O que você quer aprender?

Ir

MACD: o que é, como funciona e como interpretar este indicador

O MACD é um dos indicadores mais conhecidos e utilizados pelos traders entusiastas da Análise Técnica para rastrear tendências - com base nas médias móveis. Entenda, neste post, como ele funciona e como interpretá-lo corretamente!

Análise Técnica Jul 26, 2022

O que vamos discutir neste post?

O que é MACD?

O MACD (Moving Average Converge Divergence) é um indicador da Análise Técnica, responsável pelo rastreamento de tendências - tendo como base as médias móveis. Em português, seria Média Móvel Convergente e Divergente. Foi criado por Gerald Appel nos anos 1960

De forma geral, ele busca entender as tendências de precificação do mercado e oferece ao seu usuário informações mais confiáveis para uma tomada de decisão. Normalmente, é utilizado em operações de curto prazo, como o day trade, por exemplo, mas também pode ser útil nas operações de swing trade, com gráficos diários.

O cálculo desse indicador não é muito complexo: ele realiza a diferença entre as Médias Móveis Exponenciais lentas e rápidas em relação ao preço. Por esse motivo, podemos considerá-lo um oscilador,

É possível utilizar qualquer número de períodos para fazer esse cálculo, mas ao decorrer deste post vamos especificar quais são as melhores práticas para obter um resultado mais preciso nas suas operações.

De forma geral, ele pode ser representado como uma linha ou como um histograma, como vemos na imagem abaixo:

Representação do indicador
Representação do indicador
  • Quer aprender Análise Técnica e não sabe como? Acesse já o Curso Gratuito de Análise Técnica do Portal do Trader e tenha aulas diretamente comigo e com outros grandes traders do mercado!

Como funciona o MACD?

O Indicador

O indicador funciona de maneira muito simples.

Por meio do cruzamento da linha MACD com a Média Móvel Exponencial de 9 períodos (MME9), ele aponta sinais de compra e venda. Mais para frente iremos falar sobre os sinais de alta e baixa (compra e venda), então não se preocupe.

Ademais, vale lembrar: a calibragem default da linha MACD é de 26 e 12. E a linha de sinal usa a MME9, ou seja, a média móvel exponencial de 9 períodos

Explicando melhor, esse indicador é calculado diminuindo a MM26 (longa) da MM12 (curta). O resultado será algo em torno de zero. A partir disso, podemos presumir que:

1. Indicador maior que zero é porque a média dos preços dos últimos 12 dias é maior que a média dos preços dos últimos 26 dias.

2. Indicador menor que zero é porque a média dos preços dos últimos 12 dias é menor que a média dos preços dos últimos 26 dias

Como a média de 12 dias reflete de forma mais atual o comportamento dos preços do que a média de 26 dias, pode-se dizer que a tendência está mais altista no primeiro caso - com o indicador maior que zero

O gráfico abaixo apresenta apenas o MACD linha. A linha azul representa o eixo zero. Temos dois tipos de sinais: cruzamento das duas linhas com o eixo zero; e cruzamento da linha MACD com a MME9. Em ambos os sinais, foi possível perceber os momentos de compra e de venda.

Representação da linha
Representação da linha

Histograma MACD

O histograma funciona da seguinte forma:

Valores positivos (acima do eixo zero) aparecem quando a linha do indicador está maior do que a linha da MME9. Isso indica uma tendência altista.

Valores negativos (abaixo do eixo zero) aparecem quando a linha do indicador está menor do que a linha da MME9. Isso indica uma tendência baixista.

Na apresentação do Histograma, os sinais acontecem com muito mais frequência. Dentre estes, o mais usado acontece a partir da mudança de lado em relação à linha central, ou eixo zero.

Se o histograma está abaixo de zero e passa a ficar acima, é gerado um sinal de compra. Se o contrário acontece, é um sinal de venda.

Note que estes sinais do histograma ficar acima ou abaixo do eixo zero acontecem no mesmo instante em que as linhas se cruzam.

Sinal de Alta

Sinal de alta
Sinal de alta

Como dito anteriormente, através desse artifício da análise técnica, é possível identificar tanto os sinais de alta quanto os de baixa.

Para identificarmos um sinal de alta - ou seja, para a compra, precisamos analisar a linha do indicador e a linha da MME9.

Se a primeira, em pleno movimento de alta, cruza com a média móvel de 9 períodos, e é naturalmente acompanhada nessa direção pelo histograma, estamos diante de um sinal de alta.

Na imagem acima, é possível observar com clareza este exato momento.

Sinal de Baixa

Sinal de baixa
Sinal de baixa

Se você entendeu o sinal de alta, não terá dificuldade alguma em entender o sinal de baixa.

Ele acontece quando a linha do indicador cruza, para baixo, com a MME9. Simultaneamente, o histograma também cruzará o eixo central, e irá para valores abaixo de zero.

Sem segredo nenhum, não é mesmo?

Agora, existe uma forma mais agressiva de comprar e vender e esta percepção só ocorre no Histograma, não no Linha.

É o bom e velho Price Action, com topos e fundos bem marcados. E a receita é simples.

