O que você quer aprender?

Ir

Como receber dividendos? Saiba como funciona

Dividendos são parte do lucro de uma empresa que é distribuído diretamente para seus acionistas. É com esse tipo de provento que você será capaz de montar a sua renda passiva! Entenda, neste post, como essa estratégia funciona, e como você pode aplicá-la.

Ações Jul 29, 2022

O que vamos discutir neste post?

  • O que são dividendos?
  • Como as empresas pagam dividendos?
  • Quais são os tipos de dividendos?
  • Como funcionam os dividendos?
  • Como funciona o investimento com foco em dividendos?
  • Como lucrar com dividendos?
  • Agenda de dividendos: saiba como funciona
  • Como receber dividendos?
  • Conclusão

O que são dividendos?

Afinal, o que é esse tipo de provento?
Afinal, o que é esse tipo de provento?

Os dividendos nada mais são do que parte do lucro da empresa que é distribuído para seus acionistas, de forma proporcional à sua participação - em cotas - na empresa.

Imagine isto da seguinte maneira:

Uma empresa, com o capital de seus acionistas, consegue finalizar uma nova linha de produtos vencedora, que bate recordes e recordes de vendas.

Consequentemente, a empresa melhora sua operação, seus indicadores de desempenho e também seus lucros. Isso também a fará mais atraente para novos investidores no mercado.

Não é justo que esses acionistas recebam uma parte desses lucros? Afinal, foi o dinheiro deles que financiou esse novo projeto.

Ademais, isso é um grande incentivo para ambos os lados.

Para as empresas, a maximização do valor das ações é sempre seu objetivo principal. E isso acontece por via do aumento dos lucros - o que, inevitavelmente, resultará num maior valor distribuído em forma de dividendos e outros proventos.

Para o acionista que segue essa estratégia de investimento, o aumento da quantidade de dividendos recebidos é sempre seu objetivo principal. Por isso, empresas que são boas pagadoras de proventos se destacam das demais.

É uma via de mão dupla. Nessa troca, ambos os lados ganham.

Mas não pense que você precisa se tornar um sócio com alta participação dentro da empresa para ter direito a esses dividendos.

Se a companhia distribui seus lucros (o que nem todas necessariamente fazem, ao menos com constância), basta que você tenha uma ação.

Isso mesmo, uma ação. Não é um lote, é apenas um papel.

É claro que você receberá muito pouco, por ter uma participação muito pequena, mas é um começo!

Como em tudo na vida, devemos começar do zero mesmo. Aos poucos, conforme você for comprando mais ações, esses papéis podem te gerar uma renda passiva muito interessante - gerando o famoso efeito bola de neve.

No decorrer deste post, você vai entender quem são os acionistas que possuem o direito de receber dividendos, como eles são distribuídos, como montar uma carteira com esse foco, e muito mais.

Como as empresas pagam dividendos?

As empresas pagam esses proventos diretamente na sua conta, dentro de sua corretora. No momento da distribuição, você receberá os lucros proporcionais à sua participação automaticamente.

Você não precisa fazer esforço extra algum para receber esses valores. A B3 e a CVM são responsáveis por supervisionar esse processo, então tenha certeza de que não será passado para trás.

Mas atenção: nem todas as empresas pagam dividendos.

O simples fato de ela estar listada na Bolsa não significa, automaticamente, que ela possui essa política de distribuição de lucros.

Você precisa estar muito atento a este fato, e no decorrer do post explicaremos como você pode descobrir se uma empresa adota ou não esta prática.

Quais são os tipos de dividendos e proventos?

Quais são os tipos de proventos? Qual a diferença entre eles?
Quais são os tipos de proventos? Qual a diferença entre eles?

Como prometido no começo deste post, chegou a hora de explicar a diferença entre dividendos e proventos. Mas já te adianto, é mais simples do que parece.

Dividendos são apenas um tipo de provento. Os Juros sob Capital Próprio (JCP) são outro tipo. Ambos se diferem apenas por questões contábeis.

Podemos dizer que a classe dos proventos é apenas um grande guarda-chuva, que engloba esses dois tipos de distribuições.

Isso se dá pois, dentro de uma DRE (Demonstração de Resultado de Exercício), os JCP são apurados antes do lucro líquido, o que gera algumas vantagens contábeis para a empresa.

