O que você quer aprender?

Ir

Teoria de Dow: Como Funciona e Estratégias para Utilizar na Análise Técnica

A Teoria de Dow é uma tese que trata do comportamento e movimentação dos preços de diversos tipos de ativos na Bolsa de Valores, e que pode te ajudar a operar de maneira mais segura e eficiente. Entenda como ela funciona e como utilizá-la com a Análise Técnica!

Análise Técnica Dez 14, 2021

O que vamos discutir neste post?

Teoria de Dow: O que é e como surgiu?

A Teoria de Dow nada mais é do que um dos pilares mais importantes de toda a análise técnica, que busca compreender as tendências e oscilações de preços de diversos tipos de ativos da Bolsa de Valores, com base em dados do passado.

A partir de informações como o volume de ações negociadas, histórico de preços e padrões gráficos conhecidos, a Teoria de Dow busca dar ao trader uma compreensão melhor do mercado e de seus ativos.

Ela pode ser diretamente aplicada para a análise de:

Isso é de grande ajuda para o processo de tomada de decisão de qualquer operador, seja ele day trader, swing trader, ou um investidor com foco em prazos maiores.

Ela foi criada pelo jornalista Charles Dow, criador do Wall Street Journal, em 1884.

Charles Dow, criador desta teoria
Charles Dow, criador desta teoria

E antes que você se pergunte: não, você não leu errado. Ele realmente era um jornalista, e não um trader de ofício.

Dow, apesar de ter um grande conhecimento de economia e do mercado financeiro, era um jornalista, e não um trader como muitos imaginam.

Ele chegou a operar diversas vezes, e mesmo essa não sendo sua ocupação principal, é possível dizer que ele certamente ficou na história do trading.

Sua teoria estava disponível apenas em artigos de seu periódico, e por isso não era totalmente difundida na época.

Por este motivo, teve que ser revisada, décadas depois, por Nelson, Hamilton, Rhea e Schaefer.

Além disso, Dow também foi o criador do índice Dow Jones, um dos índices financeiros mais relevantes de todo o mundo, englobando as 30 maiores companhias da Bolsa de Valores de Nova York (NYSE).

O homem realmente deixou sua marca na história do mercado financeiro, não é mesmo?

Sem dúvida alguma, Charles Dow jamais será esquecido pelos adeptos da análise técnica.

E para que você aprenda como utilizar essa ferramenta tão importante para os grandes traders, estamos disponibilizando nosso Curso Gratuito de Análise Técnica, gravado pelo nosso professor Marcos Moore, e pensado especialmente para iniciantes, que queiram aprender a operar de maneira mais segura e eficiente! Acesse já!

Fundamentos da Teoria de Dow na análise técnica

Vamos ver agora os pilares de toda a Teoria de Dow
Vamos ver agora os pilares de toda a Teoria de Dow

Sua teoria é baseada em 6 princípios, conhecidos como princípios de Dow.

Podemos dizer, a grosso modo, que eles são os pilares de toda a análise técnica, e sustentam toda essa importantíssima ferramenta tão utilizada nos dias de hoje.

Tais princípios são:

1. O preço desconta tudo

Esse primeiro princípio é baseado na Hipótese dos Mercados Eficientes (HME), tão discutida na macroeconomia.

De forma geral, os preços que são mostrados para você, na sua tela, já levam em consideração que tudo que pode influenciar diretamente na precificação do ativo já está descontado.

Tratando essa tese como verdadeira, podemos afirmar que os mercados são realmente eficientes, e precificam de acordo com todas as circunstâncias que envolvem determinado ativo.

Ou seja, o preço de um ativo reflete:

  • Expectativa
  • Movimentos dos agentes econômicos
  • Decisões políticas
  • Riscos

A Teoria de Dow trata isso como verdade para basear sua análise gráfica.

2. O mercado move-se em tendências

Esse princípio será ainda mais discutido nos próximos tópicos, mas já vou resumi-lo para você.