Fez fundo - ou seja, parou de cair e começou a subir - gera compra. Fez topo - ou seja, parou de subir e começou a cair - gera venda.

Sinal de baixa
Sinal de baixa

Sinal de divergência do MACD

Um sinal de divergência ocorre quando os sinais de um indicador discordam dos sinais nos preços.

“Mas, Marcos, isso é possível?”

Com toda certeza. E não é tão raro como você pode estar pensando.

Um clássico exemplo é quando, observando um gráfico e o histograma, você se depara com um sinal de alta antecipado pelo indicador, mas que ainda não foi apontado pelo preço.

Isso pode acontecer, por exemplo, quando há a formação de um fundo acima do fundo anterior no MACD, enquanto, nos preços, o fundo ainda está abaixo do fundo anterior.

Observando a imagem abaixo, isso vai ficar bem claro.

Representação do Histograma
Representação do Histograma

Preste atenção nos fundos do histograma e dos preços.

O segundo fundo (F) está acima do primeiro fundo no histograma, porém abaixo dos preços.

Como configurar o MACD?

Qual a melhor configuração?

A verdade é que você não vai conseguir uma resposta padrão para essa pergunta.

Cada ativo e cada tempo gráfico demandam uma calibragem ou parametrização diferentes. Não espere que esse indicador seja o mesmo no dólar nos 5 minutos e na Vale no diário.

De qualquer forma, recomendo que você utilize a configuração que vem de fábrica. Esse é um ótimo ponto de partida.

Em seguida, recomendo que você faça backtests dos seus ativos favoritos, mudando os tempos gráficos para uma melhor performance.

Utilize-o como oscilador

Estamos falando de um rastreador de tendências que também pode ser usado também como um oscilador, em alguns momentos.

Um oscilador aponta sinais exagerados. Quando um ativo sobe demasiadamente, ele se apresenta como sobrecomprado (ou exageradamente valorizado). Quando ele se desvaloriza demasiadamente, ele se apresenta como sobrevendido (ou esticado em excesso para baixo).

Desta forma, esse indicador pode mostrar picos (esticado para cima / supervalorizado) ou vales (esticado para baixo  depreciado).

Outra forma de enxergar esses exageros seria no MACD linha, quando a linha do indicador estiver muito distante da MME9.

É possível enxergar esse caso no gráfico acima
É possível enxergar esse caso no gráfico acima

Conclusão

Esse indicador permite que você se torne capaz de rastrear e identificar tendências de curto prazo de forma muito mais simples e eficiente do que através de muitos outros métodos. Esse é um dos motivos pelos quais esse é um dos queridinhos dos adeptos da Análise Técnica.

Muito interessante, não é mesmo?

A Análise Técnica é um campo extremamente amplo, e, assim como você viu no post de hoje, possui várias ferramentas úteis para o dia a dia de um trader.

E é no Curso Gratuito de Análise Técnica do Portal do Trader que você aprenderá, sem pagar um centavo sequer, sobre as principais ferramentas para tornar suas operações mais eficientes!

Acesse já e não perca mais tempo.

Espero que tenha te ajudado com este conteúdo. Até mais!

Imagem do autor - Eduardo Becker

quero aprender agora

Categorias

Marcos Moore

Marcos Moore é trader desde 2004, empresário e foi sócio-diretor da XP. É também autor de livros sobre o mercado.

Espero que você aprenda com esse artigo.

QUAL SEU PLANO PARA OBTER CONSISTÊNCIA NO TRADING?

QUERO COMEÇAR O PLANO TNT

Por que milhares de traders frequentam o Portal diariamente?

Especialistas e Traders Profissionais reconhecidos no mercado e com mais de 10 anos de experiência. Esse é o time que elabora nosso conteúdo.

Plataforma de E-learning EAD completa com centenas de vídeos gratuitos, artigos, perguntas de fixação e discussão.

Comunidade de Traders e Investidores que enfrenta os mesmos desafios que você e está sempre disponível para ajudar todos os dias.

Análise Técnica, Price Action, Tape Reading, Fundamentalista e mais. Acreditamos na diversidade de técnicas para cada aluno encontrar o seu caminho.

Day Trade, Swing Trade, Position e Alocação de Carteiras. Aprenda técnicas para operar cada modalidade de acordo com seus objetivos.

Dólar, Índice, Ações, Opções, Forex e até Bitcoin. Nosso conteúdo educacional engloba todos os principais ativos do mercado.

Comece seus cursos gratuitos


Quais são as vantagens em fazer parte do Portal do Trader?

  • Aumente suas chances de sucesso na Bolsa de Valores com nossa metodologia proprietária.
  • Fuja das armadilhas e não perca dinheiro com erros básicos no mercado. Nossa proposta é séria, sem promessas milagrosas.
  • Aprenda as melhores estratégias utilizadas por investidores e traders profissionais através de um sistema educacional completo.
  • Converse com outros traders e investidores em todos os nossos canais.
  • Aulas, Transmissões, Notícias e Calendário Econônico Ao Vivo todos os dias.