Agora vamos entender de que formas esses valores podem ser distribuídos.

Dinheiro

Essa é a forma de distribuição de lucros mais comum, e a que você deve estar mais acostumado a ouvir.

A empresa, após terminar de apurar seus resultados, determina uma porcentagem de seus lucros a ser distribuída.

A partir disso, divide-se esse valor pelo número total de ações, e é calculado quanto será pago por ação.

Vamos imaginar uma situação simples, apenas com um objetivo didático.

Uma companhia finaliza seu exercício contábil, e determina que R$ 1 milhão será distribuído a seus acionistas.

Vamos supor também que existem 500 mil papéis que cedem a seu dono o direito de receber esses proventos.

O cálculo é simples: será pago R$ 2 por ação (1 milhão / 500 mil). Esse valor é apenas hipotético, já que seria incrivelmente grande na vida real.

Um investidor que possui, sozinho, 5 mil ações dessa empresa, receberá R$ 10 mil.

Ao mesmo tempo, quem tiver apenas duas ações, receberá R$ 4.

Percebe como a quantidade de papéis é importantíssima para uma renda passiva de qualidade?

Essa é a forma mais comum de distribuição.

Ações

Também é possível que a empresa distribua seus lucros em forma de ações.

Nesse caso, tal distribuição é chamada de bonificação de ações.

O investidor, ao invés de receber uma quantia monetária na conta de sua corretora, recebe uma quantidade X de ações a cada Y ações que ele possui.

Vamos entender isso com um exemplo.

Suponhamos que uma companhia determinou que pagará, a cada 100 ações que um acionista tiver, mais 1 ação para ele.

Nesse cenário, aquele mesmo investidor que tinha 5 mil ações receberá 50 papéis novos.

Para alguns investidores isso pode ser interessante, já que sua participação aumentará no longo prazo.

Entretanto, para quem deseja unicamente uma renda passiva constante, pode não ser uma boa escolha.

Dividendo especial

Isso nada mais é do que uma distribuição de lucros que ocorre de forma extraordinária, ou seja, fora do planejamento inicial da empresa.

Normalmente, isso ocorre quando a companhia passa por um processo em que um grande volume de lucros acontece de uma vez só.

Um exemplo clássico de uma situação dessas é a venda de uma companhia, por exemplo. Quando essa grande quantia de caixa é injetada, distribuir parte dele para seus acionistas pode ser uma boa decisão administrativa.

Juros sobre Capital Próprio (JCP)

Os JCP são proventos distribuídos de forma um pouco diferente.

Em termos gerais, distribuir lucros na forma de Juros sobre Capital Próprio é bom para a empresa, mas pior para o investidor.

Isso acontece pois a companhia, ao distribuir lucros desta maneira, recebe uma isenção fiscal, enquanto o investidor é tributado em 15% - que é retido na fonte.

Por esse motivo, muitas companhias preferem os JCP sobre as outras formas de proventos.

E a mesma lógica de distribuição é respeitada: quanto maior for a participação, maior os ganhos.

Como funciona o investimento com foco em dividendos?

O que é necessário saber para investir dessa forma?
O que é necessário saber para investir dessa forma?

Chegou a hora de entender como esse tipo de provento funciona,e como investir com esse foco.

Antes de tudo, você precisa ter bem claro na sua mente algumas coisas:

  • Para investir com foco em uma renda passiva, é necessário muita, mas muita paciência e uma estratégia bem definida.
  • É necessário um constante acompanhamento de suas ações, tendo em vista que é um investimento de longo prazo.

Tendo isso em mente, já é um primeiro passo andado. Após isso, é hora de montar a sua carteira.

Carteira de dividendos

Como montar uma carteira de investimentos com foco no recebimento de proventos?
Como montar uma carteira de investimentos com foco no recebimento de proventos?

O principal direcionamento que posso te dar é o seguinte.

Sempre diversifique a sua carteira de investimentos entre setores diferentes, sempre com empresas pagadoras de dividendos.

Se você acompanha os posts aqui do Blog do Portal do Trader, já deve ter percebido que repetimos muito essa indicação.

E fazemos isso pois a diversificação é uma ferramenta poderosíssima para todo e qualquer investidor. Ela possibilita que você dilua o risco total e mantenha o mesmo potencial de retorno.

