Confúcio, filósofo e pensador chinês que viveu de 551 até 479 a.c. disse uma vez a seguinte frase: “transportai um punhado de terra todos os dias e fareis uma montanha”.

Esta frase encerra toda a verdade sobre qualquer realização humana. Sucesso não é algo que acontece de repente, mas é algo construído a partir de muita dedicação, esforço, frustrações, alegrias, pequenas vitórias e pequenas derrotas.

Ter isso em mente quando se inicia na profissão de trader é condição fundamental de sobrevivência.

Todo iniciante chega ao mercado com uma certa ansiedade. Quer conquistar sua independência financeira o mais rapidamente possível e essa pressa naturalmente leva ao cometimento de muitos erros.

Às vezes esses erros são tão graves que a pessoa abandona a idéia, seja porque se sentiu incapaz de enfrentar os desafios propostos pela atividade profissional, seja pela derrocada financeira.

Manter-se vivo no mercado durante o período de aprendizagem é vital e, para isso, são necessários capital, conhecimento técnico e bastante tempo disponível. Mas de nada adianta ter isso tudo se não houver uma boa dose de paciência e determinação.

O trader iniciante cairá inúmeras vezes. A vontade de desistir será sua companheira fiel a cada perda importante e, junto com ela, o sentimento de incapacidade, inabilidade, de falta de sorte. Sua vontade será testada muitas vezes.

O trading seja talvez uma das profissões que mais afetam os aspectos emocionais de uma pessoa porque deixa claro, de maneira inquestionável, seus erros mais básicos. O resultado está ali, aparece no mesmo instante sob a forma de uma perda financeira e do autoenfrentamento – você errou e não há como colocar a culpa em ninguém.

Por isso o domínio das próprias emoções é de fundamental importância na construção da carreira do trader. É preciso muita força de vontade para errar e superar as dores provocadas pelos erros. E na carreira de trader, em particular, os erros iniciais são uma constante. Praticamente ninguém acerta logo de cara. Toda jornada é composta de muitas quedas.

E esta é a chave – tem que saber perder. Não basta simplesmente aceitar as perdas – tem que se esforçar para entender as causas do erro e manter isso em mente para não errar de novo nas próximas tentativas. Isso é persistência. O contrário é a teimosia.

Enquanto o teimoso persiste nas mesmas táticas acreditando que uma hora irão funcionar, o persistente é aquele que erra, estuda a razão dos seus erros e rearranja seus métodos para alcançar seus objetivos.

Colocado de outra forma, o teimoso mantém o objetivo e insiste no método – o persistente mantém o objetivo e adapta seu método.

Durante sua trajetória, o trader deverá persistir até o momento em que a disciplina passa a ser uma filosofia de vida, um modo de ser, que exige paciência, persistência, dedicação e, principalmente, honestidade consigo mesmo. Neste ponto, a disciplina se tornou um hábito que será naturalmente transportado para todas as esferas da vida – arriscaríamos dizer que o trading é uma atividade que transforma todos em melhores pessoas, cidadãos, pais e amigos.

Se pudermos comparar o trading com outra atividade profissional, arriscaríamos dizer que a pesca exige dos pescadores praticamente as mesmas habilidades de um trader.

Eles estudam bem as condições do mar, consultam as previsões climáticas, conhecem as épocas de desovas e os hábitos dos peixes.

Pescadores sabem que o custo de ficar mudando de lugar ou de técnica a todo momento pode comprometer o resultado de sua pesca. Por isso escolhem cuidadosamente local, horário, o tipo de equipamento, isca e o período do dia onde há maior probabilidade de encontrar o peixe que ele quer.

Depois disso, ele senta e espera. Mas não é uma espera passiva. Ele está o tempo todo olhando o mar, o tempo e a temperatura. E se algo desfavorável acontece ele desiste para voltar no outro dia. Se o mar oferece condições, o pescador pega os peixes que conseguir e sabe o momento certo de parar, porque tem consciência que no dia seguinte o mar estará lá no mesmo lugar, assim como os peixes.

Um pescador que tenha o melhor equipamento e a melhor técnica irá fracassar se não tiver a paciência e a disciplina necessárias para estudar, encontrar o lugar certo e esperar pelo resultado de seu trabalho. Ele sabe que são necessários anos de experiência até ele adquirir o feeling que só os profissionais maduros de mercado têm. Sabe que esta é a condição para o sucesso e, por ter um objetivo claro e definido em mente, sabe esperar e sabe tudo o que tem que fazer ao longo dessa jornada. E se não souber, saberá onde procurar a orientação de que precisa.

O trading apresenta os mesmos desafios da pesca, dificuldades parecidas, e exige do profissional os mesmos requisitos que o mar exige do pescador.

Da mesma maneira que se constrói uma montanha a partir de pequenos depósitos de terra todos os dias, só é possível construir um trader de sucesso com pequenas doses diárias de tudo aquilo que compõe a atividade: técnica, capital, tempo disponível, paciência e determinação.