O que você quer aprender?

Ir

Código do mini dólar (WDO): O que é, Como Funciona e a Relação com o mercado futuro

Aprenda como funciona o mini dólar, de código WDO, que equivale a 20% do valor do contrato futuro de dólar, assim caracterizando-se como um mini contrato, além de ver o funcionamento de sua cotação em pontos e exemplos práticos de como operá-lo como um profissional!

Contratos Futuros Ago 11, 2021

O que significa o Código do mini dólar?

O código do mini dólar é uma sequência alfanumérica que você precisa digitar na sua plataforma de operações, home broker ou app no smartphone para operar mini contratos futuros de dólar.

Diante das centenas de ativos que estão presentes na Bolsa de Valores, é necessário um mecanismo único, que identifique cada ativo de maneira simples e eficiente para assim gerar maior facilidade na hora de lançar uma ordem no mercado.

Por essa razão, os códigos de negociação foram desenvolvidos. Todo e qualquer ativo negociado em bolsa é representado por um código composto por letras e números. Todo código é único, ou seja, é impossível dois ativos diferentes possuírem o mesmo código.

No caso de contratos futuros e dos mini contratos, esses códigos mudam todos os meses por conta dos vencimentos (falarei mais sobre isso adiante).

Ao contrário de ativos como ações, que possuem uma combinação fixa, os códigos do mini dólar possuem algumas particularidades. Explicarei mais adiante como ele é formado, e onde você pode se informar para saber o código do mini dólar vigente.

Quer aprender a operar mini-dólar como um profissional? Assista já o nosso Curso Gratuito de Mini Contratos, no Portal do Trader! Você aprenderá tudo sobre o assunto com os maiores profissionais do mercado

Quais as diferenças entre mini dólar e mini índice?

Na Bolsa de Valores do Brasil, apenas dois contratos futuros são encontrados na versão mini: o Índice Bovespa, e o Dólar.

No entanto, esses dois ativos possuem características completamente diferentes, e é importante conhecê-las bem antes de realizar suas operações.

Ativos de referência

O Mini Dólar (WDO) , como o próprio nome sugere, é um ativo que se movimenta conforme o dólar comercial.

E com ele os investidores podem especular, ou estruturar posições de proteção de câmbio nesta moeda.

Por sua vez, o Mini Índice (WIN) é um contrato futuro indexado ao Índice Bovespa, que é a representação de uma carteira teórica das ações mais negociadas na bolsa.

Este ativo é utilizado tanto para operações especulativas, com o intuito de obter lucros de curto prazo, quanto hedge (proteção) de carteiras de ações.

Valor do contrato

O mini contrato de dólar condiz à 20% do valor de um contrato cheio (também chamado de padrão) de dólar futuro.

Um contrato de dólar tem valor fixo de U$50 mil, isso quer dizer que, o mini contrato equivale a uma compra ou venda de U$10 mil.

O contrato do mini índice por sua vez também condiz a 20% do contrato cheio, porém, seu valor é baseado na cotação que o índice se encontra, não tendo assim um valor fixo.

Então, como cada ponto de mini índice vale R$0,20, se a cotação está em 100 mil pontos, o mini contrato vale R$20 mil.

Valor de cada ponto

A variação do mini dólar se dá de meio em meio ponto, e cada 0,5 pontos no dólar equivalem a R$5,00.

Então, caso o trader alcance 6 pontos em uma operação, ele recebe um valor de R$60,00 por mini contrato.

O mini índice é bem menos agressivo nesse quesito, pois, cada ponto vale R$0,20, porém, a oscilação mínima da pontuação (conhecida como tick mínimo) é de 5 em 5 pontos e isso significa que a cada 5 pontos temos o equivalente a R$1,00.

Vale lembrar que, como os pontos no mini dólar têm um valor maior, alguns iniciantes associam isso com a ideia de que ele é mais lucrativo.

No entanto, essa questão depende da eficiência individual de cada trader e não do ativo ou de sua alavancagem.

Data de vencimento

Código do mini dólar - Este ativo possui uma data de vencimento que é responsável pelo seu código.
Código do mini dólar - Este ativo possui uma data de vencimento que é responsável pelo seu código.

A data de vencimento dos ativos é o motivo pelo qual os códigos mudam, conforme falei no começo.

O contrato de dólar tem vencimento mensal, e pode ser negociado até o último pregão do mês anterior ao seu vencimento.

Após vencer, o código do mini dólar sofre uma alteração conforme explicarei com mais detalhes adiante.

