O que você quer aprender?

Ir

O que são ETFs? Saiba Quais são, Como Investir, e Características

Neste post iremos discutir o que são os ETFs, um dos ativos preferidos de grandes investidores do mercado financeiro! Você entenderá suas características, como investir na prática e como você pode ganhar dinheiro com esse investimento!

Ações Ago 26, 2021

O que são ETFs (Exchange Traded Funds)?

Os chamados Exchange Traded Funds, também conhecidos como ETFs, são Fundos de Investimento negociados na Bolsa de Valores, que utilizam determinados índices do mercado como referência de rentabilidade.

Ou seja, ao se perguntar o que são ETFs, lembre-se sempre dos tradicionais fundos de investimentos, porém com algumas diferenças, que vamos especificar melhor mais pra frente, aqui nesse post.

Nesse tipo de produto financeiro, uma gestão especializada é responsável por toda a administração do fundo. Como disse um pouco acima, esse ativo utiliza-se de algum índice do mercado como referência, e isso traz ao ETF uma característica particular.

O que são ETFs: Uma gestão especializada e profissional é responsável pela administração do fundo e de seus ativos.
O que são ETFs: Uma gestão especializada e profissional é responsável pela administração do fundo e de seus ativos.

Quando dizemos que o fundo possui uma referência, isso significa que sua composição irá se assemelhar ao máximo possível à do indicador. Mas como isso funciona?

Imagine que o Ibovespa é escolhido como referencial de desempenho. Nesse caso, os ativos escolhidos para compor o ETF deverão ser muito parecidos com as ações que compõem o Ibovespa, visando um desempenho similar.

Por esse motivo você, como investidor, consegue saber exatamente em que o ETF está baseado e sua possibilidade de rentabilidade.

É importante deixar claro que existem, ao redor do mundo, inúmeros tipos de ETFs. Eles podem ser separados em grupos de setores, moedas, nacionais, internacionais, mistos e etc.

Entretanto, no Brasil, tal divisão não é tão numerosa. Podemos dividi-los em duas classes: os ETFs de Renda Fixa e os de Renda Variável.

ETF de Renda Fixa

O conceito de ETFs de Renda Fixa é bem simples: são fundos negociados na Bolsa de Valores - B3 - que utilizam índices de renda fixa como referenciais de desempenho.

Por conta disso, são majoritariamente formados por tradicionais títulos de renda fixa: títulos públicos e privados.

Esse tipo de ativo possui algumas particularidades que podem ser muito interessantes para determinados perfis de investidores:

  • Taxa de administração em média consideravelmente menores quando comparado a fundos de renda fixa mais tradicionais
  • Grande diversificação de títulos
  • Oscilação de preços, trazendo mais transparência ao investidor, devido às características de produtos indexados à inflação ou prefixados, que costumam sofrer uma oscilação diária de preços

Entretanto, nem tudo são flores. Existem algumas desvantagens relacionadas aos ETFs de renda fixa, sendo uma das principais a ausência do Fundo Garantidor de Crédito (FGC).

Antes de decidir investir em qualquer produto financeiro, leve sempre em consideração todos seus pontos positivos e negativos. É essencial fazer esse planejamento antes de colocar seu capital em um investimento.

Existem 7 ETFs de Renda Fixa disponíveis na Bolsa de Valores de São Paulo, sendo estes:

  • IMBB (replica o índice IMA-B)
  • B5MB (replica o índice IMA-B5+)
  • IMAB (replica o índice IMA-B)
  • B5P2 (replica o índice IMA-B5 P2)
  • IB5M (replica o índice IMA-B5+)
  • IRFM (replica o índice IRF-MP2)
  • FIXA (replica o índice SPBDI1FP)

ETF de Renda Variável

Os ETFs de Renda Variável são os mais negociados no Brasil.

Compostos por um grupo de ativos que se assemelham à composição do índice escolhido, estes fundos buscam repetir o desempenho deste para seus cotistas, acompanhando movimentos de alta e queda.

