O que você quer aprender?

Ir

Leilão de Ações: Entenda como funciona, Tipos e Por que ocorre este tipo de negociação

O leilão de ações da Bolsa de Valores é um período de negociação que ocorre para a determinação de preços ou para impedir grandes oscilações dos papéis. Neste post vamos discutir como ele funciona, porque ocorre, os diferentes tipos e como participar deles.

Ações Out 07, 2021

O que é Leilão de Ações?

O leilão de ações, resumidamente, é um mecanismo de proteção da Bolsa de Valores, que é acionado quando ocorre uma variação abrupta no preço de determinado ativo.

Quando ativado, a negociação deste ativo é interrompida, e passa a ocorrer aos moldes do leilão.

Ou seja, o objetivo do leilão de ações é proteger o investidor de grandes oscilações nos preços. Tais oscilações, se não controladas, podem ser catastróficas, principalmente para os iniciantes.

Assim como um extintor de incêndio, o leilão atua como um mecanismo de emergência
Assim como um extintor de incêndio, o leilão atua como um mecanismo de emergência

Além desse tipo de leilão - conhecido como leilão extraordinário - também existem os leilões de pré-abertura e de call de fechamento, que iremos comentar mais adiante.

Eles ocorrem diariamente e possuem como objetivo a determinação dos preços de abertura e fechamento dos papéis.

Já imaginou se você, iniciante na Bolsa, testemunhasse suas ações sofrendo uma queda de 20% em um pequeno espaço de tempo?

20% de todo o capital que você aplicou naqueles papéis evaporando por uma fortíssima oscilação do mercado.

Imagine isso acontecendo num intervalo de tempo tão curto que as ordens podem até sumir do livro de ofertas.

É necessário muito estômago para aguentar isso.

Além disso, sabemos muito bem que o mercado costuma agir muitas vezes em manada.

Se investidores mais influenciáveis e menos experientes enxergam que muitos estão comprando ou vendendo determinada ação, é muito capaz que eles sigam essa tendência - simplesmente porque é a direção que o fluxo está seguindo.

Nesse cenário entra o leilão. Quando essas grandes variações ocorrem, as negociações são imediatamente interrompidas. Isso serve também para acalmar os ânimos do mercado.

Sabemos muito bem que as notícias interferem diretamente no desempenho das ações da Bolsa de Valores, principalmente no curto prazo.

E também não é segredo para ninguém que, no Brasil, as notícias políticas - que infelizmente não são poucas - afetam o mercado.

Você já deve ter ouvido falar sobre o pânico que ocorreu no mercado no Joesley Day ou no início da pandemia, certo?

Nesses cenários, medidas devem ser tomadas para evitar um colapso do mercado financeiro. Uma interferência nas negociações é muito bem vinda para preservar o mercado e os investidores.

  • Quer aprender a investir em ações mas não sabe por onde começar? Assista já o nosso curso de investimento gratuito, e aprenda toda a base necessária para começar a sua jornada da melhor maneira possível!

Como funciona um leilão de ações?

O leilão de ações funciona da seguinte forma:

Quando uma grande oscilação de preços é identificada, ele é automaticamente acionado.

Nesse cenário, as negociações continuam acontecendo, mas de uma maneira diferente.

Durante cerca de 5 minutos (tempo de duração deste evento), as transações só são concretizadas quando uma ordem de compra encontra uma ordem de venda com valores iguais.

Dessa forma o mercado se estabiliza, e uma oscilação maior ainda em um tempo curtíssimo é evitada.

Oferta de compra e venda

É extremamente simples participar de um leilão. Ele é aberto para qualquer pessoa, o investidor só deve seguir uma lógica muito simples, que vou explicar a seguir:

Sabemos que qualquer um pode comprar ou vender papéis nesse período. Para que isso ocorra, basta que o investidor comprador, na hora de preencher sua ordem, coloque um preço limite acima do que está sendo negociado no leilão. E só.

Isso serve igualmente para ofertas de compra ou venda. Porém, no caso da venda, caso o investidor queira participar, ele precisa colocar um preço limite abaixo do que está sendo negociado no leilão.

