O que você quer aprender?

Ir

Como o Price Action pode ajudar você a operar melhor

Descubra através do Price Action um caminho mais claro do que ficar trocando de setup toda hora.

Price Action Fev 24, 2021

Quero te mostrar a grande diferença que aprender Price Action pode fazer no seus resultados. Para isso vou compartilhar a minha experiência com a técnica, assim vai ficar muito mais fácil para você entender alguns dos pontos principais da sua aplicação e porque ela é utilizada por milhares de traders no mundo todo.

Mas, antes de começar, já quero deixar a recomendação do nosso Curso de Price Action Gratuito. Assim que acabar este artigo, pode começar as aulas e aproveitar todo o conteúdo. Pode deixar que eu te lembro dele ao fim deste artigo. Então, vamos lá?

Embora já fosse um investidor fundamentalista há muitos anos, comecei a me interessar por trading em prazos mais curtos há pouco mais de uma década. Lembro-me que na época não havia os recursos que existem hoje. A internet era menos potente, a maioria absoluta dos livros era em inglês e eu não conhecia praticamente ninguém que especulava no curto prazo.

Ah, sim, e não havia quase videoaulas no YouTube. Sendo assim, as minhas chances de aprender alguma coisa com qualidade eram bastante reduzidas e a única interação possível - que tomou corpo alguns anos depois - eram as salas de trading das corretoras.

Na época, as corretagens eram bastante altas, coisa de R$ 4,00 por ordem de mini índice e R$ 10,00 por ordem de Ação (antes era pior - já cheguei a pagar R$ 40,00 por ordem em Ações no passado) e, para ajudar, não havia simuladores nem ferramentas com replay de mercado.

Como era operar no mercado na época que eu comecei

Eu comecei como todo mundo começava naquela época, seguindo calls de analistas nas salas das corretoras.

As salas sempre foram uma boa ideia porque é lá que temos contato direto com os professores, conhecemos outros traders que estão estudando tanto quanto você e podemos trocar ideias. Mas seguir Calls cegamente, sem essa parte do estudo e da troca de ideias com outros traders nunca foi uma boa ideia. Por isso o Portal do Trader tem uma sala de estudos ao vivo que você pode participar (não é uma sala de Calls de compra e venda, mas um lugar onde você pode trocar ideias e tirar dúvidas com os professores e colegas durante o pregão, que é quando as coisas realmente acontecem).

E como todo mundo já teve pelo menos uma experiência traumática no mercado, a minha foi logo no primeiro mês de operações.

Eu estava seguindo um trader bastante conhecido naquela época e que era famoso por virar  a mão nas operações. Até aí tudo bem, mas eu descobri da pior maneira possível  que ele só avisava a virada de mão depois que ele já tinha virado a mão dele.

O resultado foi que eu tomei um loss bastante dolorido que me deixou traumatizado por várias semanas.

Passado o trauma, fui procurar salas de trade de outros analistas com o objetivo de aprender apenas (meu trauma foi tamanho que nunca mais, desde então, eu segui Call de analista nenhum).

Então eu baseava minhas operações naquilo que aprendia nas salas, aliado a estudos em livros escritos nos Estados Unidos e a conversas com outros traders que se destacavam nas salas.

Como o começo de qualquer coisa que a gente vá fazer na vida sempre é um pouco conturbado e raramente temos uma visão clara das coisas, comecei a testar os operacionais que apareciam na minha frente.

Testei todos os que pude, tentei inventar alguns, misturar outros e eu fazia isso com dinheiro de verdade - não tinha outro jeito.

Então, cada indicador que me aparecia pela frente gerava um novo setup.

Acredite eu tentei de tudo:  setups com apenas uma média móvel com 2, com 3…

Eu cheguei a trabalhar em um  setup de trend following criado por Daryl Guppy que utilizava nada menos que 12 médias móveis no gráfico. Era difícil até enxergar os candles no gráfico...

Gráfico de candlesticks - Setup com 12 médias móveis - Daryl Guppy
Gráfico de candlesticks - Setup com 12 médias móveis - Daryl Guppy

O resultado de toda essa experiência foi que eu passei pelo menos dois anos (sim: DOIS ANOS) levando uma surra atrás da outra. E o meu dinheiro, claro, indo pelo ralo. Lembrando que eu tinha uma família para sustentar e não poderia ficar queimando dinheiro por muito tempo.

