Quando entramos nesse assunto, pisamos em terreno delicado. Isso porque as criptomoedas são tantas e tão diferentes que muitas nem compartilham dos mesmos fundamentos, e mesmo assim conseguem uma boa valorização. 

No entanto, há alguns pontos que podem nos ajudar a analisar o valor de uma criptomoeda.

O primeiro deles é a escassez. O Bitcoin, como todos sabem, possui um limite de 21 milhões de criptomoedas para serem mineradas. Quando esse número for concluído, no ano 2140, nenhuma Bitcoin nova será gerada. Isso, sem dúvidas, confere muito valor a esse ativo. Se confere valor a ele, pode conferir também a outras criptomoedas. Então, mantenha a escassez no seu radar de análise. 

Outro ponto importante é que cada criptomoeda possui seu próprio ambiente. Há moedas voltadas ao ambiente tecnológico, que é o exemplo da Solana. Por isso, traçar um comparativo entre a Solana e o Bitcoin não faz tanto sentido, pois elas fazem parte de ambientes diferentes. 

As moedas que fazem parte de um ambiente de tecnologia, por exemplo, precisam ter uma oferta circulante muito maior que o Bitcoin, que é mais voltado à reserva de valor.

Como dito, infelizmente ainda não conseguimos traçar um valuation, isto é, uma avaliação das criptomoedas e seu valor. Os pontos aqui tratados são os que nos permitem chegar mais perto disso.


Os especialistas do Portal do Trader desenvolveram um plano completo para você evoluir seu operacional, seja começando do zero ou aprimorando suas técnicas preferidas. Aprenda hoje mesmo com aulas que já estão liberadas: Comece o Plano TNT.

Avaliações da aula:
4,8 (133)
assista o vídeo até o fim para avaliar

Publicação: 29/11/2021 10:30
Atualização: 29/11/2021 18:56