Código do mini dólar e mini índice- Tabela com mês de vencimento e código referentes ao contrato de dólar
Código do mini dólar e mini índice- Tabela com mês de vencimento e código referentes ao contrato de dólar

Já o mini índice, tem vencimento nas quartas-feiras mais próximas do dia 15, apenas nos meses pares.

Assim como acontece no dólar, o mini contrato de índice também sofre alteração no seu código após o vencimento, mas, neste caso, a alteração é de dois em dois meses.

Código do mini dólar e mini índice Tabela com mês de vencimento e código referentes ao contrato de índice
Código do mini dólar e mini índice Tabela com mês de vencimento e código referentes ao contrato de índice

Atuação do Banco Central

Código do mini dólar - O Banco Central detém grande influência no preço do dólar dentro do Brasil.
Código do mini dólar - O Banco Central detém grande influência no preço do dólar dentro do Brasil.

O trader que opera mini dólar deve sempre estar atento aos movimentos do Banco Central, pois, ele pode intervir nas negociações através de ofertas de moeda, e isso pode ocasionar movimentos inesperados no ativo.

Na maioria dos casos o BC atua como contraparte de uma forte demanda de compra ou venda e assim evita valorizações ou desvalorizações bruscas do câmbio, provocadas por movimentos de pânico.

Veja agora os principais tipos de intervenções que o BC pode fazer:

Leilão Swap Cambial/Swap Cambial Reverso

O Swap Cambial tradicional é um mecanismo para “frear” uma forte alta no dólar. Contudo, cabe ressaltar que essa intervenção não visa manipular os preços ou especular com as cotações, mas sim ofertar mais liquidez aos participantes.

Essa operação nada mais é do que o BC realizar uma venda de dólar no futuro para as instituições financeiras com um acréscimo de taxa de juros. Nesta operação não ocorre a venda da moeda propriamente dita, e sim de contratos futuros.

Já, no Swap Cambial Reverso, a operação ocorre da mesma maneira, porém agora o Banco Central realiza a compra de dólar no mercado futuro com o intuito de frear quedas fortes no dólar.

Leilão de linha

Nesta operação realiza-se uma venda de dólares à vista com os recursos das reservas internacionais do Brasil.

Porém, os recursos vendidos precisam ser devolvidos ao Banco Central em alguns meses, antes de retornarem aos cofres esses dólares ficam circulando no mercado.

Como a moeda retorna para as reservas, esta operação é considerada como não impactante nas reservas nacionais, diferentemente da próxima que veremos.

Venda de reservas nacionais de moeda estrangeira

As reservas nacionais funcionam como uma espécie de canhão do Banco Central, cujo objetivo é proteger a moeda nacional de grandes depreciações.

Ao realizar a venda dessas reservas o BC consegue controlar parcialmente o dólar, porém, a venda desenfreada pode acarretar sérios riscos à economia nacional, por isso deve ser realizada com muito cuidado.

Reforço que essas operações não servem necessariamente para controlar o mercado, e nem devem, pois, historicamente todas as vezes que algum BC agiu assim, crises econômicas severas foram desencadeadas.

O objetivo dessas atuações é ofertar liquidez aos negociadores.

Limites de oscilação

O limite de oscilação é um mecanismo de proteção desenvolvido pela B3 para dias atípicos em contratos futuros.

Esta ferramenta serve para controlar movimentos de pânico e é comumente visto em épocas de crise ou de algum escândalo político/econômico.

No dólar, o limite de oscilação é de 6% em relação ao preço de ajuste do pregão anterior. Quando chega neste ponto ainda é possível negociar normalmente, porém, não é possível apregoar contratos além deste limite.

No índice, o limite de oscilação é de 10% que, se atingido, o mercado não pode negociar além deste ponto. Em ambos os casos novos limites, maiores, podem ser liberados pela própria bolsa de valores (B3, antiga BM&F), mas essa decisão depende de cada caso.

Vale ressaltar que os limites de oscilação se aplicam aos contratos futuros. No mercado à vista, existe um mecanismo semelhante que é o Circuit Breaker.

Quando esse mecanismo é acionado, todas as negociações são suspensas para que o mercado retome a racionalidade e não se deixe levar pelo pânico.

Com o Circuit Breaker todo o mercado de ações pausa e retorna após 30 minutos. Se após o retorno ele cair mais 5%, a B3 volta a paralisar, mas dessa vez por uma hora, e caso após a nova abertura o índice continue caindo e chegue a totalizar 20% de queda, a B3 encerra as negociações por tempo indefinido.