Ademais, se você pretende montar uma carteira com foco na criação de uma renda passiva no longo prazo, deve ter em mente que a Análise Fundamentalista será a sua melhor amiga neste processo.

Afinal, como você pode se comprometer a investir em uma empresa por décadas se você não consegue sequer entender os principais indicadores de desempenho da companhia, como funciona sua operação e seu mercado?

Warren Buffett, um dos maiores investidores de todos os tempos, costuma dizer que devemos investir apenas naquilo que somos capazes de explicar para uma criança de 5 anos.

Entender os fundamentos de uma empresa é entender a atual situação dela, e as possibilidades para o futuro. É claro que não é uma predição 100% efetiva, mas pelo menos é possível identificar alguns possíveis problemas antes de se comprometer por anos.

Te dou um exemplo simples:

Suponhamos que exista uma companhia conhecida por distribuir bem os seus proventos para seus acionistas.

Com capital aberto há 2 anos, desde o começo ela adota essa política de distribuição de lucros, o que com certeza atrai diversos investidores.

Mas você, como acompanha o Portal do Trader, sabe que analisar a fundo a empresa é sempre uma prioridade antes de investir.

Com suas demonstrações financeiras abertas e com o negócio estudado, você descobre alguns números muito interessantes.

A empresa está em um nicho de mercado muito propício ao crescimento (vamos considerá-lo um oceano azul), com muito espaço para expansão e uma demanda crescente.

Ela já possui uma boa base de clientes, e um custo relativamente baixo, o que a torna já bem lucrativa.

Aí é a hora em que você se pergunta: será que distribuir seus lucros incessantemente, nessa situação, é uma boa escolha estratégica?

Será que não seria melhor reter esses lucros e investir diretamente na expansão de suas operações?

E o mais importante: será que, no longo prazo, a empresa não pode perder espaço para seus concorrentes que adotaram uma estratégia de crescimento?

Esses são alguns dos pontos que uma boa e profunda análise fundamentalista pode te evidenciar.

Como lucrar com dividendos?

Como lucrar com esta estratégia?
Como lucrar com esta estratégia?

Para lucrar com esta estratégia, é necessário ter paciência e planejamento.

E para tal, é necessário entender como fazer esse planejamento.

Como calcular dividendos?

É importantíssimo que você entenda como calcular o recebimento de proventos para que possa planejar uma renda passiva para o futuro.

Vamos começar pelo mais importante: as empresas não necessariamente distribuem seus lucros mensalmente.

Isso pode atrapalhar um pouco quem pensava que essa estratégia daria, de qualquer custo, um fluxo de caixa mensal.

Mas isso não significa que não é possível se planejar financeiramente.

Cada companhia possui um histórico de distribuição de proventos. Algumas preferem distribuí-los mensalmente, enquanto outras optam por uma distribuição trimestral, semestral, ou até mesmo anual.

Se ela adota esse planejamento há um tempo, é bem provável que o mantenha para os próximos anos.

Assim, existem duas opções:

  • Se planejar financeiramente para, no futuro, ter um fluxo de caixa que não ocorre de forma mensal
  • Montar uma carteira com foco apenas em ativos que distribuam proventos de forma mensal.

As duas são plenamente possíveis, tudo vai depender das suas necessidades e vontades.

Ademais, é difícil calcular com precisão o quanto dos lucros serão distribuídos a cada período. Analisando o histórico, você consegue ter uma boa ideia.

Mas cuidado: eventos imprevisíveis podem mudar completamente a estratégia de distribuição de lucros de uma empresa.

A pandemia é um claro exemplo disso.

Em um momento tão crítico para a maioria das companhias, será que guardar mais dinheiro no caixa não é a melhor decisão estratégia?

Esses potenciais riscos devem fazer parte do seu planejamento financeiro.

Agenda de dividendos: saiba como funciona

É necessário planejar suas finanças para adequá-las à sua renda passiva
É necessário planejar suas finanças para adequá-las à sua renda passiva

Para entender como é o planejamento de distribuição de lucros de uma empresa de capital aberto, basta você entrar na aba de Relações com Investidores (vulgo RI) no site da empresa e se informar sobre o histórico e se houve alguma mudança.

