O que você quer aprender?

Ir

Pivô de Alta: saiba o que é e como identificar corretamente

O pivô de alta é um padrão gráfico para movimentos compradores e um indicador de mercado. Entenda como ele funciona, como identificá-lo corretamente e muito mais neste post!

Análise Técnica Jun 23, 2022

O que vamos discutir neste post?

  • O que é Pivô de Alta?
  • Quando ocorre a confirmação do Pivô de Alta?
  • Quais são os fatores que aumentam a importância do Pivô de Alta?
  • Quais são os significados de um Pivô de Alta?
  • Qual a formação de Pivô de Alta mais importante?
  • Pivô de alta e pivô de baixa: entenda a diferença
  • Pivô e as ondas de Elliott: entenda como funcionam
  • O que são os Pontos de Pivô e onde são utilizados?
  • Conclusão

O que é Pivô de Alta?

Um pivô de alta nada mais é do que um padrão gráfico para movimentos compradores e um indicador de mercado.

Ele consiste, basicamente, em um movimento direcional para cima, que sofre e uma correção e, logo em seguida, sobe novamente - como pode ser visto na imagem abaixo:

Representação de um pivô no gráfico de 5 minutos
Representação de um pivô no gráfico de 5 minutos

Quando ele sobe logo após a correção, ao ultrapassar o topo anterior, é formado o pivô.

De maneira geral, este ponto é a grande oportunidade de compra que pode ser identificada no movimento.

É um padrão gráfico relativamente fácil de ser identificado, mas é altamente recomendável que você utilize elementos das Ondas de Elliott e projeções de Fibonacci para operar com ainda mais precisão.

  • Quer aprender mais sobre Análise Técnica mas não sabe como? Acesse já gratuitamente o Curso de Análise Técnica do Portal do Trader!

Quando ocorre a confirmação do Pivô de Alta?

A confirmação do pivô ocorre logo quando o topo anterior é rompido pelo segundo movimento de alta.

Entretanto, essa confirmação pode ocorrer de duas formas.

Alguns players gostam de comprar no momento em que o topo é rompido. Outros costumam usar esse topo como a sombra do candle. Outros, como o corpo do candle.

Se você preferir usar o candle como referência para seu trade, deve entender como os candlesticks funcionam.

Nesse caso, você pode montar seu trade da seguinte forma:

Você irá comprar na máxima do candle - com stop na mínima - e operará o múltiplo da amplitude deste candle.

Seu objetivo pode ser 2x a amplitude entre máxima e mínima, ou até mesmo um valor quebrado (1,5x, por exemplo), se preferir. Vai à gosto do freguês.

Eu, por exemplo, sou um trader de curto prazo. Por isso, prefiro operar a proporção 1:1.

Se você deseja operar baseado no padrão, pode montar seu trade da seguinte forma:

Você pode comprar baseada no rompimento do topo, adotar um stop no fundo e traçar como objetivo a amplitude entre o fundo anterior ao primeiro topo e este mesmo topo - só que projetada para acima do ponto de rompimento, em que o pivô é confirmado.

Para facilitar sua vida, vou te dar uma rápida visualização de como isso seria:

Representação simplificada da operação. Note que o movimento projetado, em verde, é a amplitude entre o primeiro fundo da imagem e o primeiro topo
Representação simplificada da operação. Note que o movimento projetado, em verde, é a amplitude entre o primeiro fundo da imagem e o primeiro topo

Se preferir também pode usar a amplitude entre o fundo do meio e o ponto de confirmação como objetivo - ou algum múltiplo desta amplitude.

Novamente, vai à gosto do freguês. São várias possibilidades.

Quais são os fatores que aumentam a importância do Pivô de Alta?

Volume

O pivô nada mais é do que um pedaço de uma onda tendencial. Por isso, vale lembrar que teremos um movimento caracterizado por uma sequência de topos e fundos ascendentes.

Inclusive, em uma tendência de alta, é possível termos vários pivôs em sequência!

Agora vamos linkar isso com um dos clássicos postulados da Teoria de Dow:

Volume acompanha tendência”.