Basicamente, Dow afirma que o mercado move-se sempre em tendências, que podem ser divididas em:

  • Tendência primária: refere-se ao longo prazo
  • Tendência secundária: dentro da primária, mas com padrões menores
  • Tendência terciária: dentro da secundária, mas com um prazo de duração menor

No próximo tópico iremos discutir as 3 de maneira bem mais aprofundada, então fique tranquilo!

3. As tendências primárias têm 6 fases

Gráfico representando as 6 fases da tendência primária durante o início da pandemia de COVID-19 no Brasil
Gráfico representando as 6 fases da tendência primária durante o início da pandemia de COVID-19 no Brasil

Durante a tendência de alta, dizemos que a tendência primária tem as seguintes fases:

  • Acumulação: quando há percepção de que os preços estão altos e que há uma possibilidade de ganho, mas sem fortes movimentações do mercado ainda
  • Início da tendência: esse movimento começa a aparecer, e a pressão de compra começa a ocorrer com mais força. Com isso, o volume começa a aumentar
  • Euforia: forte pressão de compra e alto volume, uma verdadeira “euforia” do mercado. Esse movimento aconteceu antes da crise de 2008, por exemplo. Ele costuma preceder movimentos de baixa.

Durante a tendência de baixa, que vem logo após a anterior, a tendência primária tem as seguintes fases:

  • Distribuição: Ótima oportunidade para a realização de lucros, e início da reversão de tendência
  • Pânico: Forte movimento de venda, com alto volume, após grande baixa dos preços advindo do momento de distribuição.
  • Desaceleração: A calmaria logo após a tempestade. O mercado começa a se acalmar após o momento de pânico.

4. A tendência deve sempre ser confirmada

É essencial que haja mais elementos confirmando uma tendência para tomar uma decisão.

Isso pode ser analisado a partir da análise de vários setores da economia, principalmente os considerados cíclicos, para ter certeza que determinada tendência está realmente se confirmando.

5. O volume acompanha a tendência

Esse é um dos princípios mais simples e fáceis de se entender.

O volume é importantíssimo para confirmar movimentos e tendências de mercado.

Podemos dizer que movimento de alta/baixa com alto volume são muito mais fortes do que esses mesmos movimentos com baixo volume.

6. A tendência será mantida até que surjam sinais de reversão

A tendência não muda até que tenhamos certeza que ela realmente mudou.

É necessário que ocorram sinais claros de reversão para que possamos mudar de uma tendência para outra.

Sem confirmação, existe apenas especulação.

A análise técnica é muito prudente nesse sentido.

Tendências analisadas na Teoria Dow

Já discutimos sobre os princípios elementares da Teoria de Dow, então agora vamos nos aprofundar no estudo das tendências analisadas por Charles Dow:

Primária

A tendência primária é a mais importante, forte e influente tendência em toda a análise técnica.

A partir da ligação entre topos e fundos no longo prazo, é possível traçar uma tendência primária, que tem a duração de no mínimo 6 meses, podendo chegar a anos, ou até mesmo décadas.

Ela engloba todas as outras tendências, então quanto maior ela for, maiores as secundárias e terciárias são.

Nesse gráfico, a tendência primária (linha amarela) é facilmente identificável:

Gráfico representando uma tendência primária
Gráfico representando uma tendência primária

Secundária

A tendência secundária, por sua vez, vai ligar topos e fundos que estão dentro da tendência primária.

Naquele mesmo gráfico, podemos observar que a primeira tendência secundária é de alta, e está totalmente dentro da primária.

Normalmente essa tendência tem uma forma de zigue-zague.

Terciária

A tendência terciária, na maioria das vezes, é consideravelmente menor que todas as outras, chegando a durar no máximo alguns dias ou semanas.

No gráfico exemplificado ela estava tão pequena que ficou quase invisível, então está marcada apenas com uma linha tracejada.

