ao risco.

Apenas investidores ultra arrojados alocam todo o seu capital na Bolsa.

Quais são os Tipos de Ações existentes no Mercado?

Ao comprar ações, o investidor tem seus poderes limitados pelo tipo de ação que comprou. Existem três tipos principais.

Preferenciais (PN):

Dão aos titulares a prioridade no recebimento de dividendos, que é parte do lucro da empresa. Normalmente, não concedem direito a voto nas assembleias ou dão direito a voto restrito.

São representadas pelo número 4 após as quatro letras. Exemplo: PETR4.

As PN ainda apresentam outra divisão de classe. As preferências classe A recebem o número 5 (USIM5); as de classe B, o número 6 (ELET6).

Unit (UNT):

É uma cesta de ações que reúne classes de ativos diferentes, como ações ordinárias e preferenciais.

Serve para o investidor diversificar a carteira. São representadas pelo número 11 após as quatro letras. Exemplo: BPAC11

É menos comum que as ordinárias e preferenciais.

Ordinária (ON):

Dão direito a voto nas assembleias dos acionistas, além de participação nos resultados da empresa. São representadas pelo número 3 após as quatro letras. Exemplo: VALE3

Essa divisão entre ON e PN da mesma empresa é uma particularidade do mercado brasileiro. Nos EUA, por exemplo, existe apenas uma ação da Apple ou Disney. Não há Apple ON e Apple PN.

Principais estratégias para investir em ações

Existem muitas possibilidades dentro do mercado de ações. Timing de entradas e saídas, setores de negócios, opção entre ações mais ou menos negociadas, objetivos de ganhos, limite de perdas, entre outras escolhas.

Como em qualquer negócio, precisaremos ter uma estratégia bem definida para aumentarmos as chances de ganhar com o mercado de ações.

Nunca entre em algo se não souber o que está fazendo
Nunca entre em algo se não souber o que está fazendo.

Como diz o filme, “quem é Caveira não sobe o morro sem uma estratégia”.

Essas estratégias podem ser definidas por conta própria, adquirindo conhecimento sobre o mercado, ou delegando aos profissionais a escolha dos ativos, timing, etc.

Isso pode ser feito investindo em um fundo de ações ou recebendo recomendações das casas de análise.

Dicas para analisar a melhor plataforma de investimentos para você

Taxas cobradas

Este é um ponto importante na escolha da sua plataforma de investimentos. A plataforma precisa ter custos competitivos. Nenhuma plataforma cobra para abrir, manter ou encerrar conta. E muitas já zeraram as taxas de custódia de renda fixa e bolsa.

No que se refere à corretagem, com o aumento de opções disponíveis, ficou ainda mais barato investir em ações.

Algumas plataformas zeraram a corretagem e outras diminuíram bastante os valores cobrados para não perder competitividade.

Mas é essencial entender que serviços são oferecidos com a corretagem zero. Corretagem zero com atendimento zero não é bom negócio. É o famoso “barato que saiu caro”. Isso vale para os iniciantes, que têm mais dúvidas, mas também para os mais experientes.

Imagine a plataforma travar e você não poder investir por não conseguir falar com a corretora. Ou se tiver alguma dúvida com a posição que não bate com seus controles ou outro problema operacional.

Costuma valer a pena pagar um pouquinho para ter acesso a uma assessoria especializada, que ajude com o operacional, eventuais problemas com as plataformas e lhe permita acessar diversos serviços, como relatórios exclusivos.

Segurança

O primeiro passo foi comentado, que é checar se a plataforma consta no site da Bolsa e é autorizada a funcionar pelo Banco Central.

Agora, precisamos tratar de questões mais técnicas. A plataforma precisa ser robusta e as informações dos clientes no ambiente logado (área do cliente), confiáveis.

Nos últimos anos, as corretoras passaram a investir ainda mais pesado em segurança da informação, preparando-se para possíveis ataques de hackers e aumento exponencial do número de investidores.

Entre os novatos em bolsa, sempre fica a dúvida sobre o que acontece com o dinheiro se a corretora falir. Lembre-se de que, se estiver alocado em ações, elas estão custodiadas em outro ambiente seguro.

Se seu investimento é em fundos de ações, cada fundo tem CNPJ próprio, o que permite que um outro fundo ou banco incorpore o fundo que quebrou. Um fundo falir é raríssimo de acontecer.

O risco maior é se seu dinheiro estiver parado na conta corrente da corretora, portanto deixe o menor valor possível.

De qualquer modo, a área de supervisão de mercados da bolsa acompanha de perto o trabalho das corretoras, buscando se antecipar a possíveis problemas.

Conteúdo sobre educação financeira

Boa parte das corretoras investe em educação financeira como uma maneira de captar clientes, mas também de formar novos investidores.

O conteúdo educacional vai desde conceitos sobre finanças pessoais até estratégias de operações em mercados futuros.

Conhecer as possibilidades, ferramentas e produtos de investimentos é o caminho certo para se tornar um investidor consciente e remunerar melhor sua carteira de investimentos.