Tal indicador deve ser - obrigatoriamente - reconhecido pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), visando maior segurança e transparência aos investidores.

Existem 28 ETFs de Renda Variável disponíveis na Bolsa de Valores de São Paulo, sendo alguns destes:

  • BBOV11 (replica o índice Ibovespa)
  • SMALL11 (replica o índice SMLL)
  • BOVA11 (replica o índice Ibovespa)
  • IVVB11 (replica o índice S&P 500 Brazilian Real Index)
  • SMAC11 (replica o índice SMLL)
  • GOLD11 (replica o índice iShares Gold Trust)
  • NASD11 (replica o índice Nasdaq-100)
  • XFIX11 (replica o índice IFIX)

Entre estes, temos fundos que possuem como referência o Ibovespa, SMLL (índice de Small Caps), S&P 500 (índice composto pelas 500 maiores empresas da Bolsa de Nova Iorque), iShares Gold Trust (relacionado ao preço do ouro) e muito mais.

Existem opções para todos os gostos, basta definir uma estratégia de investimentos, uma análise dos ativos disponíveis e ir para o campo de batalha!

Quer investir no mercado de Ações mas não sabe como começar? Assista já o nosso Curso de Investimento em Ações Completo e 100% Gratuito, em que você aprenderá tudo de mais importante para começar a investir do zero, com os melhores profissionais do mercado!

Qual é a diferença entre fundos de investimentos e ETFs?

Lembra lá no começo do post, em que eu disse que os ETFs são como os fundos de investimentos, porém com algumas diferenças?

Vamos tratar das principais características que diferenciam esses dois ativos agora mesmo.

Para começar, devemos diferenciar os tipos de gestão de ambos.

Existem dois tipos de gestão: ativa e passiva.

A primeira é caracterizada pelo poder de escolha da composição da carteira por parte do gestor. Ou seja, o responsável pela administração do fundo possui o direito de escolher quais papéis farão parte de seu portfólio.

Isso concede mais liberdade a ele, já que será capaz de, com base em suas próprias análises, escolher a estratégia que julga melhor para alcançar determinado objetivo.

Por sua vez, a gestão passiva não dá essa autonomia ao gestor. A composição de um fundo com gestão passiva é baseada na composição de um índice escolhido, exatamente como exemplificamos acima, discutindo os ETFs.

Enquanto os fundos de investimentos podem escolher entre ambos os tipos de gestão, os ETFs são investimentos exclusivamente passivos. Essa é uma das principais diferenças entre eles.

Ademais, a tributação de ambos é consideravelmente diferente.

Não vamos nos aprofundar tanto nesse tópico, mas é importante ressaltar um dado importante:

Enquanto os fundos de investimento possuem diversas alíquotas distintas, a depender da modalidade do ativo, a alíquota dos ETFs é sempre de 15% sobre o lucro.

O que são ETFs: A tributação deste tipo de ativo é uma de suas principais diferenças em relação aos fundos tradicionais.
O que são ETFs: A tributação deste tipo de ativo é uma de suas principais diferenças em relação aos fundos tradicionais.

Independentemente do prazo em que o investidor permanecer com seu ETF, a tributação será sempre essa, o que pode ser um ponto extremamente positivo caso ele escolha o foco no longo prazo.

Principais características dos ETFs

Agora que você já sabe bem o que são ETFs, vamos discutir os fatores que o tornam um dos ativos mais famosos do mercado.

Como já ressaltei algumas vezes, os ETFs possuem algumas características muito interessantes, e agora vamos discutir sobre duas das principais, que tornam esse ativo tão interessante: a Liquidez, a Gestão Passiva e a Diversificação que ele proporciona.

Liquidez

A alta liquidez dos ETFs é uma das principais características desse ativo, o que o torna extremamente atraente para o mercado!

Primeiramente, vamos entender o que essa alta liquidez significa.

