Ativos Mais Operados

O mercado de renda variável está em constante transformação, seja pelo seu próprio comportamento e dinâmica seja pela alteração nas regras de negociação ou surgimento de novos nichos. Dito isso, podemos afirmar que um bom mercado para se operar day trade hoje, pode não ser um ambiente favorável amanhã. Mas, como a intenção é apresentarmos uma aula objetiva e prática, vamos direto ao que interessa.

Os mercados de futuros financeiros (índice Bovespa e dólar), incluindo os minicontratos, atualmente são os ativos mais negociados por day traders devido à excelente liquidez (volume negociado), volatilidade (oscilação de preços) e custos operacionais (corretagem e emolumento). Apesar da diferença de comportamento entre ambos, tanto o índice como o dólar são excelentes para o day trade; contudo, vale ressaltar que um trader deve escolher apenas um deles para iniciar suas atividades. Caso contrário, a chance de trocar os pés pelas mãos é bem grande. Lembre-se: day traders geralmente são especialistas em um único ativo ou grupo de ativos correlacionados. Também é importante desmitificar a ideia de que índice e dólar futuro andam constantemente correlacionados (existem, sim, alguns momentos de correlação, mas isso está bem longe de ser um comportamento constante. Tudo depende do contexto macro do dia). Mas como escolher entre índice e dólar? É simples. Reflita sobre as suas características pessoais, faça testes em ambos, e escolha o ativo que melhor se encaixar no seu perfil. Agora, vamos falar brevemente sobre os outros mercados e porque eles não são tão interessantes para o day trade.

O mercado de ações brasileiro, apesar da ótima variedade de ativos, liquidez e volatilidade, possui custos operacionais maiores que o mercado futuro. Muitas vezes, esses custos consomem os ganhos em operações intradiárias; por isso, o número de day traders em ações é drasticamente menor, se comparado aos mercados futuros. Além disso, o day trade em ações não oferece uma alavancagem tão expressiva como nos contratos futuros.

O mercado futuro de commodities, no Brasil, possui ótima alavancagem e bons custos operacionais, além de possuir fundamentos menos complexos do que empresas, índices e moedas. Contudo, a liquidez não é grande o suficiente para favorecer operações intradiárias, ou seja, o trader corre o risco de entrar na operação e não encontrar lotes na ponta oposta para sair quando precisar.

O mercado de opções até possui alguns day traders, porém é importante ter um cuidado redobrado com a escolha do strike a ser operado. Isso por conta da volatilidade que pode ser muito baixa e comprometer os ganhos.

A ideia não é enviesar a sua escolha para os contratos futuros financeiros como a única opção, mas queremos deixar claro que a maioria dos day tardes se concentra nestes ativos devido a algumas vantagens expressivas como as citadas acima. Como sempre dizemos: neste mercado, o que mais importa é ganhar dinheiro. Então, se você encontrar um caminho lucrativo no day trade em algum ativo fora do usual, siga em frente!