O que você quer aprender?

Ir

Indicador ATR (Average True Range): O que É e Como Usar?

O Indicador ATR é uma forma muito utilizada de visualizar a variação dos preços em diferentes tempos gráficos. Entenda aqui como ele funciona e a melhor forma de utilizar no seu operacional!

Análise Técnica Mai 31, 2021

O indicador ATR (Average True Range) tem tudo a ver com as palavras volatilidade e risco. A palavra volátil – que se refere a algo que muda com facilidade, inconstante, volúvel – designa um dos mais importantes atributos do mercado financeiro.

Um ativo financeiro volátil é aquele cujo preço costuma variar bastante em um curto espaço de tempo.

E quanto maior e mais constante essa variação, maiores as chances de ganharmos ou de perdermos dinheiro.

E qual é o nome que damos à essa chance de perdermos dinheiro rapidamente?  Risco.

Se você olhar o gráfico de qualquer ativo ou derivativo do mercado financeiro e colocar ali uma média (qualquer média), verá que os preços constantemente afastam-se e aproximam-se da média, demonstrando assim sua volatilidade.

Uma vez entendido isso, podemos inferir que se tivéssemos um modo de medir a amplitude desses afastamentos, ou seja, a volatilidade, teríamos provavelmente maior chance de lidar com o risco nas operações de renda variável.

Foi pensando nisso que J. Welles Wilder Jr, um engenheiro que trabalhava com incorporação imobiliária e que também era um estudioso de análise técnica, criou o indicador ATR.

Se você está dando seus primeiros passos no trading, te convido a fazer o curso gratuito de Análise Técnica do Portal do Trader.

Leia também:

O que é indicador ATR (Average True Range)?

A sigla do indicador ATR vem de Average True Range que, numa tradução livre, seria algo como média da variação real.

Indicador ATR - Average Tru Range - mede a variação do preço
Indicador ATR - Average Tru Range - mede a variação do preço

Como disse logo acima nesse texto, os preços afastam-se e aproximam-se de uma média móvel.

Às vezes os preços afastam-se muito da média, às vezes os preços afastam-se pouco da média. Isso significa que a amplitude desses movimentos varia.

E pela nossa explicação inicial, quanto maior e mais frequente essa variação, mais volátil é o ativo. E quanto mais volátil, maior o risco.

Pois bem, o que o indicador ATR mede é a amplitude das variações no preço dos ativos e então calcula uma média dessas amplitudes.

Ele não fará isso em relação a uma média móvel como aquela que conhecemos, mas mais à frente nesse texto, você verá como ele é calculado.

A ideia é que se soubermos o quanto o preço está variando através do indicador ATR, melhores e maiores serão as condições que teremos de determinar onde colocar nossos stops e alvos de uma maneira que ofereça maior segurança.

Embora o indicador ATR possa ser utilizado a partir de qualquer período, Welles Wilder o concebeu a partir de uma média móvel aritmética de 14 períodos, aplicada no gráfico diário.

Perceba então que esse indicador foi originalmente criado para uso em gráficos diários e, mais especificamente, para o mercado de commodities.

Mas seus resultados foram tão bons e eficientes que os operadores de mercado usam o indicador ATR em qualquer ativo e em qualquer tempo gráfico.

É claro que quanto menor o tempo gráfico, menos eficiente será qualquer indicador, mas isso não invalida totalmente o seu uso.

Importância do indicador ATR para o Mercado Financeiro

Conheça aqui um pouco sobre o Welles Wilder, criador do Indicador ATR e de vários outros indicadores que você conhece - e se você utilizar o navegador Chrome, basta clicar com o botão direito do mouse em qualquer parte do texto e selecionar “Traduzir para o Português”.

Welles Wilder, criador do Indicador ATR
Welles Wilder, criador do Indicador ATR

Embora o Indicador ATR não seja fundamental para o mercado financeiro como um todo, ele é bastante importante para aqueles que em seu dia a dia lidam com operações com ativos de renda variável.

Como você sabe, qualquer operação no mercado de renda variável implica na tomada de riscos que, se não controlados, podem levar investidores e traders a perdas financeiras.