De maneira simplificada, podemos dizer que um ativo possui uma liquidez satisfatória quando ele é facilmente transformado em dinheiro. Mas o que isso quer dizer?

Significa que é muito fácil você negociar o bem na Bolsa de Valores. Ele é facilmente comprado e vendido, em quantidades consideráveis.

Se você possui 10 cotas de um ETF, é muito provável que você, se desejar, conseguirá se desfazer delas quando quiser e receberá o dinheiro da negociação.

Isso se dá pois eles possuem uma grande demanda no mercado. É uma vantagem muito importante!

Gestão passiva

A Gestão Passiva, como falamos de maneira mais aprofundada no tópico anterior, é uma das características mais importantes de um ETF.

O investidor, antes de decidir por comprar cotas de determinado ETF, deve estar ciente de todas as condições que envolvem esse investimento, e isso inclui ter em mente qual o referencial que o fundo busca acompanhar.

Isso é essencial pois, por conta dessa característica, tal índice definirá toda a composição do ativo.

Diversificação

A diversificação que o investimento em ETFs proporciona é uma das maiores vantagens que este ativo possui.

Para entender isso, vamos imaginar o seguinte cenário:

Se você possui, na sua carteira de investimentos, apenas 2 ações, e uma delas sofre uma queda drástica durante determinado período, concorda comigo que você será muito afetado?

Entretanto, imagine que você possui 20 ações em uma carteira. Se uma delas passar pela mesma situação, sua carteira não será tão afetada assim, como um todo.

O que são ETFs: A diversificação te protegerá de eventuais quedas e flutuações de mercado.
O que são ETFs: A diversificação te protegerá de eventuais quedas e flutuações de mercado.

Diversificar seus investimentos é questão de segurança. Afinal, como diz o famoso ditado, “nunca coloque todos seus ovos em uma cesta só”.

Os ETFs, por englobarem uma grande quantidade de ativos, possuem diversificação suficiente para, caso um dos papéis escolhidos sofra alguma brusca variação, a carteira não seja tão atingida.

Esse é um dos mais importantes princípios da gestão de risco, e todo investidor que se preze deve se preocupar em garantir a segurança de seu dinheiro.

Quais os custos e taxas para investir em ETFs?

O custo para investir em ETFs é extremamente similar ao custo referente aos investimentos em ações.

No que se refere às taxas, você deverá pagar as taxas da própria Bolsa e das corretoras, como a de corretagem e de emolumentos, que costumam ser de valores extremamente baixos.

Entretanto, ao investir em um ETF você está colocando seu dinheiro nas mãos de uma administração profissional.

Por isso você deve pagar uma taxa referente à essa gestão, conhecida como taxa de administração.

Porém, pelo fato de a gestão de um ETF ser passiva, tal valor costuma ser bem mais baixo do que em comparação com os fundos de investimentos tradicionais.

Outro fator importante é que você é capaz de começar a investir nesse ativo com pouco dinheiro.

Antigamente, só era possível adquirir um mínimo de 10 cotas de um ETF, o que impossibilitava o acesso de muitos investidores a esse papel.

Mas, felizmente, a B3 hoje permite a compra mínima de uma cota, tornando-o um investimento menos custoso.

Qual a rentabilidade de um ETF?

A rentabilidade de um ETF depende MUITO de qual é seu índice de referência. Mas ao saber o que são ETFs, isso não é nenhuma surpresa pra você.

Como dissemos anteriormente, esse ativo busca repetir o máximo possível o desempenho de seu indicador. Por conta disso, sua rentabilidade também seguirá esse mesmo caminho.

O que são ETFs: A rentabilidade de um ETF depende muito do índice escolhido como referencial. Seus ganhos irão variar junto com esse indicador.
O que são ETFs: A rentabilidade de um ETF depende muito do índice escolhido como referencial. Seus ganhos irão variar junto com esse indicador.