E como identificar as tendências?

Como é possível avistar e identificar as tendências?
Como é possível avistar e identificar as tendências?

Para identificar as tendências, é necessário sempre começar pela primária.

Digo isso pois ela é, de longe, a tendência mais importante, que engloba todas as outras.

Após isso, você já pode avançar para as tendências secundárias.

Como você viu naquele gráfico, elas costumam aparecer em zigue-zague, então tendem a ser facilmente identificáveis.

E por último, deve ir atrás das tendências terciárias. Estas costumam ser bem menores, como já discutimos, então pode ser mais difícil de encontrá-las.

A partir de uma análise dos movimentos históricos de um ativo, identificar essas tendências não deve ser muito complicado, é apenas uma questão de tempo e esforço.

Vantagens de utilizar a Teoria de Charles Dow em seus investimentos

Quais são as vantagens de utilizar esta Teoria em suas operações?
Quais são as vantagens de utilizar esta Teoria em suas operações?

Utilizar a Teoria de Dow pode trazer grandes vantagens para qualquer trader.

Inúmeros operadores a utilizam diariamente em suas operações, e conseguem resultados consistentes a partir de diversos elementos dessa ferramenta.

Entretanto, ela não é a única causa desses resultados.

Nunca é demais lembrar que essas técnicas são apenas ferramentas, que auxiliam o trader em suas operações. Não é e jamais será um remédio milagroso para um trader sem conhecimento, prática e disciplina.

Contudo, é inegável que carrega consigo grandes vantagens. Vamos conferir:

Tomada de decisão mais confiável

A tomada de decisão mais confiável que essa ferramenta proporciona é uma de suas maiores vantagens.

No dia a dia, nós traders temos que tomar diversas decisões em um espaço minúsculo de tempo, de minutos ou até segundos.

Quanto mais informações precisas, confiáveis e relevantes tivermos, melhor tende a ser o nosso desempenho.

E é para isso que essa Teoria foi criada.

Com ela, é possível entender melhor as principais tendências dos ativos que estão sendo operados, e tomar decisões muito mais seguras e eficientes.

Compreensão dos movimentos de mercado

Ademais, essa técnica ajuda o trader a compreender melhor os movimentos do mercado como um todo.

Nada melhor do que entender o que está acontecendo ao seu redor, principalmente se seu dinheiro estiver em jogo….

Como aplicar a Teoria de Dow na análise técnica?

Aplicar estes princípios na sua análise podem realmente te auxiliar
Aplicar estes princípios na sua análise podem realmente te auxiliar

Aplicar a Teoria de Dow na análise técnica é mais simples do que parece - mas isso não quer dizer que é fácil.

Entendendo em que passo nos encontramos de acordo com essa ferramenta, basta buscar qual será o próximo movimento - sempre se baseando nos princípios de Dow.

Para isso, você deve sempre utilizar as tendências primárias, e prestando atenção para ver se o volume acompanha a tendência - como você deve ter visto no princípio 5.

E só. Mais simples do que parece, não é mesmo?

Basta você seguir os passos que já passei aqui neste post.

E se quiser se aprofundar ainda mais nessas ferramentas e em diversas modalidades de investimento, acesse a ÁREA APRENDA do Portal do Trader, e assista aos nossos cursos 100% gratuitos sobre trading, investimentos e mercado financeiro!

É possível utilizar no Day Trade?

É plenamente possível utilizar esta teoria no day trade
É plenamente possível utilizar esta teoria no day trade

Sem dúvidas.

Aplicar essa ferramenta no Day Trade não é só possível, como extremamente recomendado!

Para operar ativos nesse prazo curtíssimo é necessário muito entendimento sobre gráficos, tendências e indicadores.

Compreender os princípios de Dow dá ao day trader a capacidade de tomar decisões baseadas em análise gráfica com muito mais segurança e qualidade - e isso é imprescindível.

Existem riscos ao utilizar a Teoria de Dow?