Cada tipo de investidor possui ferramentas e indicadores próprios para controle de risco e, no caso específico dos traders, sejam operações de curtíssimo ou de curto prazo, conhecer a volatilidade média dos ativos é de suma importância para saber o que se pode esperar de uma determinada operação.

Este é o papel do Indicador ATR, e essa importância é mais relevante nos mercados futuros, tanto os financeiros como índice e dólar, quando nas commodities.

Fórmula do Indicador ATR - Average True Range

Vamos explicar a fórmula do indicador ATR tomando por base o gráfico diário, que foi utilizado originalmente por Welles Wilder para criar o indicador.

Em sua fórmula, o Indicador ATR contempla o range (ou intervalo de variação) de um dia, que é basicamente medido pela distância entre a máxima e a mínima de um candle no gráfico diário).

Mas antes de calcularmos o Average True Range temos que calcular o True Range que além da máxima e mínima do dia, inclui também o preço de fechamento do dia anterior.

Então a fórmula do True Range (TR) é dada por:

TR = max (high, close[prev])  -  min (low, close[prev])

Ou seja, ele vai olhar a máxima de um dia e comparar com o fechamento do dia anterior, e vai utilizar aquele que for o maior valor entre os dois (esta é a primeira parte da fórmula, onde está escrito max(high, close[prev]

Depois ele vai pegar o menor valor entre a mínima do dia de hoje e o fechamento do dia anterior, e vai utilizar aquele que for o menor valor entre os dois (esta é a segunda parte da fórmula, onde está escrito min(low, close[prev]

Feito isso, a fórmula subtrai o maior valor do menor valor encontrado e teremos o True Range do dia.

E dessa forma, ele vai calculando, dia após dia, os True Ranges dos preços que vão sendo desenhados no gráfico.

Quando o gráfico tiver 14 dias, ele vai calcular a média de todos os True Range encontrados a partir da aplicação da fórmula acima.

E pronto, este é o Indicador ATR ou Average True Range que é basicamente a média dos True Ranges encontrados pela fórmula.

Então, para você não se esquecer, o ATR é basicamente uma média móvel (exponencial) dos True Ranges.

Os 14 períodos foram utilizados pelo criador do indicador, mas todas as plataformas que disponibilizam esse indicador, permitem que você altere esse valor.

E por que é importante você saber isso? A resposta é simples: se você pretende utilizar um indicador para ganhar dinheiro, você tem que entender exatamente o que ele está medindo, para saber o que fazer com ele.

Como Interpretar o Indicador ATR?

Essa é bem fácil. Procure ler o Indicador ATR da mesma maneira que você lê uma média móvel. Só que ao invés de ser uma média de preços, é uma média de volatilidade.

Assim, quanto maior o valor do ATR, maior é a oscilação dos preços.  Se a linha do ATR começa a subir, é sinal que a volatilidade está aumentando.

Se a linha começa a descer, é sinal que a volatilidade está diminuindo. Fácil.

Isso, do ponto de vista prático, significa que se o Indicador ATR é alto, os stops serão maiores - quanto mais alto, maior o stop.

E se você insistir em colocar um stop curto, a chance de ser violinado aumenta bastante.

A parte legal é que com um ATR alto, seus alvos poderão ser bem altos também.

Mas preste atenção que o ATR não é uma medida absoluta – não adianta eu dizer aqui que o ATR bom é a partir do valor X porque isso não é verdade.

Um ATR de índice informará uma medida em pontos do índice, um ATR de Ações, medirá centavos e assim por diante.

Uma medida de ATR na época do início da pandemia de COVID (quem se lembra? O gráfico de 1 minuto do Índice estava variando perto de 800 pontos – uma loucura), é diferente de uma medida de ATR com o mercado travado ou estável.

Então, o ATR sempre – e necessariamente – será uma medida relativa.

Na investopedia você encontra diversas informações interessantes sobre este indicador - e você já sabe: utilize o navegador Chrome, clique com o botão direito no texto e peça para ele traduzir.

Como os traders usam o Indicador ATR?