Tomando como exemplo um ETF que utiliza o Ibovespa como referência. Se este índice subir 20% em um ano, é muito provável que o fundo replique uma rentabilidade muito parecida, por possuir praticamente os mesmos papéis e proporções.

Entretanto, nem sempre tal rentabilidade é igual. Muitas vezes o gestor não é capaz de formular sua carteira exatamente igual ao índice, por diversos motivos.

Um deles pode ser uma súbita mudança na liquidez de determinados papéis. Caso isso aconteça, o administrador terá dificuldades em ajustar seu portfólio para se adequar ao índice.

Mas pode ficar tranquilo, tais casos são exceções. Na maioria das vezes, a rentabilidade do ETF replicará de maneira eficiente o desempenho de seu indicador.

As vantagens de investir em ETF

Já falamos muito sobre o que são ETFs, como eles funcionam e algumas de suas peculiaridades.

Agora, vamos discutir quais são as vantagens de investir nesse tipo de ativo, e como ele pode te ajudar a montar uma carteira de investimentos resiliente e lucrativa.

- Tributação Diferenciada

Uma das principais vantagens de investir em ETF é sua tributação.

Como falamos anteriormente, sua alíquota é apenas de 15% sobre os lucros, e nada mais. Vamos entender agora por que isso é um grande diferencial.

Vamos imaginar um ETF de renda fixa. Investindo nele, além de ter toda a diversificação e gestão profissional que a administração proporciona, você terá uma grande vantagem tributária.

Em outras modalidades de investimento, você teria não apenas um imposto escalonado, que poderia chegar a muito mais que 15%, mas também seria obrigado a pagar o IOF até 30 dias, que, junto, atacariam fortemente sua rentabilidade.

Entretanto, diferentemente das ações, os ETFs não possuem uma isenção de Imposto de Renda (IR) de vendas até R$20.000,00.

Levando todos esses pontos em consideração, cabe ao investidor decidir se esse tipo de ativo se encaixa com seu perfil de investidor e com sua estratégia.

- Oscilação de preços evidente assim como Ações normais

Outro ponto muito importante sobre os ETFs é o seguinte: por conta de sua natureza, suas oscilações de preços são evidentes nas plataformas assim como as Ações normais, negociadas no dia-a-dia!

Ao entrar no seu ambiente de negociação, os preços dos ETFs estarão posicionados como se fossem ativos comuns, evidenciando as variações de mercado e dando muito mais transparência ao processo de compra e venda.

Dicas para quem quer começar a investir em ETFs

Investir em ETFs não é tão diferente de investir em Ações.

Apesar de serem ativos distintos, estão expostos a riscos parecidos, são negociados no mesmo ambiente e de maneira semelhante. Vamos ver agora uma das principais dicas para os investidores interessados:

Entenda os riscos do mercado de Renda Variável

Os riscos do mercado de Renda Variável são praticamente iguais para ETFs e para Ações.

Se você já entende como funcionam os investimentos em Ações, ficará muito mais fácil compreender o que vamos falar. Para isso, te recomendo esse artigo sobre o Mercado de Ações para Iniciantes, do nosso professor Edu Becker!

Alguns dos riscos do mercado financeiro que podemos citar são:

  • Falta de garantia sobre o desempenho das empresas (afinal, resultados passados não são garantia de resultados futuros)
  • Risco sistêmico (crises generalizadas, como a crise de 2008, Joesley Day, pandemia, etc)
  • Risco macroeconômico (inflação, alterações na taxa de juros, câmbio e etc)

Esses são alguns dos riscos que devem ser considerados em toda análise.

Sabendo o que são ETFs, você já deve ter entendido que eles são compostos pelas mesmas ações que são negociadas individualmente na Bolsa, e por isso muitos de seus riscos são parecidos.

No Joesley Day, todo o mercado foi afetado diretamente. Alguns ativos sofreram uma queda de mais de 20%, inclusive.