Outras diferenças

Código do mini dólar - As diferenças entre mini dólar e mini índice se referem aos códigos, vencimentos, valores, e muito mais.
Código do mini dólar - As diferenças entre mini dólar e mini índice se referem aos códigos, vencimentos, valores, e muito mais.

Além do código do mini dólar e mini índice, existem outras diferenças entre esses dois ativos.

O custo de operacional total por cada mini contrato no day trade gira em torno de R$2,50 para mini dólar, enquanto para mini indice esse custo cai para R$0,50, nele estão incluídos impostos, corretagens e as taxas da Bolsa de Valores.

A margem de garantia é outra pequena diferença, no day trade elas costumam ser muito semelhantes, tanto para o mini dólar, quanto para o mini índice, já para manter a posição por mais de um dia a margem do dólar é maior.

Para fechar, o volume financeiro diário do mini dólar é maior do que o do mini índice. Aliás, o dólar futuro (contratos mini e padrão de vários vencimentos) possui o segundo maior volume de negociação do nosso mercado, perdendo apenas para os contratos de juros futuros.

Essas são as principais diferenças entre esses dois ativos. Agora, vamos entender como tudo isso funciona.

Como funciona o código de mini dólar?

O código dos mini dólar futuro tem uma particularidade que não se encontra em outros ativos, então vamos entender o seu funcionamento em detalhes.

Em resumo, o código é composto por 3 letras que representam o ativo, seguido de 1 letra que representa o mês de vencimento, e por último 2 dígitos que mostram o ano de vencimento do ativo.

Como já mencionei, este ativo tem vencimento no último pregão de todos os meses, logo, o código do mini dólar muda 12 vezes por ano, ao contrário do código do mini índice que muda apenas 6 vezes.

Agora, vamos à parte prática para que você nunca mais esqueça qual é o código do mini dólar hoje.

  • Este código começa sempre com as letras WDO, que representam a categoria de contratos futuros de mini dólar.
  • Em seguida vem a letra que representa o mês de vencimento ( F, G, H, J, K, M, N, Q, U, V, X e Z) onde F está para janeiro, G está para fevereiro, e assim sucessivamente. Fique atento, pois o código é sempre do mês posterior ao vigente. Então, se estamos em agosto, o contrato com maior volume de negociação é o de setembro (letra U).
  • Para fechar, os dois últimos dígitos do código do mini dólar futuro é o final do ano em que o contrato vence. No caso, 21 para 2021, 22 para 2022 e assim por diante.

Seguindo essas regras básicas você chega ao código do mini dólar vigente. Para exemplificar, WDOU21 significa mini dólar com vencimento no último pregão de agosto de 2021 (a sua liquidação ocorre no primeiro pregão de setembro).

Vale ressaltar que a liquidação de qualquer contrato futuro de dólar é apenas financeira, baseada na PTAX (taxa de referência de câmbio publicada pelo BC), ou seja, o participante não pode resgatar a sua negociação em notas de dólar.

Toda essa questão de códigos e datas de vencimento pode ser confusa para um trader iniciante.

Felizmente, na área AO VIVO do Portal do Trader os participantes são constantemente informados sobre as datas de vencimento.

Entenda o mercado futuro

O mercado futuro é o local onde são negociados acordos de compra e venda a um preço estabelecido pelo comprador e pelo vendedor.

Este mercado foi criado com o intuito de proteger os agentes econômicos das variações de preços futuras.

Esse tipo de negociação teve seus primeiros registros na Grécia antiga, com o astrônomo e filósofo Tales de Mileto, que se antecipou a uma grande safra de azeitonas.

Com isso, Tales usou todo seu dinheiro para comprar o direito do uso no futuro dos armazéns e das prensas de azeitona da cidade por um preço fixado no presente.

Código do mini dólar - Filósofos gregos foram os primeiros a utilizarem o sistema de contratos futuros.
Código do mini dólar - Filósofos gregos foram os primeiros a utilizarem o sistema de contratos futuros.

Suas previsões se confirmaram e a demanda por armazéns e prensas aumentou muito. Diante disso, Tales pode vender seus direitos adquiridos para os produtores com um preço mais elevado, conseguindo assim, um bom lucro nesta operação.

Dentro desta mesma lógica, a BM&F Bovespa inseriu derivativos de ativos financeiros no mercado futuro, e com isso abriu a possibilidade de negociar contratos futuros de índice, dólar, outras moedas e até juros.