Existem diversas formas de se utilizar o Indicador ATR, mas a mais comum é utilizá-lo como unidade de medida de tamanho de stop e de alvo.

Uma vez que ele informa ao trader a média das oscilações, então seu stop deverá ser, no mínimo, ligeiramente maior do que o ATR.

Por exemplo, se o ATR está em 200 pontos, isto significa que o preço está oscilando, em média, 200 pontos.

Mas repare: eu disse EM MÉDIA! Pode ser um pouco mais, pode ser um pouco menos.

Por isso você estará mais seguro(a) se colocar o stop a uma distância um pouco maior do que o valor indicado para o ATR.

Existe até um método – citado mais à frente neste artigo – para calcular o quando colocar a mais, mas por enquanto o que você precisa saber é o princípio do uso do ATR.

Mas tenha em mente que esse método não irá blindar sua operação contra stops. Você continuará tomando stop porque não existe, nunca existiu e jamais existirá um trader que não tome stop.

O que o ATR vai fazer é diminuir a incidência de stops, ou seja, ele vai ajudar seu sistema a tomar menos violinadas.

Como Operar Com o Indicador ATR?    

É importante você saber que existem tantas formas de se utilizar o ATR quantos são os trading systems existentes.

Mas para efeito de ilustração, vamos considerar aqui um trading system que tenha uma relação de risco versus retorno de 1:3, ou seja, uma unidade de risco (stop loss) para 3 unidades de retorno (stop gain)

Passo 1: Defina o período de seu ATR

Embora o padrão seja 14 períodos, você poderá modificar a base de cálculo para que ele se adapte ao seu operacional.

Se você faz day trade no gráfico de 5 minutos, utilize um ATR que meça a volatilidade na última hora ou nas últimas 2 horas.

E como no intervalo de 1 hora existem 12 candles de 5 minutos, calibre seu ATR para 12 períodos ou, se quiser avaliar a volatilidade das últimas 2 horas, calibre-o para 24 períodos.

Passo 2: Calcule o tamanho do seu stop loss

Essa análise pode ser um pouco subjetiva caso você não possua um método de cálculo. Vamos utilizar aqui o método indicado por Van K. Tharp, um trader autor de vários livros sobre gestão de risco no trade.

O gráfico do ATR mostrará uma linha que sobe e desce. Quanto mais alta essa linha, mais volátil estará o preço para aquele ativo que você quer operar. E se o ATR está alto, significa que o preço está mais arisco.

Exemplo de Indicador ATR alto e baixo
Exemplo de Indicador ATR alto e baixo

Nesse caso, colocar um stop do tamanho exato que é mostrado no gráfico, sujeitará você a um maior risco de tomar uma violinada. Mas se o ATR está baixinho, você poderá utilizar um stop menor.

A fórmula de cálculo do tamanho do stop segundo Van K Tharp é a seguinte.

Imagine que você está operando o mini índice e o seu candle de entrada tem uma mínima em nos 122.000 pontos.

Então você olha para o ATR e vê que ele está medindo 150 pontos nesse momento.

Então o que você faz é multiplicar esse valor por uma constante X (vamos utilizar, a título de exemplo, um valor de 3).

Se neste exemplo específico multiplicarmos o ATR por 3, resultará em 450 pontos.

Então o seu stop deverá ser colocado 450 pontos abaixo da mínima do candle de entrada.

Sim, é bem grande, eu sei. Mas lembre-se que este indicador foi elaborado para quem opera commodities no gráfico diário.

As commodities têm como principal característica serem ativos que pegam tendência e nela permanecem por muitas semanas.

Sendo assim, se você considerar que seu alvo será muito grande, um stop desse tamanho, além de ter baixa probabilidade de ser acionado (já que o ativo pega tendência), ele será bem pequeno em relação ao ganho potencial que se pode obter com commodities.

Mas voltando ao tema daquela constante X, Van K. Tharp sugere que essa constante seja um número entre 2,7 e 3,4.

Dessa forma, utilizaremos um número mais próximo de 3,4 quanto o ATR já tiver subido bastante e usaremos 2,7 quando o ATR estiver mais baixo.

