Um analista de investimentos é responsável pela curadoria de informações relativas a ações, fundos e outros tipos de produtos do mercado financeiro. Ele avalia as opções disponíveis, faz projeções e recomenda ao cliente onde investir seu capital.

Esse é um profissional que precisa estar sempre atualizado sobre as notícias do mercado, acompanhando balanços e relatórios de empresas que possam estar envolvidas na estratégia do cliente, sempre considerando como influências do cenário macroeconômico podem impactar nos resultados.

Questões do âmbito social e político podem influenciar os resultados de algumas empresas na bolsa, e é importante o analista estar atualizado sobre esses riscos. Acompanhar agências de notícias especializadas é algo comum para esse profissional.

Além de mostrar ao cliente onde ele pode colocar seu dinheiro comprando um ativo, o analista de investimento também pode recomendar a hora certa de vender uma ação ou deixar um fundo.

Assim como a maioria das profissões do mercado financeiro, o analista de investimentos precisa ter muito conhecimento teórico e prático, além de tirar sua certificação, por meio da prova da Certificação Nacional do Profissional do Investimento, ou CNPI. Esse exame credencia o analista capaz de recomendar investimentos para terceiros.

A prova é organizada pela Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais (Apimec), e o seu principal objetivo é igualar os analistas brasileiros aos padrões internacionais.

Existem duas divisões da certificação, sendo cada uma focada em uma vertente de análise de valores mobiliários: a CNPI padrão é focada no analista fundamentalista, enquanto a CNPI-T serve para o analista técnico. Também existe a CNPI-P, para o analista pleno (que realiza ambos os tipos de análise). Cada certificação que um analista possui pode influenciar na sua remuneração.

Os salários para os três níveis da profissão podem ser, em média: R$4 mil para o Analista Júnior, R$12 mil para o Intermediário e R$25 mil para o Sênior.

Vale lembrar que os salários podem variar de acordo com o desempenho de cada analista, e aquele que demonstrar maior competência e nível de acerto em suas análises pode ter maior remuneração desde cedo.

Ter presença e relevância nas redes sociais é algo que também pode agregar valor (aliás, não só ao analista, mas para a maior parte dos profissionais).

É importante ressaltar que o analista tem algumas limitações quanto aos seus próprios investimentos. Antes de recomendar um ativo, o analista deve ficar 10 dias sem operar, e 5 após a recomendação. 

Essa limitação pesa na balança de muitos profissionais que não querem deixar de lado as suas próprias operações, mas, apesar disso, essa ainda é uma das carreiras mais promissoras do mercado financeiro.


Os especialistas do Portal do Trader desenvolveram um plano completo para você evoluir seu operacional, seja começando do zero ou aprimorando suas técnicas preferidas. Aprenda hoje mesmo com aulas que já estão liberadas: Comece o Plano TNT.

Avaliações da aula:
4,9 (55)
assista o vídeo até o fim para avaliar

Publicação: 07/10/2021 22:30
Atualização: 18/10/2021 17:21