Requisitos para Operar Day Trade

Como toda atividade profissional qualificada, o day trade também tem alguns requisitos básicos para iniciar e se desenvolver com intuito de ganhos de capital. Comparativamente, porém, o trader tem barreiras menos intransponíveis do que algumas outras profissões, como advogados e médicos, que precisam de anos de estudo e especialização para apenas começar a exercer a profissão. Isso não determina que seja mais fácil tornar-se um trader consistente, apenas que o ambiente de mercado é democrático e que todos os investidores conseguem acessá-lo de forma mais prática; no entanto, estudo e constante especialização são fundamentais na formação e reciclagem do trader.

Vamos passar então para requisitos técnicos, ferramentas fundamentais sem as quais o trader não consegue realizar suas funções básicas no day trade, que são o acompanhamento das cotações dos ativos do mercado, envio de ordens de compra e venda, gerenciamento financeiro e identificação dos movimentos nos preços.

Em primeiro lugar, o day trader deve ter uma conta em uma corretora de valores. Essa instituição de mercado faz a intermediação entre trader e a Bolsa de Valores. Sem a corretora, não é possível acessar o ambiente de mercado e enviar ordens de compra e venda de ativos financeiros. Busque corretoras sólidas com as quais você possa contar em caso de emergência, como uma queda de energia ou falta de internet. As corretoras cobram um pequeno valor para cada ordem enviada e executada por seus clientes, mas não se atente somente aos custos operacionais, hoje em dia, eles são muito mais competitivos para os traders. Como comentamos, é importante que a corretora seja sólida, que tenha uma plataforma estável, uma prateleira de produtos interessante (lembre-se que trader também é investidor e deve reservar parte de seu portfólio para investimentos mais conservadores) e, melhor ainda, se contar com assessoria de profissionais que ajudam a negociar melhores custos operacionais e também a esclarecer as principais dúvidas que surgirem ao longo do caminho.

Você precisará de uma estação de trabalho que não precisa ser nenhum foguete. Um notebook básico, com configurações médias, atende o necessário de grande parte dos home brokers das corretoras e das plataformas gráficas. A velocidade da internet não precisa ser das maiores do mercado, deve garantir que você receba cotações dos preços em tempo real e envie ordens rapidamente; o mais importante é que a internet seja estável e não caia ou oscile muito. Estar posicionado e ter falta de recebimento e envio de dados pode fazer com que você comprometa seu capital mais do que o planejado (note que aqui já começamos nosso exercício de aspectos de gerenciamento de risco, tratando-se de risco operacional neste caso).

Um dos questionamentos mais frequentes é qual o valor financeiro que você deve ter para começar a fazer day trade. O day trade é uma maneira de capitalizar diferente dos investimentos comuns nos quais seu retorno é estável ao longo do tempo e depende das taxas de juros dos ativos. No trading, os ganhos são diretamente proporcionais à sua curva de aprendizado: quanto mais se dedicar em aprender como analisar o mercado, criar estratégias de operações e gerenciar seu risco, melhor resultado financeiro e mais rápido terá consistência. Por isso, nossa resposta para quanto de capital deve-se alocar no começo é enfática: apenas o suficiente para operar o lote mínimo durante um tempo inicial. Ansiedade para começar a ter resultados mais expressivos no começo irá minar sua curva de aprendizado e comprometer seu capital.

Disso deriva também o tempo. O tempo para acompanhar o mercado e estudá-lo é requisito básico de todo day trader. Não se engane, se você já tem uma atividade em tempo integral, um emprego fixo, por exemplo, dificilmente conseguirá realizar day trade em horários de almoço ou depois do trabalho. Primeiro porque nesses horários não há muito volume e liquidez no mercado, são horários ruins de se operar. Segundo, a atividade do day trader é de identificar oportunidades com boa relação de risco/retorno no mercado e nunca sabemos quando ela irá aparecer. Para isso, é fundamental tempo para acompanhar o mercado e para operar sem pressa. Como comentamos, seu sucesso no mercado depende exclusivamente de sua dedicação, e o tempo em frente a tela será fundamental para consolidar seu aprendizado.

O último requisito para ser um trader é planejamento! A importância do planejamento é tamanha que dedicamos um capítulo exclusivamente ao planejamento do day trader mais para a frente em nosso curso. O day trader precisa saber seus objetivos, o tamanho do risco que está disposto a correr e como planejar sua evolução ao longo do tempo. Como se diz nos EUA: "Plan the trade and trade the plan!".

Use seu tempo para aprender, para desenvolver suas estratégias a partir do erro, permita-se errar pouco para buscar ganhos maiores ao longo do tempo.