E nesse momento você deve estar se perguntando:

Mas como eu uso isso para operar day trade?

Eu costumo fazer o seguinte: a partir do meu ponto de entrada, eu calculo 2 vezes o tamanho do ATR e coloco o stop naquele ponto. Por exemplo, digamos que minha entrada está nos 125.200 e meu ATR é de 180 pontos.

Então vou colocar meu Stop nos 124.840 pontos.

Esse valor, embora desrespeitando a regra original do Van K. Tharp, tem se mostrado bastante eficiente na operação de day trade aqui no Brasil.

Mas tenha em mente que você, ou qualquer outro trader do planeta, não estará livre de stops – nenhum ATR ou qualquer outro indicador garante uma vida de trader sem perdas.

Ah sim, se você quiser incluir o ATR em seu sistema de trade, certifique-se de buscar uma relação de risco versus retorno que lhe seja favorável.

Passo 3: Calcule o tamanho do seu alvo

Se o seu sistema contempla uma relação risco versus retorno de 1 para 3, então multiplique o tamanho do seu stop (calculado no passo anterior) por três e coloque isso como alvo.

Então, resumindo com valores reais, se por exemplo, o seu stop estiver a 500 pontos da sua entrada, seu alvo deverá ser de 1.500 pontos caso seu sistema de trade tenha sido desenhado para buscar alvos de 1:3

No site Tradeciety existe um texto interessante com diversas ideias sobre como utilizar o ATR.

Exemplo de ATR

Vamos agora a um exemplo bastante prático e ilustrado sobre o uso do Indicador ATR, mas vamos adotar um gerenciamento de risco mais apropriado para o day trade, de modo que os stops não fiquem muito grandes.

Operação de day trade no mini dolar

Exemplo de entrada com Indicador ATR no mini dólar
Exemplo de entrada com Indicador ATR no mini dólar

O gráfico acima mostra uma entrada no mini dólar – gráfico de 5 minutos do dia 12/05/2021 as 11:30 horas.

É uma operação de suporte em que o preço está aparentemente fazendo um fundo triplo.

Só iremos saber se é fundo triplo de fato após o rompimento da linha de pescoço. Então, nesse momento, tratamos somente como uma operação de suporte.

Entraremos no candle indicado pela seta verde. Note que ele fez um 9.1 do Larry Williams.

A entrada dessa operação se dará na superação da máxima desse candle, o que ocorrerá exatamente no 5.236,50. A mínima deste candle está no 5.224,00

Neste momento o ATR está em 9,07 (note que estamos utilizando a plataforma TRYD porque o Profitchart não tem o indicador ATR – ele tem apenas o True Range).

Vamos então calcular um stop igual a 1,5 vezes o ATR, o que resulta em um stop aproximado de 18 pontos.

Posicionamos o stop no preço de 5.206,00 e o alvo será de 3 vezes o nosso risco, em 5.327,50

Quais são as limitações do Indicador ATR?

Acredito que se há alguma limitação no uso do ATR, ela estará na restrição quanto ao tipo de trade que podemos fazer.

Como o stop fica muito grande, o ideal é que operemos ativos seguidores de tendência, já que ativos muito lateralizados e sem uma direção específica como o mini índice tendem a não se dar muito bem em termos de risco versus retorno.

A menos que operemos com uma relação 1:1 – o que implicaria em você buscar um setup que oferecesse uma taxa de acerto maior do que 50% - você terá que escolher prazos maiores ou então terá que aceitar uma taxa de acerto mais baixa.

Mas fique tranquilo(a) porque se você buscar uma relação 1:3, você não precisará acertar muito. Qualquer taxa de acerto maior do que 35% já deixará você com dinheiro no bolso se seguir seu sistema à risca.

E se a minha plataforma não tiver esse indicador?

As boas plataformas normalmente apresentam este indicador que é um clássico da análise técnica.

Na sua falta, elas a substituem pelo indicador True Range que, como você viu na fórmula, precede o cálculo do ATR.

Dessa forma, o True Range é basicamente o ATR mas sem o cálculo da média.