Esses contratos são derivativos, pois estão indexados a outros ativos. No caso do dólar, ele deriva do dólar comercial, e o índice, deriva do Índice Ibovespa.

Mini contratos e o código mini dólar

Com a criação dos contratos de dólar um grande problema foi solucionado, pois agora os investidores poderiam colocar esse ativo futuro em sua estratégia e assim diversificar ainda mais seus investimentos.

Porém, esses contratos possuíam uma série de características que impediam os investidores de pessoa física participarem.

Dentre essas características, se destaca o fato de que o valor de negociação de um contrato padrão do dólar futuro (DOL) é muito alto, e mesmo sem precisar ter todo esse valor por conta das margens da corretora, este ativo se tornava inacessível ao pequeno investidor.

Tempos depois, a Bolsa de Valores criou os mini contratos, com o objetivo de atender os investidores menores.

A Partir disso, se tornou possível operar contratos futuros com pouco mais de 25 reais - apesar de não ser recomendado.

Quando criado, o mini dólar recebeu a sigla de WDL e, há exatos 10 anos, movimentava cerca de R$100 milhões por pregão.

Depois, o código do mini dólar mudou para WDO e hoje movimenta quase R$200 Bilhões por pregão - um crescimento de mais de 2.000 vezes.

Qual a importância de conhecer o código mini dólar para investir no mercado futuro?

Código do mini dólar - Entender como funciona o código deste ativo irá facilitar o trabalho do investidor e poupá-lo de dores de cabeça no futuro.
Código do mini dólar - Entender como funciona o código deste ativo irá facilitar o trabalho do investidor e poupá-lo de dores de cabeça no futuro.

É de extrema importância que o investidor se atente às datas de vencimento dos mini contratos, pois, caso queira manter uma posição, é preciso fazer o que chamamos de “rolagem”, ou seja, encerrar a posição no contrato que está vencendo (também chamado de “curto”) e abrir a posição no próximo vencimento (o longo).

Se o trader não fizer nada e continuar posicionado no dia do vencimento, ele será liquidado automaticamente de acordo com o valor da Ptax.

Portanto, se quiser que sua posição seja mantida, ele deverá fazer a “rolagem” para o código seguinte.

Reforço que para operar com maior tranquilidade, é importante ficar de olho nas margens de garantia.

Tenha o cuidado de sempre deixar uma gordura financeira suficiente para que a corretora não zere a sua posição de maneira inesperada por falta de margem.

E tome cuidado com a alavancagem. É muito comum ver traders que com o anseio de buscar altos rendimentos de maneira rápida acabam usando uma alavancagem muito alta. Assim, no caso de uma entrada errada, essa alavancagem pode virar contra si e causar grandes prejuízos ao investidor.

Também é importante prestar atenção no contexto e na agenda política e econômica - especialmente se você opera day trade - pois o dólar é sensível e volátil em relação a alguns dados e eventos macroeconômicos do mercado.

Como descobrir se vale a pena investir em contratos de mini dólar?

O mini dólar é um ativo excelente para dois tipos de investidores: os que querem proteção cambial, e os especuladores.

Com os minis, os investidores que buscam proteção podem realizar operações de hedge cambial. Nesta estratégia o interesse é evitar perdas em outros investimentos ou grandes transações financeiras.

Para quem quer especular neste ativo e obter lucros de curto prazo, os minis são excelentes, pois possuem boa liquidez, boa volatilidade, requerem baixas margens de garantia, os custos operacionais também são baixos e é permitido se alavancar muito.

Porém, tome cuidado, pois para quem tem prática e conhecimento a alavancagem pode ser um benefício, mas se o trader cometer algum erro, ela também irá ampliar suas perdas. Portanto, é importante saber o que está fazendo.

Existem diversas técnicas para operar este ativo e, caso  esteja se sentindo perdido, nada que um bom curso não resolva.

Quer investir em mini dólar? Saiba como!

Código do mini dólar - Você precisa seguir um passo a passo simples para investir em mini dólar. Tudo pode ser feito diretamente de seu computador.
Código do mini dólar - Você precisa seguir um passo a passo simples para investir em mini dólar. Tudo pode ser feito diretamente de seu computador.

Agora que você já sabe como é o código do mini dólar e as vantagens desse ativo, vou te mostrar um passo a passo completo para começar a operar mini dólar o quanto antes.