Leilão de ações x Circuit Breaker: quais as diferenças?

De maneira resumida, o leilão de ações interfere nas negociações de um ativo em específico, enquanto o Circuit Breaker interrompe todas as negociações da Bolsa durante um tempo.

O Circuit Breaker atua de maneira muito semelhante e com o mesmo objetivo que o leilão, mas ele é ativado quando os seguintes requisitos são cumpridos:

  • Nível 1: Cenário em que o Ibovespa sobe ou cai mais de 10% em relação ao fechamento do dia anterior. Nesse caso, todas as negociações são interrompidas por 30 minutos.
  • Nível 2: Se, após o Nível 1, o índice continuar com a mesma tendência e acumular uma alta/queda de 15%, todas as negociações são interrompidas por mais 1 hora.
  • Nível 3: Se esse movimento continuar ocorrendo, e o índice acumular 20% de alta/queda, todas as negociações são interrompidas por tempo indeterminado.

Isso funciona para acalmar os ânimos dos investidores, e para que eles tenham tempo para discernir se estão agindo com convicção ou apenas seguindo o “efeito manada”.

O Circuit Breaker atua paralisando todas as negociações por um período de tempo
O Circuit Breaker atua paralisando todas as negociações por um período de tempo

Se você acompanha o mercado financeiro há mais tempo, deve ter testemunhado a sequência de 4 Circuit Breaker’s em uma única semana em 2020 - algo nunca antes visto.

Por conta da declaração da Organização Mundial da Saúde, decretando estado de pandemia no mundo, o mercado reagiu temerosamente, com medo de uma recessão global.

Esse movimento obrigou a B3 a travar todas as negociações diversas vezes, quase atingindo o Nível 3.

Em suma, a diferença entre o leilão e o Circuit Breaker é a escala em que eles operam. Enquanto o primeiro afeta apenas ativos específicos, o segundo trava todas as negociações de ações do mercado.

Tipos de leilão de ações

Como disse no começo do post, existem 3 tipos de leilões.

São estes: O leilão de pré-abertura, o leilão de fechamento e o leilão extraordinário.

Cada um deles tem uma finalidade específica, sendo os dois primeiros eventos rotineiros do mercado, ocorrendo diariamente.

Vamos ver como eles funcionam, um por um:

Leilão de pré-abertura

O leilão de pré-abertura, também conhecido como pré-market, corresponde ao período de 15 minutos anteriores à abertura oficial do mercado.

Nesse período, a Bolsa de Valores registra ofertas de compra e venda apenas, mas não os executa.

Ou seja, os investidores conseguem realizar suas ofertas, mas a negociação só será efetivada quando o pregão abrir, mesmo que seus valores sejam equivalentes.

Isso ocorre para determinar o preço de abertura dos ativos com maior transparência.

Leilão de fechamento

O leilão de fechamento, também conhecido como call de fechamento, ocorre de maneira um pouco diferente do da pré-abertura.

Durante os 5 minutos que antecedem o término do pregão, apenas os ativos que fazem parte das carteiras de índice da B3 são negociados.

Algo muito curioso é que, de acordo com a própria Bolsa de Valores, cerca de 10% de todo o volume de negociações diárias ocorre nesse período.

Isso acontece pois muitos players preferem negociar ao preço de fechamento.

Leilão extraordinário

O leilão extraordinário é o que estamos discutindo nesse post.

Quando determinado papel apresenta uma oscilação de preços muito grande, a própria Bolsa entra em ação, e coloca esse ativo em leilão.

Ele não necessariamente ocorre diariamente, pois não é algo planejado. É como se fosse um mecanismo de emergência.

Nesse post explico melhor cada um dos períodos de negociação da Bolsa de Valores, incluindo os leilões.

Nos próximos tópicos vamos discutir detalhadamente quando exatamente esse mecanismo é acionado, como ele pode realmente ajudar o investidor e como participar desse leilão. Fique comigo!

Quais as razões para ocorrer um leilão de ações?