Minha rotina era escolher um setup, ficar tentando ganhar dinheiro com ele,  perder mais dinheiro e em seguida trocar de setup. Depois de mais um tempo perdendo dinheiro eu trocava de setup novamente.

Pior era ver alguém ganhando dinheiro com aquele mesmo setup que eu já havia utilizado anteriormente e, ainda assim, continuar perdendo mais dinheiro.

Acredite, essa rotina era profundamente desanimadora e eu tive vontade de desistir por diversas vezes.

A luz no fim do túnel: comecei a achar meu caminho com Price Action

Até que um dia, com bem menos dinheiro, encontrei um site gringo na internet que falava sobre algo que até então eu não conhecia: price action.

Eu não poderia imaginar naquela ocasião, mas aquilo mudaria meu destino no trading para sempre.

Claro que logo no meu primeiro contato com o price action, eu basicamente não entendi muita coisa, mas eu me lembro claramente que fui tomado por uma sensação de conforto, segurança e empolgação com a possibilidade de operar utilizando gráfico limpo sem nenhuma poluição, sem nenhum indicador.

Pelo menos para mim, o excesso de informação atrapalha em tudo e isso vale para qualquer coisa que eu vá fazer na vida.

Mas já fica aqui um alerta. Price Action não significa necessariamente operar com um gráfico limpo. Price Action é entender o movimento dos preços e usar isso como informação de base. Depois, se você quiser, poderá escolher a forma que preferirá operar - com ou sem indicadores.

E até hoje eu faço isso. Eu sempre analiso o gráfico limpo e depois, dependendo do ativo que eu quero operar, escolho se utilizarei ou não indicadores que terão funções específicas no meu trading system.

Mas voltando à minha história, após aquela descoberta, acabei realizando diversos experimentos com o gráfico limpo – claro que não sem tremer de medo pela falta completa dos indicadores a que estava acostumado.

Passei a adquirir uma grande confiança nas operações. Afinal, eu não estava simplesmente obedecendo a um sinal dado por um indicador. Eu realmente entendia o movimento que o preço estava fazendo e o que poderia acontecer a partir dali.

Quem lê essa última frase pode ter a impressão de que foi algo fácil de se fazer. Claro que não. Rapidamente descobri que para entender price action você tem que se debruçar horas e horas sobre os gráficos, comparar padrões, comparar gráficos de ativos diferentes, em tempos gráficos diferentes e buscar repetições daqueles padrões, mas não eram os conhecidos padrões de candles somente, mas padrões de movimento.

E não pense que foi fácil. Afinal, price action não tem backtest. (Se você quer saber o que é backtest, assista esta aula gratuita do Portal do Trader onde falamos o que é, para que serve e como fazer um backtest) .

No caso específico do Price Action, você perceberá que ele não é algo testável e repetível como setups do tipo  “candle fechou acima da média, então compra”. O price action pertence àquela categoria chamada análise subjetiva.

E porque subjetiva? Simplesmente porque as marcações no gráfico dependem da interpretação e experiência do trader.

Por exemplo, ao marcar uma LTB: devemos ligar dois topos consecutivos pelos corpos dos candles ou pelas pontas dos pavios? E se forem três topos, ligamos todos os pavios, todos os corpos ou pode misturar? E se for misturar, em quais candles marcamos os corpos e quais marcamos os pavios?

Exemplo de subjetividade no Price Action, LTB linha de tendência de baixa
Exemplo de subjetividade no Price Action, LTB linha de tendência de baixa

No caso do gráfico acima: qual LTB está correta? A azul, que liga os pavios? Ou seria a vermelha que mistura pavios com corpos?

Perceba que no exemplo acima, ambas poderiam estar corretas porque mostram um gráfico fazendo topos descendentes. Fica praticamente inviável testar estratégias automaticamente a partir de interpretações.

Entende como isso é subjetivo? E é bem diferente do que operar, por exemplo, um setup 9.1 do Larry Williams onde há um sinal inequívoco: a virada da MME9.

O Price Action funciona e me ajudou até a operar melhor com indicadores

Por essa explicação fica fácil entender a subjetividade desse tipo de análise. Mas por incrível que pareça, a partir do momento que você compreende a movimentação dos preços, isso começa a te dar uma segurança incrível.