  1. O primeiro passo é abrir uma conta numa corretora devidamente credenciada em nossa bolsa de valores. Neste link da B3 você encontra uma lista de corretoras e instituições participantes.
  2. Com a conta aberta, configure seu perfil de investidor (suitability) como agressivo para que a instituição libere seu acesso às operações em mini contratos. Se tiver dificuldades, peça ajuda a seu assessor de investimentos ou ao suporte da instituição.
  3. Após isso, você deve realizar um aporte de capital em sua conta - lembre-se de colocar uma gordura financeira suficiente, para que a corretora não liquide sua posição compulsoriamente por falta de margem de segurança.
  4. Com o capital aportado, baixe uma plataforma de operação ou use o home broker da instituição.

Ao seguir esses passos você estará pronto para começar a operar mini dólar. Mas, certifique-se de conferir o código do mini dólar futuro vigente e garanta que você tem uma boa estratégia para operar.

Conclusão

Código do mini dólar - Conforme você for estudando mais e se aperfeiçoando, o conceito de mini dólar ficará mais simples. É tudo uma questão de prática e tempo.
Código do mini dólar - Conforme você for estudando mais e se aperfeiçoando, o conceito de mini dólar ficará mais simples. É tudo uma questão de prática e tempo.

Entender tudo sobre os códigos do mini dólar pode até parecer um pouco complicado no começo, mas com a prática você vai assimilando as informações naturalmente e saber os códigos do mini dólar vigente passa a ser um processo natural.

Porém, além de entender sobre os códigos do ativo, é fundamental que você tenha uma boa estratégia.

O mini dólar tem o potencial de render lucros abundantes com baixas taxas, mas é fundamental que: 1. você opere em uma conta de treinamento antes de se arriscar na conta real e 2. você aprenda com professores que tenham experiência prática neste ativo.

Como em qualquer outra área da vida, você não ficará bom imediatamente. No day trade, especificamente, existe um processo a ser seguido e, é ele que garantirá sua evolução rumo a consistência.

Por isso, eu sempre digo aos iniciantes em meu instagram, que não tenham pressa para começar na conta real, certifiquem-se de aprender a teoria e aplicar os conhecimentos em um simulador antes de começar a investir seu próprio dinheiro, além de não se deixarem enganar por quem vende sucesso rápido.

Para te ajudar ainda mais, deixo como minha recomendação o curso gratuito de mini contratos que nós do Portal do Trader desenvolvemos.

Este conhecimento será fundamental para seu sucesso nesta trajetória.

Aprenda a operar Mini Dólar no curso gratuito de Mini Contratos do Portal do Trader

Categorias

Caio Sasaki

Especialista em Fluxo e Tape Reading e uma das maiores referências do mundo trader no Brasil.

Espero que você aprenda com esse artigo.

Logo Plano TNT

QUAL SEU PLANO PARA OBTER CONSISTÊNCIA NO TRADING?

QUERO COMEÇAR O PLANO TNT

Por que milhares de traders frequentam o Portal diariamente?

Especialistas e Traders Profissionais reconhecidos no mercado e com mais de 10 anos de experiência. Esse é o time que elabora nosso conteúdo.

Plataforma de E-learning EAD completa com centenas de vídeos gratuitos, artigos, perguntas de fixação e discussão.

Comunidade de Traders e Investidores que enfrenta os mesmos desafios que você e está sempre disponível para ajudar todos os dias.

Análise Técnica, Price Action, Tape Reading, Fundamentalista e mais. Acreditamos na diversidade de técnicas para cada aluno encontrar o seu caminho.

Day Trade, Swing Trade, Position e Alocação de Carteiras. Aprenda técnicas para operar cada modalidade de acordo com seus objetivos.

Dólar, Índice, Ações, Opções, Forex e até Bitcoin. Nosso conteúdo educacional engloba todos os principais ativos do mercado.

Comece seus cursos gratuitos


Quais são as vantagens em fazer parte do Portal do Trader?

  • Aumente suas chances de sucesso na Bolsa de Valores com nossa metodologia proprietária.
  • Fuja das armadilhas e não perca dinheiro com erros básicos no mercado. Nossa proposta é séria, sem promessas milagrosas.
  • Aprenda as melhores estratégias utilizadas por investidores e traders profissionais através de um sistema educacional completo.
  • Converse com outros traders e investidores em todos os nossos canais.
  • Aulas, Transmissões, Notícias e Calendário Econônico Ao Vivo todos os dias.