Um leilão de ações pode ocorrer em 3 cenários diferentes, sendo estes:

  • Quando um ativo se valoriza ou desvaloriza a partir de 10% em relação ao preço de fechamento do dia anterior
  • Quando um ativo se valoriza ou desvaloriza a partir de 10% em relação ao preço de abertura do dia
  • Quando um ativo se valoriza ou desvaloriza entre 10% e 20% em relação ao último preço da ação antes de entrar em leilão.

Caso qualquer um destes cenários se cumpra, a ação entra em leilão automaticamente.

Estas oscilações acima do normal podem prejudicar grande parte dos investidores, e por isso uma intervenção torna-se necessária.

Nesta situação, durante 5 minutos, a negociação deste papel ocorre em um sistema fechado, em que as operações só são executadas quando as ofertas de compra e venda se encontram com os mesmos valores.

Quais as vantagens de um leilão de ações?

Um leilão, quando acionado, pode salvar a carteira de um investidor.

Conhecendo o mercado, fica evidente que diversas vezes ele tende a sofrer com o efeito manada.

Quando iniciantes se deparam com seus papéis se desvalorizando 10% em um só dia, podem ficar desesperados.

E é possível entendê-los. Imagine você, sem muita experiência e conhecimento, testemunhando seu dinheiro evaporando na sua frente - sem poder fazer nada.

Nessa hora, uma pausa forçada pode impedi-lo de simplesmente vender tudo, e perder todo esse dinheiro.

Assim como um salva-vidas, o leilão surge como uma possibilidade do investidor se salvar, caso esteja agindo puramente pela emoção.
Assim como um salva-vidas, o leilão surge como uma possibilidade do investidor se salvar, caso esteja agindo puramente pela emoção.

Sabemos que nem sempre o mercado age racionalmente. Muitas vezes uma queda não significa o fim de uma empresa, e muito menos uma falência.

Te explico isso com um exemplo:

Imagine que uma notícia bombástica reporta que uma concorrente direta da Vale desenvolveu uma tecnologia completamente disruptiva e inovadora para suas atividades mineradoras.

Concorda comigo que muitos investidores ao menos considerariam tirar seu dinheiro da Vale e colocar nessa outra empresa?

Nesse cenário, é capaz que a Vale sofresse uma grande desvalorização. Mas aí eu te pergunto:

A Vale, do dia para a noite, se tornou uma empresa ruim?

Tenho certeza que não.

Uma desvalorização não significa que a operação de mineração da Vale se tornou ineficiente do dia para a noite. Ela continua a mesma empresa.
Uma desvalorização não significa que a operação de mineração da Vale se tornou ineficiente do dia para a noite. Ela continua a mesma empresa.

Mas eu te garanto que é muito provável que diversos iniciantes iriam testemunhar as ações da Vale em queda e venderiam o que tivessem em carteira.

Nesse momento, o leilão pode ser uma possibilidade dele se acalmar, e realmente discernir sobre o que está fazendo.

Treinar o seu psicológico é tão importante quanto treinar suas habilidades técnicas. Esse pode ser seu diferencial em uma situação de estresse no mercado.

Exatamente por este motivo que nós, professores do Portal do Trader, queremos te preparar para inúmeros cenários que podem lhe ocorrer em sua jornada.

Disponibilizamos para você, gratuitamente, diversos cursos para trader sobre investimentos, trading e aspectos mentais para investidores na nossa ÁREA APRENDA. Aproveite essa oportunidade, e aprenda com os melhores professores do mercado!

Qualquer pessoa pode participar de um leilão de ações?

Sim! Qualquer um pode participar de um leilão de ações, basta seguir as regras desse período de negociação.

No caso dos leilões ordinários - pré-market e fechamento - basta o investidor realizar suas ofertas de compra e venda no período estabelecido.

No caso do leilão extraordinário, a mesma regra vale.

O importante é prestar atenção no fato de que, para realmente participar, o investidor deve colocar um preço limite acima do que está sendo negociado no leilão, no caso da compra. Na venda, vale o oposto.