True Range é o ATR sem o cálculo da média
True Range é o ATR sem o cálculo da média

Na imagem acima você pode observar o indicador True Range (TR) plotado para 14 períodos, conforme indicação original de seu criador.

E como se resolve isso?

É simples, coloque uma média móvel exponencial em cima do indicador True Range.

Vai ficar igualzinho?

Não, não vai. Mas o valor será bastante aproximado e você poderá utilizar a média do True Range como se fosse um ATR

Adicionando a média ao indicador True Range
Adicionando a média ao indicador True Range

Note como a média móvel exponencial (também de 14 períodos) suaviza bastante a curva do indicador, oferecendo valores bastante confiáveis para suas estimativas de Stops e Alvos.

Nesse caso - ao utilizar uma média em cima do TR - nada muda em relação aos seus cálculos. Trate essa média móvel da mesma forma que você trataria o ATR.

Conclusão sobre Indicador ATR

Pessoalmente, prefiro utilizar o ATR para o propósito ao qual ele foi desenvolvido: operações em mercados futuros em operações com gráfico diário e semanal.

Ele funcionará muito bem em commodities, e funcionará muito bem no mini dólar (sim, gráfico diário, mas não se esqueça que um stop no gráfico diário do dólar é mais ou menos do mesmo tamanho de um stop no gráfico diário do contrato futuro de Boi.

Portanto, se você opera Boi e aguentar o stop dele, não terá dificuldades para encarar um stop no gráfico diário do dólar).

Se você quer saber um pouco mais sobre os tipos de indicadores existentes, assista esta gratuita que está dentro do curso de análise técnica do Portal do Trader e que fala sobre os diversos tipos de indicadores existentes.

Ele funciona para day trade? Mais ou menos.

Se você utilizar o ATR para day trade, talvez não tenha a mesma eficiência que se poderia obter em prazos maiores, mas, de todo modo, é uma forma de você ter uma referência de que tamanho de stop deveria utilizar, o que, por si só, já é uma ajuda e tanto.

Legal, agora você pode aproveitar para enriquecer seu arsenal de técnicas fazendo o curso gratuito de Análise Técnica do Portal, lá você vai aprender outros indicadores e padrões gráficos!

Até a próxima!

Categorias

Eduardo Becker

Físico de formação e trader desde 2005, atuando principalmente com Price Action. É professor da B3 e da FECAP.

Eduardo Becker

Espero que você aprenda com esse artigo.

Logo Plano TNT

QUAL SEU PLANO PARA OBTER CONSISTÊNCIA NO TRADING?

QUERO COMEÇAR O PLANO TNT

Por que milhares de traders frequentam o Portal diariamente?

Especialistas e Traders Profissionais reconhecidos no mercado e com mais de 10 anos de experiência. Esse é o time que elabora nosso conteúdo.

Plataforma de E-learning EAD completa com centenas de vídeos gratuitos, artigos, perguntas de fixação e discussão.

Comunidade de Traders e Investidores que enfrenta os mesmos desafios que você e está sempre disponível para ajudar todos os dias.

Análise Técnica, Price Action, Tape Reading, Fundamentalista e mais. Acreditamos na diversidade de técnicas para cada aluno encontrar o seu caminho.

Day Trade, Swing Trade, Position e Alocação de Carteiras. Aprenda técnicas para operar cada modalidade de acordo com seus objetivos.

Dólar, Índice, Ações, Opções, Forex e até Bitcoin. Nosso conteúdo educacional engloba todos os principais ativos do mercado.

Comece seus cursos gratuitos


Quais são as vantagens em fazer parte do Portal do Trader?

  • Aumente suas chances de sucesso na Bolsa de Valores com nossa metodologia proprietária.
  • Fuja das armadilhas e não perca dinheiro com erros básicos no mercado. Nossa proposta é séria, sem promessas milagrosas.
  • Aprenda as melhores estratégias utilizadas por investidores e traders profissionais através de um sistema educacional completo.
  • Converse com outros traders e investidores em todos os nossos canais.
  • Aulas, Transmissões, Notícias e Calendário Econônico Ao Vivo todos os dias.