O Swing Trade é uma modalidade de operações no mercado de renda variável que pode durar poucos dias até algumas semanas, mas raramente ultrapassando um mês. Ele atrai muitos investidores de perfil arrojado, mas que não dispõem de tempo para passar o dia todo em frente a tela, acompanhando o mercado em tempo real. Além disso, por ser uma operação com duração mais longa, dá tempo para se analisar tudo com mais calma e possui uma tributação menos agressiva que o day trade. Mesmo assim, quem deseja seguir este caminho, certamente já cometeu alguns erros e possui algumas dúvidas na cabeça. Por isso, a seguir vamos abordar as 10 principais dúvidas sobre swing trade.

1 - O que operar?

Diferente do day trader, que normalmente opera um único ativo, se tornando um especialista naquilo, o swing trader tem a vantagem de poder “garimpar” o ativo que apresenta a oportunidade mais atraente de acordo com as técnicas aplicadas. Este grupo de ativos inclui praticamente tudo que possui boa liquidez e volatilidade. A primeira opção que vem na mente seriam as ações, mas alguns derivativos também são uma possibilidade, com a vantagem de serem alavancados. Neste caso, estamos falando de opções, contratos futuros financeiros e futuros de commodities. Portanto, além da estratégia, parte do trabalho de um swing trader é pesquisar os ativos que apresentam as melhores oportunidades naquele momento.

2 - Que técnicas utilizar?

Quando se opera um único ativo é preciso ser extremamente dinâmico para se obter o máximo de oportunidades possíveis. Já no swing, como é possível encontrar diversos ativos interessantes, o investidor pode se dar ao luxo de ter um repertório de técnicas mais enxuto, o que constitui uma vantagem, especialmente para quem está começando no trading. Contudo, isso não é motivo para se acomodar, e vale ressaltar que os melhores investidores fazem uso de um bom repertório de técnicas, utilizando análise técnica, fundamentalista e o contexto macro (geopolítica, política econômica e questões setoriais). Estar a par do que acontece é extremamente importante, pois é a partir de uma sobretaxa ou embargo setorial, por exemplo, que podem surgir oportunidades de investimentos para quem souber agir rápido. Neste mercado informação é dinheiro, por isso, quanto maior o seu repertório de técnicas, maiores são as suas possibilidades. Para quem está dando os primeiros passos, a análise técnica e setups gráficos podem ser uma ótima porta de entrada.

3 - Quanto dinheiro eu preciso?

Com menos de 100 reais é possível comprar ações no mercado fracionário, mas os custos proporcionais tornam este tipo de operação praticamente inviável. Portanto, vamos considerar somente lotes padrões de 100 ações. Neste caso, a conta é fácil, basta multiplicar o valor da ação, ou seja, se uma ação está cotada a R$40,00, o lote padrão custará R$4 mil. Até este valor é possível encontrar uma série de ações. Além disso, com esta quantia é possível assumir posições em alguns contratos futuros como índice e dólar. Existe ainda a possibilidade de operar opções “a seco”, cujas margens podem ser bem menores. Por exemplo: um lote padrão de opções (calls) no valor de 1 real, exige apenas 100 reais de margem de garantia, mas neste caso, vale ressaltar que é possível perder o valor total em apenas alguns dias (ou horas!), devido à alavancagem. Por isso, para quem está começando e não entende muito bem o mecanismo das opções, este não é um mercado muito recomendado. De qualquer forma, diante de tantas possibilidades, boas oportunidades por preços acessíveis é o que não falta.

4 - Quanto eu consigo ganhar?

Esta é uma pergunta muito comum entre iniciantes, seja lá qual for a modalidade que se opera, mas a primeira coisa que um investidor no mercado de renda variável precisa entender é que, diferente da renda fixa, os ganhos são variáveis e inclusive existe a possibilidade de perda financeira. Não existe “certeza absoluta” na renda variável e resultados passados não são garantia de ganhos futuros. No fim das contas, tiramos do mercado aquilo que conseguimos e não simplesmente o que queremos. Traçar uma média dos resultados só passa a fazer sentido depois de alguns anos de atuação, com um bom histórico de operações. Além disso, é claro que quanto mais dinheiro alocado nas operações, maior o retorno financeiro, contudo, os investidores iniciantes precisam tomar muito cuidado com esta lógica e começar operando leve. O objetivo de todo iniciante é ganhar conhecimento, não dinheiro (o financeiro será uma consequência natural do conhecimento adquirido). Uma vez que uma base sólida de conhecimentos é formada, o swing trade oferece uma escalabilidade muito maior do que no day trade e este é o principal motivo que leva grandes investidores buscarem investimentos de prazo maior. Por exemplo, você consegue executar uma única operação de R$100 mil no swing, em ações, mas não consegue fazer o mesmo no day trade, em uma única operação, justamente por causa da alavancagem. Para finalizar, vale lembrar que seus resultados sempre serão proporcionais a sua eficiência individual, pois nenhum trader é igual a outro, portanto, se você deseja resultados exímios, trate de correr atrás de um bom preparo.

