Payroll Bootstrap

  • Nome: Payroll Bootstrap
  • Nível: Avançado
  • Mindset: Outlier e Sniper
  • Ativo: Alternativas além do Dólar
  • Setup: Contafluxo
  • Trading Plan: Gestão intradiária
  • Capital: Variável

Gripe lá, espirro aqui

Muito provavelmente você já ouviu falar de payroll. Eventualmente até tentou fazer uma ou outra operação, mas não tem uma idéia precisa do porque deste evento afetar com tanta intensidade os ativos brasileiros em especial o dólar.

Acontece que as Bolsas, de um modo geral e particularmente os mercados futuros, vivem de expectativa. Precificam hoje suas perspectivas de precificação dos ativos em um futuro de curto prazo. O preço, por exemplo, do dólar futuro é o resultado do valor do dólar à vista mais uma taxa de juros e uma expectativa que leva em consideração fatores econômicos e políticos.

Pois bem, quando os Estados Unidos (EUA) publicam dados sobre o emprego, este dado indicará de maneira indireta, que um maior número de pessoas empregadas resultará em um aumento do consumo.

Ora, aumento de consumo gera uma pressão inflacionária que, para ser mantida sob controle, levará o governo americano a aumentar a taxa básica de juros da economia. E se a taxa de juros aumenta – aumentando assim a remuneração dos títulos da dívida americana (como se fosse o Tesouro Direto deles) – mais os investidores migrarão seu capital de países mais arriscados para investir nesses títulos, considerados os mais seguros do mundo.

Ao retirar dólares do Brasil, haverá uma escassez de dólares por aqui e, pela lei de oferta e demanda, tudo o que é raro, fica caro. E então o dólar aumentará de preço.

É lógico que isso não acontece instantaneamente, mas apenas a perspectiva de que isso poderá ocorrer faz com que os investidores de todo o mundo especulem com a moeda agora, já prevendo o aumento futuro.

Por outro lado, se houver diminuição das pessoas empregadas nos EUA, pelo mesmo tipo de raciocínio, o dólar terá uma perspectiva de queda por aqui.

Mas lembre-se de que este é apenas um dos aspectos. Há que se levar em conta outros, inclusive de natureza geopolítica como por exemplo a perspectiva de uma guerra entre nações importantes. E por conta desse conjunto de fatores, muitas vezes o dólar aqui pode não variar segundo a lógica da migração da moeda, ou seja, pode ocorrer do dólar fazer justamente o contrário do que se espera. O fato é que não sabemos nem temos como saber o que acontecerá com o dólar e com o índice no momento da divulgação da notícia.

Investidores institucionais, grandes Bancos e fundos de Pensão contam com equipes enormes de analistas municiados com o que há de melhor em recursos computacionais, softwares e HFT’s para rapidamente analisar o dado do payroll assim que é publicado e tomar uma decisão.

Note que muitas vezes a interpretação do dado não é um consenso, fazendo que investidores bastante pesados operem em direções opostas, o que explicaria as chicoteadas que o dólar futuro dá no momento da notícia.

Nós, meros mortais, não temos acesso a tudo o que os grandes players têm e por essa razão, sequer devemos parar para analisar os fundamentos do dado publicado. Até porque nem daria tempo – a notícia chega para nós - que não temos acesso a um desses caros terminais de notícia como por exemplo a Bloomberg – bastante atrasada.

Neste Bootstrap Avançado veremos como operar o payroll e também um pouco de mindset, e planejamento.