Se, em uma formação de pivô de alta, você tem um volume crescente no movimento de alta, decrescente no movimento de correção e crescente na retomada da alta, você tem um fator que aumenta - e muito - a importância deste pivô.

Isso o torna um movimento comprador ainda mais confiável.

Timing

Muitas vezes, o pivô está desenhado exatamente no dia em que será divulgado um dado importante, ou uma autoridade irá fazer algum discurso relevante para o futuro da economia.

Nesse caso, a figura está formada, mas você sabe que o timing irá contribuir ainda mais para um “empurrão extra” para o movimento.

Proporções

As proporções também são muito importantes, dado que é possível ter pivôs de diversos tipos. Te explico melhor a seguir:

Se um movimento sofrer uma correção muito forte, indo até o fundo anterior, isso não pode ser caracterizado exatamente como um pivô.

“Poxa, Sasaki, mas até onde o movimento pode voltar?”

Para essa resposta nós utilizamos as retrações de Fibonacci.

Do fundo ao topo traçamos algumas linhas:

  • A linha do fundo
  • A linha do topo
  • A linha de 50%
  • A linha de 38%
  • A linha de 62%

Um bom recuo é aquele em que o movimento de correção esteja situado entre a linha de 38% e a de 62%.

Se ele corrigir mais que isso, ele já perdeu muito da proporção necessária para ser considerado um pivô de alta. Se corrigir menos que 32%, muitas vezes nem é visto (tecnicamente) como uma correção.

Muitas vezes isso não significa que esse padrão não seja de um pivô, que tudo está invalidado, mas sim que ele está longe do ideal.

Ondas de Elliott

Entender Ondas de Elliott te ajudará muito a entender toda a movimentação do mercado
Entender Ondas de Elliott te ajudará muito a entender toda a movimentação do mercado

As Ondas de Elliott explicam muito da movimentação do mercado - que se move em vários tipos de ondas, com características diferentes.

É um assunto digno de horas e horas de aulas e explicações, mas vou resumir para você o importante, para que você entenda sua ligação com este padrão gráfico:

Elliott afirma que o mercado se move em ondas. Estas, por sua vez, são:

  • Onda 1: onde entram os big players, criando movimento de tendência.
  • Onda 2: por não ter muita credibilidade, esse movimento é corrigido.
  • Onda 3: o movimento começa a puxar novamente, as máximas são renovadas e ganha muita força (tende a ser a maior onda da sequência).
  • Onda 4: correção, mas nunca pode encostar na onda 2.
  • Onda 5: movimento de alta.

Se estamos no começo desta movimentação, é possível ver que uma compra pode ter uma boa extensão. Isso pode te ajudar muito na sua tomada de decisão.

Se você opera um pivô composto pela onda 3, 4 e 5, já pode perceber que essa onda não será tão extensa quanto o desejado. Ainda é possível operar o pivô, mas saiba que seu objetivo não é muito longo.

Quais são os significados de um Pivô de Alta?

Isso vai entrar muito no tema de psicologia do investidor.

A maior onda é composta principalmente de um efeito manada - composto por pessoas que estão entrando no momento e pessoas que estavam vendidas, mas acabaram acionando seu stop (e contribuindo com a pressão compradora).

Qual a formação de Pivô de Alta mais importante?

Como vimos anteriormente, uma tendência de alta é composta por uma sequência de topos e fundo ascendentes.

Desta maneira, é possível afirmar que uma tendência também é uma sequência de pivôs.

E existem duas formações muito importantes:

  • Início da tendência
  • Continuidade da tendência

Ambas são muito importantes, mas não é possível afirmar qual a mais importante dentre todas.

Tudo vai depender do volume, timing, proporções e ondas de Elliott.

Pivô de alta e pivô de baixa: entenda a diferença

Pivô de Alta

O pivô de alta, como vimos até agora, é um padrão gráfico para movimentos compradores que, como seu próprio nome diz, acontece em um uma alta.

Ele ocorre da seguinte forma:

Pivô de Baixa

O pivô de baixa, por sua vez, é a mesma ideia - só que do lado oposto.

Se baseia em um movimento de queda, que sofre uma correção e volta a cair logo em seguida.