Aqui na área aprenda do Portal do Trader, você também vai encontrar muito conteúdo sobre o universo da renda variável.

E como aprender mais sobre como comprar Ações e o Mercado Financeiro?

Se acha a educação cara, tente a ignorância
Se acha a educação cara, tente a ignorância‌‌

Acompanhar os especialistas e suas carteiras recomendadas

Todas as corretoras possuem áreas de Research, com analistas sugerindo carteiras de ações ou de outros ativos, como fundos imobiliários. Esse tipo de serviço ajuda muito quem deseja uma opinião profissional.

Nos últimos anos, também foram surgindo casas de análise independentes, voltadas para o investidor pessoa física, com relatórios sobre empresas e setores e recomendações de ativos e carteiras baseadas em análise Técnica e Fundamentalista.

Acompanhar os conteúdos que o Portal do Trader disponibiliza

O Portal do Trader tem o maior acervo sobre educação voltada para a renda variável do mercado, com área ao vivo, onde os professores comentam o mercado, e uma área educacional, com dezenas de cursos gratuitos.

Pronto para melhorar suas operações? Comece nossos cursos gratuitos!

Acessar Área Aprenda

A última novidade é o nosso blog, onde estão este e diversos outros artigos.

Agora, se quiser se tornar realmente um profissional do mercado, o caminho é se inscrever no Plano TNT, com mais de 300 aulas e oito professores, além de mentoria, aulas ao vivo, espaço para dúvidas e grupos exclusivos de alunos.

O investimento em educação sempre deu enorme retorno.

Fazer parte de comunidades de investidores

Cada investidor é único, portanto não dá para copiar 100% o que um professor ou analista faz no mercado de ações, mas aprender com a experiência de outros investidores é de enorme valor.

Muitas vezes, a sua dúvida ou dificuldade é a mesma de outros investidores.

E poder compartilhar o que está lendo, aprendendo, testando, errando e acertando com outros investidores gera um ciclo virtuoso onde o objetivo é comum.

Busque grupos de WhatsApp e Telegram, fóruns, chats, mas se informe primeiro sobre as intenções do grupo, o que é discutido, e se o seu nível está alinhado à proposta do espaço.

Aqui vai um link para o grupo do Portal do Trader no Telegram

Quais são as formas de análise no Mercado de Ações?

Basicamente, temos duas escolas de análise: a Análise Fundamentalista e a Análise Técnica.

Análise Fundamentalista

A Análise Fundamentalista tenta avaliar a saúde financeira das empresas e da própria economia para fazer uma projeção do comportamento futuro dos preços das ações.

O analista acompanha os números da empresa e da concorrência que possam impactar nas perspectivas de rentabilidade e, consequentemente, no preço da ação.

O analista busca com esses dados determinar um valor justo pela ação. A partir daí, pode comparar com o preço da ação no mercado e determinar se estão superavaliadas ou subavaliadas pelo mercado, ou seja, se a ação está barata ou cara.

Nesta aula, que faz parte do Plano TNT, o prof. Becker explica um pouco sobre o assunto.

Análise Técnica

A Análise Técnica se vale do estudo dos gráficos, onde todas as informações sobre o ativo estariam precificadas.

Os participantes do mercado têm diferentes visões sobre cada ativo, além de objetivos diferentes com a compra. O que vemos no gráfico é um consenso do mercado sobre aquele ativo ou índice.

Segundo o analista técnico (ou grafista), padrões gráficos que aconteceram no passado tendem a se repetir no futuro. Esse analista não se preocupa em definir o valor justo para uma ação, mas como um movimento que aconteceu no gráfico pode ser usado a seu favor.

Para mim, a grande vantagem da Análise Técnica é aproveitar as tendências. Se a tendência é de alta, devemos permanecer comprados nos ativos, mas, se é de baixa, devemos ficar de fora, no aguardo de uma nova oportunidade de entrada.

Isso tem especial relevância na hora de escapar das grandes crises.

Pronto para melhorar suas operações? Comece nosso Curso de Análise Técnica!

Começar grátis

Ações que apresentam boas performances no Mercado

Algumas ações se tornaram, ao longo dos últimos anos, queridas pelo mercado pela forte valorização ou pelo bom pagamento de dividendos.

Listei três por motivos diferentes e que sempre vale ficar de olho. Claro que não são recomendações, mas um guia com os motivos pelos quais o investidor pode selecionar suas ações.

WEGE3

A Weg é um conglomerado que produz motores elétricos, componentes eletroeletrônicos, produtos para automação industrial, transformadores de força, entre outros produtos, com presença aqui e no exterior.

Historicamente, sempre apresentou resultados consistentes, com valorização de mais de 60.000% desde a abertura de capital.

ITUB4

O Itaú é o maior banco privado da América Latina e uma das maiores empresas do Brasil. São diversas linhas de receita que geram recordes de lucros quase todos os anos.

Os resultados sensacionais mostram o nível de gestão praticado na empresa. É uma ótima pagadora de dividendos e o ativo com maior peso na composição do Ibovespa no momento da postagem deste artigo.