O que são ETFs: No chamado “Joesley Day”, em 2017, o mercado sofreu uma de suas maiores quedas. Tais riscos sempre estão presentes, e devem ser levados em consideração.
O que são ETFs: No chamado “Joesley Day”, em 2017, o mercado sofreu uma de suas maiores quedas. Tais riscos sempre estão presentes, e devem ser levados em consideração.

Apesar de estatisticamente improvável, tais eventos sempre podem voltar a ocorrer. Todo investidor deve ter isso em mente, e se planejar de antemão!

Para que você seja um investidor completo, e entenda melhor como os ETFs funcionam, tenho uma recomendação que vai te ajudar - e muito.

Conclusão

Nesse post, você entendeu o que são ETFs, como eles funcionam, quais são suas principais vantagens e como você pode investir neles.

Com esse conhecimento, você será capaz de tomar melhores decisões de investimentos, conhecendo um dos ativos preferidos dos investidores da Bolsa de Valores!

Entretanto, você nunca deve parar de estudar. O investidor que para de aprender é um investidor fadado ao fracasso.

Se você me acompanhou até aqui, significa que está atrás de conhecimento. Meus sinceros parabéns!

Te garanto que a maioria de seus colegas investidores não possuem a mesma força de vontade que você. Muitos acreditam que apenas uma meia dúzia de vídeos do Youtube já os farão os novos magnatas do mercado.

Não preciso nem falar o quão enganados eles estão, não é mesmo?

Queremos te proporcionar o melhor aprendizado possível. Nossa equipe é formada por verdadeiros professores, com anos de experiência no mercado nas costas. Não somos meros “gurus”.

Pensando nisso, nós, do Portal do Trader, oferecemos GRATUITAMENTE a você o acesso ao nosso Curso Completo “Investindo em Ações”, focado em iniciantes, em que ensinamos absolutamente tudo sobre o investimento em Ações, do zero ao avançado!

Aproveite ao máximo o conteúdo desse curso. Realmente pegamos na sua mão e te direcionamos ao seu objetivo.

Quem me dera se eu tivesse uma oportunidade como essa quando comecei...

Espero que tenha te ajudado com esse post e essa indicação, e nos vemos em breve!

Categorias

Augusto Andrea

Augusto Andrea é economista especializado em macroeconomia, ciclos e ativos de renda fixa.

Espero que você aprenda com esse artigo.

Logo Plano TNT

QUAL SEU PLANO PARA OBTER CONSISTÊNCIA NO TRADING?

QUERO COMEÇAR O PLANO TNT

Por que milhares de traders frequentam o Portal diariamente?

Especialistas e Traders Profissionais reconhecidos no mercado e com mais de 10 anos de experiência. Esse é o time que elabora nosso conteúdo.

Plataforma de E-learning EAD completa com centenas de vídeos gratuitos, artigos, perguntas de fixação e discussão.

Comunidade de Traders e Investidores que enfrenta os mesmos desafios que você e está sempre disponível para ajudar todos os dias.

Análise Técnica, Price Action, Tape Reading, Fundamentalista e mais. Acreditamos na diversidade de técnicas para cada aluno encontrar o seu caminho.

Day Trade, Swing Trade, Position e Alocação de Carteiras. Aprenda técnicas para operar cada modalidade de acordo com seus objetivos.

Dólar, Índice, Ações, Opções, Forex e até Bitcoin. Nosso conteúdo educacional engloba todos os principais ativos do mercado.

Comece seus cursos gratuitos


Quais são as vantagens em fazer parte do Portal do Trader?

  • Aumente suas chances de sucesso na Bolsa de Valores com nossa metodologia proprietária.
  • Fuja das armadilhas e não perca dinheiro com erros básicos no mercado. Nossa proposta é séria, sem promessas milagrosas.
  • Aprenda as melhores estratégias utilizadas por investidores e traders profissionais através de um sistema educacional completo.
  • Converse com outros traders e investidores em todos os nossos canais.
  • Aulas, Transmissões, Notícias e Calendário Econônico Ao Vivo todos os dias.