A seguir, uma imagem de um pivô de baixa:

Representação de um pivô de baixa no gráfico de 5 minutos
Representação de um pivô de baixa no gráfico de 5 minutos

Pivô e as ondas de Elliott: entenda como funcionam

Ondas de Elliott nada mais são do que uma sequência de movimentos.

E, nesta sequência, existem diversos pivôs diferentes.

Além disso, é importante destacar um ponto sobre esse conceito:

Dentre todas as ondas, a número 3 é considerada uma onda complexa.

Mas o que isso significa?

A onda 3 é, na verdade, uma grande sequência de ondas menores - da 1 até a 5, seguido por ondas a, b e c.

É um assunto extremamente complexo, e, para isso, recomendo que leia este artigo!

O que são os Pontos de Pivô e onde são utilizados?

Pontos de Pivô e Pivô de alta são duas coisas completamente diferentes.

Enquanto os pivôs (alta e baixa) são padrões gráficos, os pontos de pivô são indicadores técnicos de day trade.

Este indicador é utilizado para indicar níveis de pressão de compra e venda de determinado valor.

Ele é calculado uma vez ao dia, usando dados de máxima, mínima e fechamento do dia anterior.

Com esses dados, são gerados 3 níveis de suporte e resistência - R1 e S1, R2 e S2, R3 e S3.

É um artigo extremamente extenso, então, se tiver interesse, recomendo que leia este artigo sobre pontos de pivô!

Conclusão

Como toda ferramenta, o pivô pode funcionar muitas vezes, mas não confia todo o seu sucesso em cima dela.

Como sempre digo: o que mais vai pesar é a mão do trader.

Ferramenta alguma faz mágica, mas pode te ajudar a maximizar sua eficiência no mercado, caso usada da maneira correta.

E, para isso, você precisa verdadeiramente se formar como trader.

E te recomendo o melhor caminho para isso: o Curso Gratuito de Análise Técnica do Portal do Trader!

Você não pagará absolutamente nada, e terá em mãos um dos melhores conteúdos sobre análise técnica de todo o mercado. Não deixe essa oportunidade para depois.

Espero que tenha conseguido te ajudar com este conteúdo! Até a próxima!

Imagem do autor - Eduardo Becker

quero aprender agora

Categorias

Caio Sasaki

Especialista em Fluxo e Tape Reading e uma das maiores referências do mundo trader no Brasil.

Espero que você aprenda com esse artigo.

QUAL SEU PLANO PARA OBTER CONSISTÊNCIA NO TRADING?

QUERO COMEÇAR O PLANO TNT

Por que milhares de traders frequentam o Portal diariamente?

Especialistas e Traders Profissionais reconhecidos no mercado e com mais de 10 anos de experiência. Esse é o time que elabora nosso conteúdo.

Plataforma de E-learning EAD completa com centenas de vídeos gratuitos, artigos, perguntas de fixação e discussão.

Comunidade de Traders e Investidores que enfrenta os mesmos desafios que você e está sempre disponível para ajudar todos os dias.

Análise Técnica, Price Action, Tape Reading, Fundamentalista e mais. Acreditamos na diversidade de técnicas para cada aluno encontrar o seu caminho.

Day Trade, Swing Trade, Position e Alocação de Carteiras. Aprenda técnicas para operar cada modalidade de acordo com seus objetivos.

Dólar, Índice, Ações, Opções, Forex e até Bitcoin. Nosso conteúdo educacional engloba todos os principais ativos do mercado.

Comece seus cursos gratuitos


Quais são as vantagens em fazer parte do Portal do Trader?

  • Aumente suas chances de sucesso na Bolsa de Valores com nossa metodologia proprietária.
  • Fuja das armadilhas e não perca dinheiro com erros básicos no mercado. Nossa proposta é séria, sem promessas milagrosas.
  • Aprenda as melhores estratégias utilizadas por investidores e traders profissionais através de um sistema educacional completo.
  • Converse com outros traders e investidores em todos os nossos canais.
  • Aulas, Transmissões, Notícias e Calendário Econônico Ao Vivo todos os dias.