Dessa maneira, sua ordem será executada quando encontrar outra equivalente na ponta contrária.

E como diminuir os riscos de investir em ações de leilão?

Meu principal conselho para que você diminua seus riscos ao investir em ações de leilão é ter em mente de que você não deve seguir o fluxo do mercado simplesmente por efeito manada.

O primeiro passo para diminuir seu risco é entender os motivos da queda de determinada ação.

O risco pode assustar muitos investidores, principalmente os iniciantes. Mas, para evitá-los, saiba muito bem o que está fazendo.
O risco pode assustar muitos investidores, principalmente os iniciantes. Mas, para evitá-los, saiba muito bem o que está fazendo.

Esse evento pode estar relacionado a notícias internas ou até internacionais, especulações ou até manipulações de mercado.

Se você estiver agindo no escuro, é muito capaz - e provável - que vá perder dinheiro.

Entenda muito bem a situação e os motivos pelos quais uma ação entrou em leilão, principalmente se você for um iniciante.

Conclusão

Depois desse post, espero que você tenha entendido o que é o leilão de ações, como ele funciona e qual a sua importância no mercado.

Infelizmente, o mercado financeiro não é perfeito. Situações de grande oscilação ocorrem com maior frequência do que gostaríamos, e esse mecanismo se torna imprescindível para garantir a ordem e a segurança do capital dos investidores.

Mas para garantir a segurança do seu capital, não basta apenas confiar nas instituições. Para realmente investir no mercado de ações com o menor risco possível, você precisa saber muito bem o que está fazendo.

Pensando nisso, nós, do Portal do Trader, estamos disponibilizando para você o nosso curso de investimento gratuito, que te ensinará toda a base necessária para que você possa iniciar sua jornada no mercado de capitais com o pé direito!

Você entenderá os principais conceitos e estratégias básicas e necessárias para aplicar seu dinheiro em ações, com os melhores professores do mercado!

Espero que esse post tenha te ajudado, e que essa recomendação te auxilie na sua jornada! Até mais!

https://portaldotrader.com.br/viver-de-mercado-financeiro-2021?lastAction=banner-viver-de-mercado-financeiro-2021

Categorias

Augusto Andrea

Augusto Andrea é economista especializado em macroeconomia, ciclos e ativos de renda fixa.

Espero que você aprenda com esse artigo.

Logo Plano TNT

QUAL SEU PLANO PARA OBTER CONSISTÊNCIA NO TRADING?

QUERO COMEÇAR O PLANO TNT

Por que milhares de traders frequentam o Portal diariamente?

Especialistas e Traders Profissionais reconhecidos no mercado e com mais de 10 anos de experiência. Esse é o time que elabora nosso conteúdo.

Plataforma de E-learning EAD completa com centenas de vídeos gratuitos, artigos, perguntas de fixação e discussão.

Comunidade de Traders e Investidores que enfrenta os mesmos desafios que você e está sempre disponível para ajudar todos os dias.

Análise Técnica, Price Action, Tape Reading, Fundamentalista e mais. Acreditamos na diversidade de técnicas para cada aluno encontrar o seu caminho.

Day Trade, Swing Trade, Position e Alocação de Carteiras. Aprenda técnicas para operar cada modalidade de acordo com seus objetivos.

Dólar, Índice, Ações, Opções, Forex e até Bitcoin. Nosso conteúdo educacional engloba todos os principais ativos do mercado.

Comece seus cursos gratuitos


Quais são as vantagens em fazer parte do Portal do Trader?

  • Aumente suas chances de sucesso na Bolsa de Valores com nossa metodologia proprietária.
  • Fuja das armadilhas e não perca dinheiro com erros básicos no mercado. Nossa proposta é séria, sem promessas milagrosas.
  • Aprenda as melhores estratégias utilizadas por investidores e traders profissionais através de um sistema educacional completo.
  • Converse com outros traders e investidores em todos os nossos canais.
  • Aulas, Transmissões, Notícias e Calendário Econônico Ao Vivo todos os dias.