5 - Quanto tempo deve durar a minha operação?

Uma das melhores coisas de estar no controle de suas próprias operações é que você mesmo dita as regras. Nada impede você de encerrar a sua operação no mesmo dia, caso ela atinja os objetivos financeiros propostos (neste caso seria um day trade, em vez de swing, mas e daí?). Mas, a rigor, um swing trade é uma operação que dura entre dois e sete dias, em média, mas podendo durar até semanas. Na prática, muitas vezes o que vai determinar a duração da sua operação é o timeframe utilizado na análise, que, geralmente, varia entre 60 minutos e diário. Vale ressaltar que quem dita as regras de duração da operação é você mesmo. Em outras palavras, se a sua operação está dentro de uma boa tendência e você acha que vale seguir posicionado, independentemente da duração deste trade, mantenha a sua posição. No fim das contas o objetivo é só um: ganhar dinheiro.

6 - É possível viver de swing trade?

Sim, é possível, mas é preciso ter uma boa margem financeira para isso. Lembre-se que no swing trade não podemos contar com uma alavancagem agressiva. Mesmo os derivativos, que possuem uma boa alavancagem, não ampliam tanto o seu poder de negociação quanto no day trade. E se você está se perguntando “quanto” dinheiro seria necessário, este valor varia drasticamente de trader para trader, pois depende da eficiência de cada um e o tipo de operações executadas. Mas se você pensa em tirar um salário dos seus ganhos com swing, recomendo não pensar num valor fixo, mas sim tirar sempre apenas o necessário. Lembre-se que o dinheiro é a sua única matéria prima e quanto mais margem financeira, maiores serão os retornos.

7 - Qual a melhor plataforma?

Swing Traders possuem uma grande vantagem em relação às plataformas, pois como essa modalidade de operação é bem mais lenta que o scalp ou day trade, o investidor não precisa se preocupar com a velocidade de execução de suas ordens. Outra vantagem é que os recursos utilizados para se analisar oportunidades de swing trade são bem simples, portanto, na maioria das vezes, uma plataforma com o básico de análise técnica já é suficiente. A notícia boa é que boa parte dos home brokers oferecem todos os recursos necessários para um swing trader e com a vantagem de que essas plataformas são gratuitas. Claro que existem plataformas muito melhores que os home brokers, mas para quem busca custo benefício, não há necessidade de contratar uma super plataforma. Contratar uma plataforma repleta de recursos somente para operar swing seria o mesmo que comprar um carro esportivo para levar os filhos à escola - desnecessário.

8 - Quanto tempo eu preciso me dedicar ao swing trade?

Quando se está aprendendo qualquer nova tarefa é normal nos dedicarmos um pouco mais. Porém, à medida que adquirimos experiência e prática, o tempo dedicado reduz drasticamente. Com operações de swing trade não é diferente. Após dominar as táticas necessárias e formar o seu próprio repertório de técnicas, um swing trader gasta em torno de uma hora para fazer uma boa pesquisa e definir as suas oportunidades. Este tempo pode ser dedicado diariamente, se você tiver margem financeira para entrar em uma nova operação todo dia, ou esporadicamente, conforme surgir saldo na sua conta de investimentos.

9 - Existem outros tipos de operação de prazo maior em renda variável, como o swing trade?

Sim, existem muitas outras oportunidades para quem deseja operar prazos maiores. Além de produtos financeiros como fundos imobiliários, clubes de investimento e produtos estruturados “prontos” oferecidos pelas corretoras, um trader pode montar suas próprias operações estruturadas. Uma possibilidade seriam combinações de ativos com suas respectivas opções ou estruturas usando somente opções. A vantagem deste tipo de operação é que dá para estabelecer limites de perda máxima. Outra possibilidade são os “long and short” onde se compra uma ação e vende outra. Nessa modalidade é possível operar distorções entre ativos correlacionados ou até buscar ganhos nas duas pontas, com os preços do ativo “long” subindo e os preços do ativo “short” caindo.

10 - Onde posso aprender mais sobre o assunto?

Além do Swing Trade Bootstrap, na área APRENDA do Portal do Trader você encontra inúmeros materiais que podem te auxiliar nesta jornada. E caso um dia queira dar um passo adiante, fica o convite para fazer o Programa Trader Nível Três (o TNT), que é um treinamento voltado para a formação de traders com duração de 6 meses (podendo ser prolongado). Nele você terá um “arsenal” técnico para lidar com praticamente qualquer situação de trading, seja para o curto, médio ou longo prazo. No TNT abordamos as principais técnicas do mercado com profundidade, sempre alternando aulas teóricas com aulas práticas, e tudo através de uma plataforma de e-learning com testes e espaço para tirar dúvidas com os mais de 10 especialistas envolvidos no projeto.

O swing trade é uma ótima modalidade para quem não quer (ou não pode) se dedicar totalmente ao mercado e acredito fortemente que com esforço, dedicação e estudo você terá todas as condições necessárias para obter resultados consistentes no mercado. Espero que este material tenha te ajudado e pode contar com a gente na sua jornada no mercado!