É como se o gráfico falasse com você.

Você percebe quando um movimento ganha força, percebe os ciclos do mercado e o que o preço pode fazer em cada um desses ciclos teorizados por Ralph Nelson Elliott. Entende quando há um rompimento e sabe exatamente o que fazer com ele (inclusive quando não se deve entrar no movimento). Vale a pena assistir à aula aberta do plano TNT sobre como operar Ondas de Elliott.

Com o price action você acaba entendendo e interpretando melhor a análise gráfica. Sabe aquilo que você aprendeu sobre padrões de candles, figuras, bandeiras e OCOs? Pois é, tudo passa a fazer mais sentido.

E é exatamente nesse ponto que começa aparecer a parte mais libertadora.

Quando se domina o price action, você pode até mesmo voltar a operar por indicadores, porque o price action dará à você o contexto do mercado e, a partir disso, você se tornará capaz de interpretar qualquer indicador.

Esta habilidade te dá uma confiança muito grande e, com essa confiança, você acaba operando melhor.

Ah sim, e você acaba operando muito menos, porque ser capaz de entender o contexto do mercado ajuda você a filtrar muitos movimentos que te levariam a perder dinheiro. Então você começa a desenvolver a paciência de ficar esperando o gráfico fazer exatamente o movimento que você sabe que te dará chances maiores.

São menos operações, mas com mais qualidade.

Muitos anos se passaram, muito tempo de treino e leitura de gráfico (sim, não pense que você vai ficar bom em 6 meses. A maestria de qualquer coisa depende de prática, e prática toma tempo - muito tempo).

Eu agora faço parte da turma que lê - e interpreta - gráficos. Isto significa que antes de qualquer operação, eu procuro entender o que o preço está fazendo em pelo menos dois tempos gráficos distintos: um grande e outro que é onde eu vou operar.

Depois de entender o contexto e as possibilidades, aí sim eu poderei decidir se faz sentido ou não utilizar indicadores.

Existem situações onde não uso nenhum indicador e outras em que utilizo 2 ou 3 indicadores quando eles fizerem sentido no meu operacional, no tempo gráfico que eu for operar, no ativo que eu quero operar e na condução que eu espero fazer naquela operação. Não, não é fácil - levei muitos anos para chegar nisso.

Vemos, portanto, que o price action ajuda você finalmente a entender que o segredo do trading, principalmente do day trade, é ter nas mãos uma caixa de ferramentas e que, para cada situação de mercado, tempo gráfico ou ativo, conseguirá sacar o conjunto de ferramentas mais adequado. E você saberá quais ferramentas utilizar porque entende o que o preço está fazendo - isso é price action.

Mas atenção, o price action não é o Santo Graal

Aprender essa técnica não vai resolver todos os seus problemas. Ele resolve somente uma parte do pacote chamado “profissão trader”, que é aquela parte em que você decide em quais operações vale a pena arriscar o seu dinheiro.

Não se esqueça que você tem que cuidar do seu emocional. Existe uma expressão em inglês bastante famosa entre traders de todo o mundo que é FOMO.

FOMO significa “Fear of Missing Out” que, em uma tradução livre, significa “medo de ficar de fora”. E isto é acompanhado por algo chamado “ansiedade”.

Este sentimento leva a maioria das pessoas à prática de overtrading (operar demais). Sob o domínio desse sentimento, a pessoa entrará em muitas operações, fará sua compra ou venda de qualquer jeito e, obviamente, irá cometer muitos erros.

A ansiedade é uma péssima companhia para qualquer profissão (imagine um neurocirurgião com ansiedade) e no trading poderá ser financeira e emocionalmente algo devastador.

E calma que ainda não acabou. Além do controle da ansiedade, o trader deverá ainda controlar seu dinheiro, suas perdas, seus alvos, a condução do trade, etc.

Percebe-se, portanto, que de nada adianta você saber ler o gráfico com precisão mas entrar nas  operações na hora errada, ou espremer o stop e não deixar o trade evoluir, ou ainda ir para o gráfico de 1 minuto e fazer 350 mil operações por segundo.