VALE3

A Vale é uma mineradora com presença e uma das maiores empresas de mineração do mundo, além de ser também a maior produtora de minério de ferro, de pelotas e de níquel.

Também atua como uma das maiores operadoras de logística do país. A empresa é boa pagadora de dividendos, entregando resultados consistentes aos seus acionistas.

Perguntas frequentes sobre como comprar ações

Nunca deixe de tentar saber mais sobre o mercado de ações
Nunca deixe de tentar saber mais sobre o mercado de ações.

Como comprar ações pela primeira vez?

Não é preciso ser nenhum expert ou ter muito dinheiro para dar os primeiros passos.

Pode parecer algo complexo, mas é bem simples fazer uma primeira compra de ação. Basta abrir conta em uma corretora, aportar capital e escolher a ação que deseja comprar e definir a quantidade.

É preciso decidir se fará a compra por alguma plataforma eletrônica ou pela mesa de operações.

Fazer sozinho é mais barato, mas pode haver uma certa insegurança. Busque conhecimento sobre o assunto e conte com a ajuda de profissionais que acompanham a bolsa de valores diariamente.

Qual o valor mínimo para começar a investir em ações?

Não há um valor mínimo para começar. O pequeno investidor pode, inclusive, comprar uma única ação no mercado fracionário.

Basta digitar o código do ativo com um F no fim. É possível comprar entre 1 e 99 ações dessa forma. Exemplo: PETR4F.

No mercado integral, somente são negociados lotes mínimos de 100 ações. Mas tanto no integral como no fracionários os preços das ações se equivalem.

Qual o melhor tipo de investimento para iniciantes?

Não existe um melhor investimento, seja para iniciantes ou experientes. Dependerá sempre do seu perfil de investidor, objetivos e prazos.

Se é um investidor conservador, o melhor será algo em renda fixa, como um CDB. Se tiver perfil agressivo pode começar a construir uma carteira de ações de longo prazo.

Um perfil moderado suporta investimentos em fundos de ações ou multimercados.

Os objetivos e os prazos são igualmente importantes. Você quer rentabilizar o dinheiro para comprar um imóvel ou fazer uma viagem longa? Ou gerar riqueza para a aposentadoria? Para se aposentar faltam cinco ou 30 anos?

Percebe como a resposta à pergunta sobre qual o melhor investimento dependerá de uma série de fatores?

Dessa forma, o ideal seria preencher um questionário para definir seu perfil e contar com a ajuda de um profissional para alinhar os produtos de investimentos ao seu perfil.

Concluindo sobre como comprar ações

Agora que você já entende mais sobre como comprar ações, está pronto para montar sua primeira carteira?

Ações são para todos, desde que sua tolerância ao risco permita que você durma tranquilamente quando elas começarem a oscilar negativamente.

Sim, nada sobe em linha reta. Até as melhores empresas do mundo passam por períodos de queda.

O importante é começar logo. O fator tempo terá um peso muito importante na rentabilidade de seus investimentos em ações.

Abra uma conta em uma corretora, conte com a ajuda de um assessor de investimentos e aproveite este incrível mercado.

Até a próxima!


Categorias

Marcos Moore

Marcos Moore é trader desde 2004, empresário e foi sócio-diretor da XP. É também autor de livros sobre o mercado.

Espero que você aprenda com esse artigo.

Logo Plano TNT

QUAL SEU PLANO PARA OBTER CONSISTÊNCIA NO TRADING?

QUERO COMEÇAR O PLANO TNT

Por que milhares de traders frequentam o Portal diariamente?

Especialistas e Traders Profissionais reconhecidos no mercado e com mais de 10 anos de experiência. Esse é o time que elabora nosso conteúdo.

Plataforma de E-learning EAD completa com centenas de vídeos gratuitos, artigos, perguntas de fixação e discussão.

Comunidade de Traders e Investidores que enfrenta os mesmos desafios que você e está sempre disponível para ajudar todos os dias.

Análise Técnica, Price Action, Tape Reading, Fundamentalista e mais. Acreditamos na diversidade de técnicas para cada aluno encontrar o seu caminho.

Day Trade, Swing Trade, Position e Alocação de Carteiras. Aprenda técnicas para operar cada modalidade de acordo com seus objetivos.

Dólar, Índice, Ações, Opções, Forex e até Bitcoin. Nosso conteúdo educacional engloba todos os principais ativos do mercado.

Comece seus cursos gratuitos


Quais são as vantagens em fazer parte do Portal do Trader?

  • Aumente suas chances de sucesso na Bolsa de Valores com nossa metodologia proprietária.
  • Fuja das armadilhas e não perca dinheiro com erros básicos no mercado. Nossa proposta é séria, sem promessas milagrosas.
  • Aprenda as melhores estratégias utilizadas por investidores e traders profissionais através de um sistema educacional completo.
  • Converse com outros traders e investidores em todos os nossos canais.
  • Aulas, Transmissões, Notícias e Calendário Econônico Ao Vivo todos os dias.