De forma geral, as empresas costumam manter um padrão no pagamento de proventos.

Nada que uma rápida pesquisa não descubra.

Como receber dividendos?

Ações

O pagamento de proventos em ações é, provavelmente, o mais comum.

Uma empresa listada na Bolsa de Valores, de acordo com a Lei das S/As, pode definir a porcentagem de seus lucros que serão distribuídos da maneira que desejar.

Normalmente, 25% é a porcentagem padrão.

Entretanto, saiba que nem todas as companhias farão esta distribuição.

Caso a empresa tenha prejuízo ou uma situação financeira extremamente delicada, uma assembleia-geral pode desobrigar a administração neste quesito.

Fundos Imobiliários (FIIs)

Os Fundos Imobiliários (FIIS), por sua vez, possuem características um pouco diferentes.

Isso se dá pelo simples fato de eles serem, literalmente, aluguéis. E como você bem sabe, aluguéis são sempre mensais.

Por esse motivo, se você deseja uma renda passiva mensal, investir em FIIs é uma excelente escolha.

E como se não parasse por aí, os fundos são obrigados por lei a distribuírem, no mínimo, 95% de seu lucro líquido para seus acionistas.

Você não leu errado. Enquanto uma empresa pode distribuir apenas 25%, caso deseje, os fundos imobiliários devem distribuir praticamente tudo o que lucram.

Incrível, não é mesmo?

Conclusão

Se você deseja conquistar uma renda passiva para complementar a sua renda principal, investir com foco no recebimento de proventos é, com certeza, uma escolha certeira!

Essa estratégia se popularizou muito nos últimos anos, principalmente por conta de sua solidez e simplicidade (mas ser simples não significa que é fácil).

Mas lembre-se: antes de adotar uma estratégia, verifique qual é o seu perfil de investidor. Não existe uma estratégia universal, que será de igual valor para todos.

Se você deseja se aprofundar ainda mais nesse assunto, é necessário entender sobre o mercado de ações.

E para isso, nós, do Portal do Trader, temos a solução ideal para você.

Acesse já, sem pagar absolutamente nada, nosso Curso de Investimento em Ações, em que você finalmente aprenderá o que é de mais essencial sobre esse mercado - e que justamente é o que pode fazer a diferença nos seus investimentos.

Espero que tenha te ajudado com o conteúdo de hoje. Até a próxima!

Imagem do autor - Eduardo Becker

quero aprender agora

Categorias

Augusto Andrea

Augusto Andrea é economista especializado em macroeconomia, ciclos e ativos de renda fixa.

Espero que você aprenda com esse artigo.

QUAL SEU PLANO PARA OBTER CONSISTÊNCIA NO TRADING?

QUERO COMEÇAR O PLANO TNT

Por que milhares de traders frequentam o Portal diariamente?

Especialistas e Traders Profissionais reconhecidos no mercado e com mais de 10 anos de experiência. Esse é o time que elabora nosso conteúdo.

Plataforma de E-learning EAD completa com centenas de vídeos gratuitos, artigos, perguntas de fixação e discussão.

Comunidade de Traders e Investidores que enfrenta os mesmos desafios que você e está sempre disponível para ajudar todos os dias.

Análise Técnica, Price Action, Tape Reading, Fundamentalista e mais. Acreditamos na diversidade de técnicas para cada aluno encontrar o seu caminho.

Day Trade, Swing Trade, Position e Alocação de Carteiras. Aprenda técnicas para operar cada modalidade de acordo com seus objetivos.

Dólar, Índice, Ações, Opções, Forex e até Bitcoin. Nosso conteúdo educacional engloba todos os principais ativos do mercado.

Comece seus cursos gratuitos


Quais são as vantagens em fazer parte do Portal do Trader?

  • Aumente suas chances de sucesso na Bolsa de Valores com nossa metodologia proprietária.
  • Fuja das armadilhas e não perca dinheiro com erros básicos no mercado. Nossa proposta é séria, sem promessas milagrosas.
  • Aprenda as melhores estratégias utilizadas por investidores e traders profissionais através de um sistema educacional completo.
  • Converse com outros traders e investidores em todos os nossos canais.
  • Aulas, Transmissões, Notícias e Calendário Econônico Ao Vivo todos os dias.