Dicas para operar com Price Action na prática

O segredo desse negócio está em operar pouco mas operar bem. Lembre-se: você não está aqui para ficar operando. Você está aqui para tirar dinheiro do mercado.

Então sua tarefa será passar o dia inteiro com a cara enfiada no gráfico esperando o alinhamento cósmico perfeito, ou seja, o trade perfeito, quando tudo está dizendo para você, por exemplo, comprar.

A figura do sniper, que todo mundo usa, é absolutamente exata: esperar pelo momento perfeito, nem que seja passar alguns dias só esperando. E quando aparecer o trade perfeito, entrar com confiança (sabendo que pode também dar errado algumas vezes).

Traders consistentes entram apenas em operações perfeitas. Às vezes eles passam 2 ou 3 dias sem dar uma única boletada. Eu mesmo conheço traders que fazem 3 ou 4 operações por ano, e tiram uma quantidade absurda de dinheiro do mercado.

Quando esses caras  finalmente decidem entrar em uma operação, será aquela em que as chances de dar certo são gigantescas.

E é exatamente aí que o price action mostra o seu valor. Ele ajudará você a entender quando  a operação é perfeita ou quando devemos deixar pra lá.

Muitas vezes a operação está muito boa mas não está perfeita. E é nessa hora que devemos nos lembrar de outra frase famosa entre os traders: “é melhor perder uma oportunidade do que perder dinheiro”.

Conclusão

Se eu pudesse resumir o price action todo em uma única palavra, esta palavra seria “confiança”.

O price action, quando aprendido e dominado (demora um pouco, conforme-se com isso!) dá ao trader a confiança de saber exatamente o que o preço está fazendo e o que se pode esperar desse comportamento.

E nessa hora você pode usar o que quiser, desde o gráfico naked, uma média móvel, um Estocástico ou qualquer coisa que você queira. Você saberá exatamente porque o preço está executando determinado movimento e, a partir disso, terá segurança para entrar nas operações.

Exemplo de Gráfico Naked - sem indicadores
Exemplo de Gráfico Naked - sem indicadores

Como você pode ver, existem inúmeras vantagens de aprender essa técnica e usar no seu dia a dia operacional, por isso quero te convidar para fazer o curso 100% gratuito de Price Action que eu desenvolvi. Ele vai te ensinar os principais conceitos de maneira prática e simples e acelerar muito essa sua jornada!

Bons estudos e até o próximo artigo!

Categorias

Eduardo Becker

Físico de formação e trader desde 2005, atuando principalmente com Price Action. É professor da B3 e da FECAP.

Espero que você aprenda com esse artigo.

Logo Plano TNT

QUAL SEU PLANO PARA OBTER CONSISTÊNCIA NO TRADING?

QUERO COMEÇAR O PLANO TNT

Por que milhares de traders frequentam o Portal diariamente?

Especialistas e Traders Profissionais reconhecidos no mercado e com mais de 10 anos de experiência. Esse é o time que elabora nosso conteúdo.

Plataforma de E-learning EAD completa com centenas de vídeos gratuitos, artigos, perguntas de fixação e discussão.

Comunidade de Traders e Investidores que enfrenta os mesmos desafios que você e está sempre disponível para ajudar todos os dias.

Análise Técnica, Price Action, Tape Reading, Fundamentalista e mais. Acreditamos na diversidade de técnicas para cada aluno encontrar o seu caminho.

Day Trade, Swing Trade, Position e Alocação de Carteiras. Aprenda técnicas para operar cada modalidade de acordo com seus objetivos.

Dólar, Índice, Ações, Opções, Forex e até Bitcoin. Nosso conteúdo educacional engloba todos os principais ativos do mercado.

Comece seus cursos gratuitos


Quais são as vantagens em fazer parte do Portal do Trader?

  • Aumente suas chances de sucesso na Bolsa de Valores com nossa metodologia proprietária.
  • Fuja das armadilhas e não perca dinheiro com erros básicos no mercado. Nossa proposta é séria, sem promessas milagrosas.
  • Aprenda as melhores estratégias utilizadas por investidores e traders profissionais através de um sistema educacional completo.
  • Converse com outros traders e investidores em todos os nossos canais.
  • Aulas, Transmissões, Notícias e Calendário Econônico Ao Vivo todos os dias.