Sem dúvida alguma.

Assim como qualquer outra análise técnica, existem riscos envolvidos na utilização dos princípios de Dow.

Primeiramente, é essencial que eles sejam utilizados da maneira correta.

Não se pode utilizar destes princípios para substituir uma análise fundamentalista, por exemplo. São análises diferentes.

Digo isso pois as quedas e valorizações do curto prazo nem sempre representam melhorias operacionais na empresa, por exemplo. E o que um holder deseja, na realidade, é uma ação de uma companhia produtiva e com margens crescentes.

E não é isso que a Teoria de Dow vai te dizer.

Entretanto, vale frisar que a tese de Charles Dow é base para várias outras análises técnicas.

Por isso, é importantíssimo que todo trader inicie seus estudos de análise gráfica com essa Teoria, e depois parta para ferramentas mais específicas, caso deseje.

Conclusão

A Teoria de Dow, no fim das contas, é uma ferramenta muito interessante para traders que buscam se aprofundar na análise técnica.

Ela pode oferecer diversas vantagens aos seus usuários, e auxiliar nas operações que exigem uma análise gráfica mais profunda - o que cada dia é mais comum.

Se você é iniciante, compreender esta Teoria é um ótimo primeiro passo para começar a entender a análise técnica de verdade.

E além disso, você deve entender como o mercado funciona.

Deve saber quais são as principais modalidades de investimento, as principais ferramentas que um trader pode utilizar e como trabalhar bem o seu psicológico.

E não há dúvida que a Análise Técnica é uma das ferramentas mais poderosas que um trader pode ter na manga.

E para que você aprenda análise técnica de verdade e sem pagar absolutamente nada por isso, disponibilizamos gratuitamente o nosso Curso de Análise Técnica, voltado para traders iniciantes! Lá, você aprenderá as bases dessa técnica, como utilizá-la e descobrirá o quanto ela pode te ajudar!

Espero que tenha te ajudado, e nos vemos no próximo post!

Continue lendo…

Imagem do autor - Eduardo Becker

quero aprender agora

Categorias

Augusto Andrea

Augusto Andrea é economista especializado em macroeconomia, ciclos e ativos de renda fixa.

Espero que você aprenda com esse artigo.

QUAL SEU PLANO PARA OBTER CONSISTÊNCIA NO TRADING?

QUERO COMEÇAR O PLANO TNT

Por que milhares de traders frequentam o Portal diariamente?

Especialistas e Traders Profissionais reconhecidos no mercado e com mais de 10 anos de experiência. Esse é o time que elabora nosso conteúdo.

Plataforma de E-learning EAD completa com centenas de vídeos gratuitos, artigos, perguntas de fixação e discussão.

Comunidade de Traders e Investidores que enfrenta os mesmos desafios que você e está sempre disponível para ajudar todos os dias.

Análise Técnica, Price Action, Tape Reading, Fundamentalista e mais. Acreditamos na diversidade de técnicas para cada aluno encontrar o seu caminho.

Day Trade, Swing Trade, Position e Alocação de Carteiras. Aprenda técnicas para operar cada modalidade de acordo com seus objetivos.

Dólar, Índice, Ações, Opções, Forex e até Bitcoin. Nosso conteúdo educacional engloba todos os principais ativos do mercado.

Comece seus cursos gratuitos


Quais são as vantagens em fazer parte do Portal do Trader?

  • Aumente suas chances de sucesso na Bolsa de Valores com nossa metodologia proprietária.
  • Fuja das armadilhas e não perca dinheiro com erros básicos no mercado. Nossa proposta é séria, sem promessas milagrosas.
  • Aprenda as melhores estratégias utilizadas por investidores e traders profissionais através de um sistema educacional completo.
  • Converse com outros traders e investidores em todos os nossos canais.
  • Aulas, Transmissões, Notícias e Calendário Econônico Ao Vivo todos os dias.